Arquivo da Categoria: Programas

TEJ II – ONLINE: PROGRAMA

À atenção dos estudantes do 2.º ano.

(Atualizado em 21.01.2015 – ligações hipertextuais a alguns artigos)

TÉCNICAS DE EXPRESSÃO JORNALÍSTICA II – ONLINE
PROGRAMA (2014-2015)

Objetivos:

Pretende-se que o estudante sistematize e aprofunde o domínio das técnicas de expressão específicas do ciberjornalismo.
Através da intensificação de exercícios práticos, pretende-se elevar os níveis de proficiência dos alunos nos diferentes géneros ciberjornalísticos.

Resultados de aprendizagem e competências:

Os objetivos de aprendizagem serão atingidos se, no final da lecionação da unidade curricular, os estudantes se mostrarem aptos a desenvolver as seguintes competências: 1) Conhecer os aspetos relacionados com o enquadramento teórico da especificidade das linguagens dos cibermeios; 2) Conhecer e dominar as técnicas de expressão do ciberjornalismo; 3) Utilizar o domínio das técnicas para concretizar trabalhos práticos nos diferentes géneros ciberjornalísticos.

Programa:

1. MEDIA ONLINE
1.1. Exploração e caracterização de sites
1.2. Fiabilidade da informação online
1.3. Internet em novos suportes
1.4. Economia dos novos media

2. JORNALISMO PARTICIPATIVO
2.1. Jornalismo profissional e amador
2.2. Emergência e afirmação do “cidadão-jornalista”
2.3. Blogues e jornalismo
2.4. Questões éticas e legais

3. PRÁTICA DO CIBERJORNALISMO
3.1. Normas e estilos ciberjornalísticos
3.2. Narrativa hipertextual
3.3. Multitextualidade
3.4. Produção para diferentes suportes

Métodos de ensino:
Enquadramento teórico e realização de exercícios práticos

Critérios de avaliação:
Exercícios em aula, participação e assiduidade (30%)
Entrevista a publicar online (20%) – Data limite de entrega: 28-11-2014
Exame final (50%)

Entrevista:

Quem entrevistar? – qualquer pessoa (conhecida ou não) que tenha uma história (ou mais) de interesse jornalístico para contar, que se enquadre numa secção do JPN.

Onde publicar? – em “rascunho”, no “backoffice” do JPN – http://jpn.c2com.up.pt/mt

Dimensão indicativa: entre 1.500 e 3.000 caracteres repartidos por 2 textos corridos (não pergunta-resposta) hiperligados entre si.

Elementos multimédia: Mínimo: 2 imagens fixas; Opcional: áudio, vídeo, diaporama, infografia e hiperligações externas.

O que entregar? – Colocar no Moodle um ficheiro (Word ou PDF) com imagens (capturadas através da função Ctrl Alt Print Scrn) da pré-visualização dos textos inseridos no “backoffice” do JPN, com indicação dos locais das hiperligações e do(s) elemento(s) multimédia que os acompanham.

BIBLIOGRAFIA:

* BASTOS, Helder (2011) Ciberjornalistas em Portugal: Práticas, Papéis e Ética. Lisboa: Livros Horizonte.

CANAVILHAS, João (2008) Webnoticia: Propuesta de Modelo Periodístico Para La WWW. Covilhã: Livros Labcom.
(http://www.livroslabcom.ubi.pt/sinopse/canavilhas-webnoticia.html)

DÍAZ NOCI, Javier, e SALAVERRÍA, Ramón (2003) Manual de Redacción Ciberperiodística. Ariel Comunicación.

FIDLER, Roger (1997) Mediamorphosis: Understanding New Media. Sage Publications.

FOUST, J. C. (2005) Online Journalism – Principles and Practices of News for the Web, Scottsdale: Holcomb Hathaway.

* FRIEND, C. & SINGER, J. B. (2007) Online Journalism Ethics – Traditions and Transitions, Armonk/London: M. E. Sharpe.

* GARCÍA DE TORRES, Elvira (2012) Cartografía del periodismo participativo – Estudio de las herramientas de participación en la prensa digital de Argentina, Colombia, España, Estados Unidos, Israel, México, Perú, Portugal y Venezuela. (2012). Tirant Lo Blanch Humanidades, Valencia.

* GILLMOR, Dan (2005) Nós, Os Media. Lisboa: Editorial Presença.
(http://www.oreilly.com/catalog/wemedia/book/index.csp)

LÉVY, Pierre (2000) Cibercultura. Instituto Piaget.

PARRA VALCARCE, D. & ÁLVAREZ MARCOS, J. (2004) Ciberperiodismo. Madrid: Editorial Sintesis.

PAVLIK, John V. (2001) Journalism and New Media. Columbia University Press.

QUINN, S. (2005) Convergent Journalism – The Fundamentals of Multimedia Reporting. New York: Peter Lang Publishing.

QUINN, S. & Lamble, S. (2008) Online Newsgathering – Research and Reporting for Journalism. Burlington: Focal Press/Elsevier.

SALAVERRÍA, Ramón (2005) Redacción Periodística en Internet. Eunsa.

STOVALL, James Glen (2004) Web Journalism: Practice and Promise of a New Medium. Boston: Pearson Education.

TORRES, María Bella Palomo (2004) El periodista on line: de la revolución a la evolución. Sevilla: Comunicación Social Ediciones y Publicaciones.

WARD, Mike (2002) Journalism Online. Woburn: Focal Press.
WEBGRAFIA:

* ALEXANDER, Jan & TATE, Marsha Ann (1996-2005) How to recognize a news web page.

BARBOSA, Elisabete (2001) Interactividade: A grande promessa do jornalismo online.

* BASTOS, Helder (2008) Ciberjornalistas portugueses: Das práticas às questões de ética. (link atualizado em 21.01.2014)

BASTOS, Helder (2005) Ciberjornalismo e narrativa hipermédia. (link atualizado em 21.01.2014)

BRIGGS, Mark (2007) Jornalismo 2.0: Como sobreviver e prosperar.

DEUZE, M. (2008) The Professional Identity of Journalists in the Context of Convergence Culture.

GRADIM, Anabela (2002) Os géneros e a convergência: O jornalista multimédia do século XXI.

GRANADO, António (1999) Fiabilidade da informação online.

GORDON, Rich (2003) Convergence Defined.

KRAMER, Staci (2004) Journos and Bloggers: Can Both Survive?. (link atualizado em 21.01.2014)

LASICA, J. D. (2002) The Promise of the Daily Me.

OUTING, Steve (2005) The 11 Layers of Citizen Journalism.

OUTING, Steve (2004) What Bloggers Can Learn From Journalists.

OUTING, Steve (2004) What Journalists Can Learn From Bloggers.

ROSEN, J. (2008) A Most Useful Definition of Citizen Journalism.

* ROSEN, J. (2006) The People Formerly Known as the Audience.

ROSENSTIEL, Tom (2011) Five myths about the future of journalism.

SANTOS, Luís António & ZAMITH, Fernando (2004) Weblogs e Jornalismo: um exemplo de aproximação na universidade portuguesa.

ZAMITH, Fernando (2013) Prós e contras de andar à boleia – Quando o cidadão comum parece jornalista.

ZAMITH, Fernando (2011) A contextualização no ciberjornalismo.

* ZAMITH, Fernando (2007) Jeff Jarvis: Jornalistas e cidadãos devem trabalhar em rede. (link atualizado em 21.01.2014)

* ZAMITH, Fernando (2006/2010) Livro de Estilo do JornalismoPortoNet. (link atualizado em 21.01.2014)
* Leitura recomendada (as restantes referências são sugestões de consulta/leitura para aprofundamento de temas)

TEJ I – ONLINE: PROGRAMA

À atenção dos alunos do 1º ano.

TÉCNICAS DE EXPRESSÃO JORNALÍSTICA/ONLINE
PROGRAMA 1º ANO (2010-2011)

Objectivo geral do 1º ano: O aluno deve ficar a conhecer a teoria básica ligada ao jornalismo na Net e a dominar as principais ferramentas da rede para fins jornalísticos

Objectivo geral do 2º ano: O aluno deve ficar a conhecer bem a realidade do jornalismo que é “praticado” na Internet (incluindo o jornalismo participativo, os blogues, etc.)

Objectivo geral do 3º ano: O aluno deve ficar a conhecer o “estado da arte” do ciberjornalismo (incluindo as técnicas de redacção ciberjornalística) e a concretizá-lo, nomeadamente através da realização de trabalhos multimédia
Programa 1º Ano:
1. A INTERNET
1.1. Enquadramento histórico e evolução
1.2. Modelos de comunicação
1.3. Comunidades virtuais e cibercultura
1.4. Novas ferramentas (RSS, wikis, podcasting, tagging, etc.)

2. JORNALISMO ONLINE
2.1. Origem e desenvolvimento
2.2. Noções de Jornalismo Assistido por Computador
2.3. Técnicas de pesquisa online
2.4. Questões técnicas, éticas e legais

3. CIBERJORNALISMO
3.1. Origem, desenvolvimento, conceitos
3.1. Os novos jornalistas
3.3. Narrativa hipermédia
3.4. Desafios de novas modalidades
Métodos de ensino:

Enquadramento teórico e realização de exercícios práticos

Regime de avaliação:

Avaliação contínua (30%); trabalho sobre mailing lists/newsletters (10%); trabalho sobre delicious (10%); exame (50%)
BIBLIOGRAFIA:

BASTOS, Helder (2010) Origens e Evolução do Ciberjornalismo em Portugal: Os Primeiros Quinze Anos (1995-2010). Porto: Edições Afrontamento.

BASTOS, Helder (2000) Jornalismo Electrónico – Internet e Reconfiguração de Práticas nas Redacções. Coimbra: Minerva Editora.

BRIGGS, Mark (2007) “Jornalismo 2.0: Como sobreviver e prosperar’.
(http://knightcenter.utexas.edu/Jornalismo_20.pdf)

CANAVILHAS, João (2008) Webnoticia: Propuesta de Modelo Periodístico Para La WWW. Covilhã: Livros Labcom.
(http://www.livroslabcom.ubi.pt/sinopse/canavilhas-webnoticia.html)

DÍAZ NOCI, Javier, e SALAVERRÍA, Ramón (2003) Manual de Redacción Ciberperiodística. Ariel Comunicación.

FIDALGO, António, e SERRA, Paulo (orgs.) (2003) Jornalismo Online. Covilhã: Universidade da Beira Interior.

FIDLER, Roger (1997) Mediamorphosis: Understanding New Media. Sage Publications.

FOUST, J. C. (2005) Online Journalism – Principles and Practices of News for the Web, Scottsdale: Holcomb Hathaway.

FRIEND, C. & SINGER, J. B. (2007) Online Journalism Ethics – Traditions and Transitions, Armonk/London: M. E. Sharpe.

GILLMOR, Dan (2005) Nós, Os Media. Lisboa: Editorial Presença.
(http://www.oreilly.com/catalog/wemedia/book/index.csp)

KAWAMOTO, K. (ed.) (2003) Digital Journalism: Emerging Media and the Changing Horizons of Journalism, Lanham: Rowman & Littlefield Publishers.

LÉVY, Pierre (2000) Cibercultura. Instituto Piaget.

PARRA VALCARCE, D. & ÁLVAREZ MARCOS, J. (2004), Ciberperiodismo. Madrid: Editorial Sintesis.

PAVLIK, John V. (2001) Journalism and New Media. Columbia University Press.

QUINN, S. (2005) Convergent Journalism – The Fundamentals of Multimedia Reporting. New York: Peter Lang Publishing.

QUINN, S. & Lamble S. (2008) Online Newsgathering – Research and Reporting for Journalism. Burlington: Focal Press/Elsevier.

SALAVERRÍA, Ramón (2005) Redacción Periodística en Internet. Eunsa.

STOVALL, James Glen (2004) Web Journalism: Practice and Promise of a New Medium. Boston: Pearson Education.

TORRES, María Bella Palomo (2004) El periodista on line: de la revolución a la evolución. Sevilla: Comunicación Social Ediciones y Publicaciones.

WARD, Mike (2002) Journalism Online. Woburn: Focal Press.

ZAMITH, Fernando (2008) Ciberjornalismo – As potencialidades da Internet nos sites noticiosos portugueses. Porto: Edições Afrontamento.
WEBGRAFIA:

BARBOSA, Elisabete (2001) Interactividade: A grande promessa do jornalismo online.

BASTOS, Helder (2008) Ciberjornalistas portugueses: Das práticas às questões de ética.

BASTOS, Helder (2005) Ciberjornalismo e narrativa hipermédia.

CANAVILHAS, João (2006) Webjornalismo: Da pirâmide invertida à pirâmide deitada.

DEUZE, M. (2008) The Professional Identity of Journalists in the Context of Convergence Culture.

DUBE, Jonathan (2000) A Dozen Online Writing Tips.

GRADIM, Anabela (2002) Os géneros e a convergência: O jornalista multimédia do século XXI.

GRANADO, António (1999) Fiabilidade da informação online.

GORDON, Rich (2003) Convergence Defined.

KRAMER, Staci (2004) Journos and Bloggers: Can Both Survive?.

LASICA, J. D. (2002) The Promise of the Daily Me.

NUNES, Ricardo (2005) Notícia digital: Processos de construção.

OUTING, Steve (2005) The 11 Layers of Citizen Journalism.

OUTING, Steve (2004) What Bloggers Can Learn From Journalists.

OUTING, Steve (2004) What Journalists Can Learn From Bloggers.

ROSEN, J. (2006) The People Formerly Known as the Audience.

ZAMITH, Fernando (2007) Jeff Jarvis: Jornalistas e cidadãos devem trabalhar em rede.

ZAMITH, Fernando (2006) O subaproveitamento das potencialidades da Internet pelos ciberjornais portugueses.

ZAMITH, Fernando (2006) Livro de Estilo do JornalismoPortoNet.

ZAMITH, Fernando (2005) Pirâmide invertida na cibernotícia: A resistência de uma técnica centenária.

TRABALHO SOBRE MAILING LISTS E/OU NEWSLETTERS

Objectivos: Criar hábitos de inscrição em mailing lists e de subscrição de newsletters, e tomar consciência da importância que as mesmas podem ter como fontes de informação para jornalistas.

Tarefa 1: Adicionar um endereço de e-mail a três listas de correio electrónico (mailing lists) e/ou subscrever três boletins/newsletters sobre um mesmo tema em três sites não noticiosos de potencial interesse jornalístico.

Tarefa 2: Elaborar e entregar um relatório de 40 a 50 linhas (duas páginas A4) com uma análise comparativa dos e-mails enviados pelas três fontes, focando, nomeadamente, a regularidade, actualidade, fiabilidade, rigor, organização, utilidade e relevância da informação recebida.

Advertência: Não subscrever sites comerciais (não têm interesse jornalístico e “encharcam” a caixa de correio com mails indesejados).

Sugestão 1: Subscrever de início cinco ou seis newsletters ou mailing lists (provavelmente, algumas estarão desactivadas) e escolher três ao fim das primeiras semanas.

Sugestão 2: Substituir tema se ao fim das primeiras semanas a informação recebida for demasiado escassa.

Prazo de entrega: 24/05/2011
TRABALHO SOBRE DELICIOUS

Objectivos: Criar hábitos de organização de “favoritos” e tomar consciência da importância do tagging para uma rápida procura e um criterioso arquivo de informação disponível na Internet.

Tarefa: Criar uma conta em http://delicious.com (com identificação clara do autor) e colocar lá um mínimo de 30 páginas “favoritas”, cinco em cada uma destas seis tags: política; economia; desporto; cultura; media; tecnologia. Um dos sites guardados na conta terá de ser o http://jpn.icicom.up.pt, ao qual terá de ser atribuída (entre outras) a tag tej2011.

Prazo de conclusão: 03/05/201114

TEJ I – Online: Programa

À atenção dos alunos do 1º ano (Ver

TÉCNICAS DE EXPRESSÃO JORNALÍSTICA/ONLINE
PROGRAMA 1º ANO (2010-2011)

Objectivo geral do 1º ano: O aluno deve ficar a conhecer a teoria básica ligada ao jornalismo na Net e a dominar as principais ferramentas da rede para fins jornalísticos

Objectivo geral do 2º ano: O aluno deve ficar a conhecer bem a realidade do jornalismo que é “praticado” na Internet (incluindo o jornalismo participativo, os blogues, etc.)

Objectivo geral do 3º ano: O aluno deve ficar a conhecer o “estado da arte” do ciberjornalismo (incluindo as técnicas de redacção ciberjornalística) e a concretizá-lo, nomeadamente através da realização de trabalhos multimédia

Programa 1º Ano:

1. A INTERNET
1.1. Enquadramento histórico e evolução
1.2. Modelos de comunicação
1.3. Comunidades virtuais e cibercultura
1.4. Novas ferramentas (RSS, wikis, podcasting, tagging, etc.)

2. JORNALISMO ONLINE
2.1. Origem e desenvolvimento
2.2. Noções de Jornalismo Assistido por Computador
2.3. Técnicas de pesquisa online
2.4. Questões técnicas, éticas e legais

3. CIBERJORNALISMO
3.1. Origem, desenvolvimento, conceitos
3.1. Os novos jornalistas
3.3. Narrativa hipermédia
3.4. Desafios de novas modalidades

Métodos de ensino:

Enquadramento teórico e realização de exercícios práticos

Regime de avaliação:

Avaliação contínua (30%); trabalho sobre mailing lists/newsletters (10%); trabalho sobre delicious (10%); exame (50%)

BIBLIOGRAFIA:

BASTOS, Helder (2010) Origens e Evolução do Ciberjornalismo em Portugal: Os Primeiros Quinze Anos (1995-2010). Porto: Edições Afrontamento.

BASTOS, Helder (2000) Jornalismo Electrónico – Internet e Reconfiguração de Práticas nas Redacções. Coimbra: Minerva Editora.

BRIGGS, Mark (2007) “Jornalismo 2.0: Como sobreviver e prosperar’.
(http://knightcenter.utexas.edu/Jornalismo_20.pdf)

CANAVILHAS, João (2008) Webnoticia: Propuesta de Modelo Periodístico Para La WWW. Covilhã: Livros Labcom.
(http://www.livroslabcom.ubi.pt/sinopse/canavilhas-webnoticia.html)

DÍAZ NOCI, Javier, e SALAVERRÍA, Ramón (2003) Manual de Redacción Ciberperiodística. Ariel Comunicación.

FIDALGO, António, e SERRA, Paulo (orgs.) (2003) Jornalismo Online. Covilhã: Universidade da Beira Interior.

FIDLER, Roger (1997) Mediamorphosis: Understanding New Media. Sage Publications.

FOUST, J. C. (2005) Online Journalism – Principles and Practices of News for the Web, Scottsdale: Holcomb Hathaway.

FRIEND, C. & SINGER, J. B. (2007) Online Journalism Ethics – Traditions and Transitions, Armonk/London: M. E. Sharpe.

GILLMOR, Dan (2005) Nós, Os Media. Lisboa: Editorial Presença.
(http://www.oreilly.com/catalog/wemedia/book/index.csp)

KAWAMOTO, K. (ed.) (2003) Digital Journalism: Emerging Media and the Changing Horizons of Journalism, Lanham: Rowman & Littlefield Publishers.

LÉVY, Pierre (2000) Cibercultura. Instituto Piaget.

PARRA VALCARCE, D. & ÁLVAREZ MARCOS, J. (2004), Ciberperiodismo. Madrid: Editorial Sintesis.

PAVLIK, John V. (2001) Journalism and New Media. Columbia University Press.

QUINN, S. (2005) Convergent Journalism – The Fundamentals of Multimedia Reporting. New York: Peter Lang Publishing.

QUINN, S. & Lamble S. (2008) Online Newsgathering – Research and Reporting for Journalism. Burlington: Focal Press/Elsevier.

SALAVERRÍA, Ramón (2005) Redacción Periodística en Internet. Eunsa.

STOVALL, James Glen (2004) Web Journalism: Practice and Promise of a New Medium. Boston: Pearson Education.

TORRES, María Bella Palomo (2004) El periodista on line: de la revolución a la evolución. Sevilla: Comunicación Social Ediciones y Publicaciones.

WARD, Mike (2002) Journalism Online. Woburn: Focal Press.

ZAMITH, Fernando (2008) Ciberjornalismo – As potencialidades da Internet nos sites noticiosos portugueses. Porto: Edições Afrontamento.

WEBGRAFIA:

BARBOSA, Elisabete (2001) Interactividade: A grande promessa do jornalismo online.

BASTOS, Helder (2008) Ciberjornalistas portugueses: Das práticas às questões de ética.

BASTOS, Helder (2005) Ciberjornalismo e narrativa hipermédia.

CANAVILHAS, João (2006) Webjornalismo: Da pirâmide invertida à pirâmide deitada.

DEUZE, M. (2008) The Professional Identity of Journalists in the Context of Convergence Culture.

DUBE, Jonathan (2000) A Dozen Online Writing Tips.

GRADIM, Anabela (2002) Os géneros e a convergência: O jornalista multimédia do século XXI.

GRANADO, António (1999) Fiabilidade da informação online.

GORDON, Rich (2003) Convergence Defined.

KRAMER, Staci (2004) Journos and Bloggers: Can Both Survive?.

LASICA, J. D. (2002) The Promise of the Daily Me.

NUNES, Ricardo (2005) Notícia digital: Processos de construção.

OUTING, Steve (2005) The 11 Layers of Citizen Journalism.

OUTING, Steve (2004) What Bloggers Can Learn From Journalists.

OUTING, Steve (2004) What Journalists Can Learn From Bloggers.

ROSEN, J. (2006) The People Formerly Known as the Audience.

ZAMITH, Fernando (2007) Jeff Jarvis: Jornalistas e cidadãos devem trabalhar em rede.

ZAMITH, Fernando (2006) O subaproveitamento das potencialidades da Internet pelos ciberjornais portugueses.

ZAMITH, Fernando (2006) Livro de Estilo do JornalismoPortoNet.

ZAMITH, Fernando (2005) Pirâmide invertida na cibernotícia: A resistência de uma técnica centenária.

TRABALHO SOBRE MAILING LISTS E/OU NEWSLETTERS

Objectivos: Criar hábitos de inscrição em mailing lists e de subscrição de newsletters, e tomar consciência da importância que as mesmas podem ter como fontes de informação para jornalistas.

Tarefa 1: Adicionar um endereço de e-mail a três listas de correio electrónico (mailing lists) e/ou subscrever três boletins/newsletters sobre um mesmo tema em três sites não noticiosos de potencial interesse jornalístico.

Tarefa 2: Elaborar e entregar um relatório de 40 a 50 linhas (duas páginas A4) com uma análise comparativa dos e-mails enviados pelas três fontes, focando, nomeadamente, a regularidade, actualidade, fiabilidade, rigor, organização, utilidade e relevância da informação recebida.

Advertência: Não subscrever sites comerciais (não têm interesse jornalístico e “encharcam” a caixa de correio com mails indesejados).

Sugestão 1: Subscrever de início cinco ou seis newsletters ou mailing lists (provavelmente, algumas estarão desactivadas) e escolher três ao fim das primeiras semanas.

Sugestão 2: Substituir tema se ao fim das primeiras semanas a informação recebida for demasiado escassa.

Prazo de entrega: 24/05/2011

TRABALHO SOBRE DELICIOUS

Objectivos: Criar hábitos de organização de “favoritos” e tomar consciência da importância do tagging para uma rápida procura e um criterioso arquivo de informação disponível na Internet.

Tarefa: Criar uma conta em http://delicious.com (com identificação clara do autor) e colocar lá um mínimo de 30 páginas “favoritas”, cinco em cada uma destas seis tags: política; economia; desporto; cultura; media; tecnologia. Um dos sites guardados na conta terá de ser o http://jpn.icicom.up.pt, ao qual terá de ser atribuída (entre outras) a tag tej2011.

Prazo de conclusão: 03/05/2011

Publicado por Fernando Zamith a 14 fevereiro, 2011 23:29

TEJ II – ONLINE: PROGRAMA

À atenção dos estudantes do 2.º ano (ver Mais…):

TÉCNICAS DE EXPRESSÃO JORNALÍSTICA II – ONLINE
PROGRAMA (2012-2013)

Objetivo geral do 2.º ano: O estudante deve ficar a conhecer bem a realidade do jornalismo que é “praticado” na Internet (incluindo o jornalismo participativo, os blogues, etc.)

PROGRAMA

1. Media Online
1.1. Exploração e caracterização de sites
1.2. Media online e media tradicionais
1.3. Arquitetura da informação online
1.4. Fiabilidade da informação online
1.5. Media online e novas funcionalidades da web
1.6. Economia dos novos media

2. Jornalismo participativo
2.1. Emergência e afirmação do “cidadão-jornalista”
2.2. Blogues e jornalismo
2.3. Mutações no gatekeeping

3. Iniciação à prática do ciberjornalismo
3.1. Normas e estilos ciberjornalísticos
3.2. Narrativa hipertextual
3.3. Multitextualidade

Métodos de ensino:
Enquadramento teórico e realização de exercícios práticos

Regime de avaliação:
Avaliação contínua (30%)
Entrevista a publicar online (20%) – Data limite de entrega: 30/11/2012
Exame (50%)

Entrevista:
Quem entrevistar? – qualquer pessoa (conhecida ou não) que tenha uma história (ou mais) de interesse jornalístico para contar, que se enquadre numa secção do JPN.
Onde publicar? – em “rascunho”, no “backoffice” do JPN – http://jpn.c2com.up.pt/mt
Dimensão máxima: 3.000 caracteres repartidos por 2 textos corridos (não pergunta-resposta) hiperligados entre si.
Elementos multimédia: Mínimo: 1 imagem fixa; Opcional: áudio, vídeo, diaporama, infografia e hiperligações externas.
O que entregar? – impressões dos textos, com indicação dos locais das hiperligações e do(s) elemento(s) multimédia que os acompanham.

BIBLIOGRAFIA:

* BASTOS, Helder (2011) Ciberjornalistas em Portugal: Práticas, Papéis e Ética. Lisboa: Livros Horizonte.

CANAVILHAS, João (2008) Webnoticia: Propuesta de Modelo Periodístico Para La WWW. Covilhã: Livros Labcom.
(http://www.livroslabcom.ubi.pt/sinopse/canavilhas-webnoticia.html)

DÍAZ NOCI, Javier, e SALAVERRÍA, Ramón (2003) Manual de Redacción Ciberperiodística. Ariel Comunicación.

FIDLER, Roger (1997) Mediamorphosis: Understanding New Media. Sage Publications.

FOUST, J. C. (2005) Online Journalism – Principles and Practices of News for the Web, Scottsdale: Holcomb Hathaway.

* FRIEND, C. & SINGER, J. B. (2007) Online Journalism Ethics – Traditions and Transitions, Armonk/London: M. E. Sharpe.

* GARCÍA DE TORRES, Elvira (2012) Cartografía del periodismo participativo – Estudio de las herramientas de participación en la prensa digital de Argentina, Colombia, España, Estados Unidos, Israel, México, Perú, Portugal y Venezuela. (2012). Tirant Lo Blanch Humanidades, Valencia.

* GILLMOR, Dan (2005) Nós, Os Media. Lisboa: Editorial Presença.
(http://www.oreilly.com/catalog/wemedia/book/index.csp)

LÉVY, Pierre (2000) Cibercultura. Instituto Piaget.

PARRA VALCARCE, D. & ÁLVAREZ MARCOS, J. (2004) Ciberperiodismo. Madrid: Editorial Sintesis.

PAVLIK, John V. (2001) Journalism and New Media. Columbia University Press.

QUINN, S. (2005) Convergent Journalism – The Fundamentals of Multimedia Reporting. New York: Peter Lang Publishing.

QUINN, S. & Lamble, S. (2008) Online Newsgathering – Research and Reporting for Journalism. Burlington: Focal Press/Elsevier.

SALAVERRÍA, Ramón (2005) Redacción Periodística en Internet. Eunsa.

STOVALL, James Glen (2004) Web Journalism: Practice and Promise of a New Medium. Boston: Pearson Education.

TORRES, María Bella Palomo (2004) El periodista on line: de la revolución a la evolución. Sevilla: Comunicación Social Ediciones y Publicaciones.

WARD, Mike (2002) Journalism Online. Woburn: Focal Press.
WEBGRAFIA:

* ALEXANDER, Jan & TATE, Marsha Ann (1996-2005) How to recognize a news web page.

BARBOSA, Elisabete (2001) Interactividade: A grande promessa do jornalismo online.

* BASTOS, Helder (2008) Ciberjornalistas portugueses: Das práticas às questões de ética.

BASTOS, Helder (2005) Ciberjornalismo e narrativa hipermédia.

BRIGGS, Mark (2007) Jornalismo 2.0: Como sobreviver e prosperar.

DEUZE, M. (2008) The Professional Identity of Journalists in the Context of Convergence Culture.

* GRADIM, Anabela (2002) Os géneros e a convergência: O jornalista multimédia do século XXI.

GRANADO, António (1999) Fiabilidade da informação online.

GORDON, Rich (2003) Convergence Defined.

KRAMER, Staci (2004) Journos and Bloggers: Can Both Survive?.

LASICA, J. D. (2002) The Promise of the Daily Me.

OUTING, Steve (2005) The 11 Layers of Citizen Journalism.

OUTING, Steve (2004) What Bloggers Can Learn From Journalists.

OUTING, Steve (2004) What Journalists Can Learn From Bloggers.

* ROSEN, J. (2006) The People Formerly Known as the Audience.

ROSENSTIEL, Tom (2011) Five myths about the future of journalism.

SANTOS, Luís António & ZAMITH, Fernando (2004) Weblogs e Jornalismo: um exemplo de aproximação na universidade portuguesa.

ZAMITH, Fernando (2011) A contextualização no ciberjornalismo.

* ZAMITH, Fernando (2007) Jeff Jarvis: Jornalistas e cidadãos devem trabalhar em rede.

* ZAMITH, Fernando (2006/2010) Livro de Estilo do JornalismoPortoNet.
* Leitura recomendada (as restantes referências são sugestões de consulta/leitura para aprofundamento de temas)12

TEJ I – ONLINE: PROGRAMA

À atenção dos estudantes do 1.º ano <-- 016019.html#016019 -->

TÉCNICAS DE EXPRESSÃO JORNALÍSTICA/ONLINE
PROGRAMA 1.º ANO (2011-2012)

Objetivo geral do 1º ano: O aluno deve ficar a conhecer a teoria básica ligada ao jornalismo na Net e a dominar as principais ferramentas da rede para fins jornalísticos

Objetivo geral do 2º ano: O aluno deve ficar a conhecer bem a realidade do jornalismo que é “praticado” na Internet (incluindo o jornalismo participativo, os blogues, etc.)

Objetivo geral do 3º ano: O aluno deve ficar a conhecer o “estado da arte” do ciberjornalismo (incluindo as técnicas de redação ciberjornalística) e a concretizá-lo, nomeadamente através da realização de trabalhos multimédia
Programa 1.º Ano:
1. A INTERNET
1.1. Enquadramento histórico e evolução
1.2. Modelos de comunicação
1.3. Comunidades virtuais e cibercultura
1.4. Novas ferramentas (RSS, wikis, podcasting, tagging, etc.)

2. JORNALISMO ONLINE
2.1. Origem e desenvolvimento
2.2. Noções de Jornalismo Assistido por Computador
2.3. Técnicas de pesquisa online
2.4. Questões técnicas, éticas e legais

3. CIBERJORNALISMO
3.1. Origem, desenvolvimento, conceitos
3.2. Os novos jornalistas
3.3. Narrativa hipermédia
3.4. Desafios de novas modalidades
Métodos de ensino:

Enquadramento teórico e realização de exercícios práticos

Regime de avaliação:

Avaliação contínua (30%); trabalho sobre mailing lists/newsletters (10%); trabalho sobre delicious (10%); exame (50%)
BIBLIOGRAFIA:

* BASTOS, Helder (2011) Ciberjornalistas em Portugal: Práticas, Papéis e Ética. Lisboa: Livros Horizonte.

BASTOS, Helder (2010) Origens e Evolução do Ciberjornalismo em Portugal: Os Primeiros Quinze Anos (1995-2010). Porto: Edições Afrontamento.

BASTOS, Helder (2000) Jornalismo Electrónico – Internet e Reconfiguração de Práticas nas Redacções. Coimbra: Minerva Editora.

* CANAVILHAS, João (2008) Webnoticia: Propuesta de Modelo Periodístico Para La WWW. Covilhã: Livros Labcom.
(http://www.livroslabcom.ubi.pt/sinopse/canavilhas-webnoticia.html)

DÍAZ NOCI, Javier, e SALAVERRÍA, Ramón (2003) Manual de Redacción Ciberperiodística. Ariel Comunicación.

FIDALGO, António, e SERRA, Paulo (orgs.) (2003) Jornalismo Online. Covilhã: Universidade da Beira Interior.

FIDLER, Roger (1997) Mediamorphosis: Understanding New Media. Sage Publications.

FOUST, J. C. (2005) Online Journalism – Principles and Practices of News for the Web, Scottsdale: Holcomb Hathaway.

FRIEND, C. & SINGER, J. B. (2007) Online Journalism Ethics – Traditions and Transitions, Armonk/London: M. E. Sharpe.

GILLMOR, Dan (2005) Nós, Os Media. Lisboa: Editorial Presença.
(http://www.oreilly.com/catalog/wemedia/book/index.csp)

KAWAMOTO, K. (ed.) (2003) Digital Journalism: Emerging Media and the Changing Horizons of Journalism, Lanham: Rowman & Littlefield Publishers.

LÉVY, Pierre (2000) Cibercultura. Instituto Piaget.

PARRA VALCARCE, D. & ÁLVAREZ MARCOS, J. (2004), Ciberperiodismo. Madrid: Editorial Sintesis.

PAVLIK, John V. (2001) Journalism and New Media. Columbia University Press.

QUINN, S. (2005) Convergent Journalism – The Fundamentals of Multimedia Reporting. New York: Peter Lang Publishing.

QUINN, S. & Lamble S. (2008) Online Newsgathering – Research and Reporting for Journalism. Burlington: Focal Press/Elsevier.

* SALAVERRÍA, Ramón (2005) Redacción Periodística en Internet. Eunsa.

STOVALL, James Glen (2004) Web Journalism: Practice and Promise of a New Medium. Boston: Pearson Education.

TORRES, María Bella Palomo (2004) El periodista on line: de la revolución a la evolución. Sevilla: Comunicación Social Ediciones y Publicaciones.

WARD, Mike (2002) Journalism Online. Woburn: Focal Press.

* ZAMITH, Fernando (2008) Ciberjornalismo – As potencialidades da Internet nos sites noticiosos portugueses. Porto: Edições Afrontamento.
WEBGRAFIA:

* ALEXANDER, Jan & TATE, Marsha Ann (1996-2005) How to recognize a news web page.

BARBOSA, Elisabete (2001) Interactividade: A grande promessa do jornalismo online.

BASTOS, Helder (2008) Ciberjornalistas portugueses: Das práticas às questões de ética.

* BASTOS, Helder (2005) Ciberjornalismo e narrativa hipermédia.

* BRIGGS, Mark (2007) Jornalismo 2.0: Como sobreviver e prosperar.

* CANAVILHAS, João (2006) Webjornalismo: Da pirâmide invertida à pirâmide deitada.

DEUZE, M. (2008) The Professional Identity of Journalists in the Context of Convergence Culture.

DUBE, Jonathan (2000) A Dozen Online Writing Tips.

GRADIM, Anabela (2002) Os géneros e a convergência: O jornalista multimédia do século XXI.

GRANADO, António (1999) Fiabilidade da informação online.

GORDON, Rich (2003) Convergence Defined.

KRAMER, Staci (2004) Journos and Bloggers: Can Both Survive?.

LASICA, J. D. (2002) The Promise of the Daily Me.

NUNES, Ricardo (2005) Notícia digital: Processos de construção.

OUTING, Steve (2005) The 11 Layers of Citizen Journalism.

OUTING, Steve (2004) What Bloggers Can Learn From Journalists.

OUTING, Steve (2004) What Journalists Can Learn From Bloggers.

ROSEN, J. (2006) The People Formerly Known as the Audience.

ROSENSTIEL, Tom (2011) Five myths about the future of journalism.

ZAMITH, Fernando (2011) A contextualização no ciberjornalismo.

ZAMITH, Fernando (2007) Jeff Jarvis: Jornalistas e cidadãos devem trabalhar em rede.

* ZAMITH, Fernando (2006/2010) Livro de Estilo do JornalismoPortoNet.

* ZAMITH, Fernando (2005) Pirâmide invertida na cibernotícia: A resistência de uma técnica centenária.

* Leitura recomendada (as restantes referências são sugestões de consulta/leitura para aprofundamento de temas)
TRABALHO SOBRE MAILING LISTS E/OU NEWSLETTERS

Objetivos: Criar hábitos de inscrição em mailing lists e de subscrição de newsletters, e tomar consciência da importância que as mesmas podem ter como fontes de informação para jornalistas.

Tarefa 1: Adicionar um endereço de e-mail a três listas de correio eletrónico (mailing lists) e/ou subscrever três boletins/newsletters sobre um mesmo tema em três sites não noticiosos de potencial interesse jornalístico.

Tarefa 2: Elaborar e entregar um relatório de 40 a 50 linhas (duas páginas A4) com uma análise comparativa dos e-mails enviados pelas três fontes, focando, nomeadamente, a regularidade, atualidade, fiabilidade, rigor, organização, utilidade e relevância da informação recebida.

Advertência: Não subscrever sites comerciais (não têm interesse jornalístico e “encharcam” a caixa de correio com mails indesejados).

Sugestão 1: Subscrever de início cinco ou seis newsletters ou mailing lists (provavelmente, algumas estarão desativadas) e escolher três ao fim das primeiras semanas.

Sugestão 2: Substituir tema se ao fim das primeiras semanas a informação recebida for demasiado escassa.

Prazo de entrega: 25/05/2012
TRABALHO SOBRE DELICIOUS

Objetivos: Criar hábitos de organização de “favoritos” e tomar consciência da importância do tagging para uma rápida procura e um criterioso arquivo de informação disponível na Internet.

Tarefa: Criar uma conta em http://delicious.com (com identificação clara do autor) e colocar lá um mínimo de 30 páginas “favoritas”, cinco em cada uma destas seis tags: política; economia; desporto; cultura; media; tecnologia. Um dos sites guardados na conta terá de ser o http://jpn.icicom.up.pt, ao qual terá de ser atribuída (entre outras) a tag tej2012.

Prazo de conclusão: 04/05/2012

TEJ II – ONLINE: PROGRAMA

À atenção dos alunos do 2º ano <-- 015907.html#015907 -->

TÉCNICAS DE EXPRESSÃO JORNALÍSTICA II – ONLINE
PROGRAMA (2011-2012)

Objectivo geral do 2º ano: O aluno deve ficar a conhecer bem a realidade do jornalismo que é “praticado” na Internet (incluindo o jornalismo participativo, os blogues, etc.)

PROGRAMA

1. Media Online
1.1. Exploração e caracterização de sites
1.2. Media online e media tradicionais
1.3. Arquitectura da informação online
1.4. Fiabilidade da informação online
1.5. Media online e novas funcionalidades da web
1.6. Economia dos novos media

2. Jornalismo participativo
2.1. Emergência e afirmação do “cidadão-jornalista”
2.2. Blogues e jornalismo
2.3. Mutações no gatekeeping

3. Iniciação à prática do ciberjornalismo
3.1. Normas e estilos ciberjornalísticos
3.2. Narrativa hipertextual
3.3. Multitextualidade

Métodos de ensino:
Enquadramento teórico e realização de exercícios práticos

Regime de avaliação:
Avaliação contínua (50%)
Entrevista a publicar online (20%) – Data limite de entrega: 02/12/2011
Exame (30%)

Entrevista:
Quem entrevistar? – qualquer pessoa (conhecida ou não) que tenha uma história (ou mais) de interesse jornalístico para contar, que se enquadre numa secção do JPN.
Onde publicar? – em “rascunho”, no “backoffice” do JPN – http://jpn.icicom.up.pt/mt
Dimensão máxima: 3.000 caracteres repartidos por 2 textos corridos (não pergunta-resposta) hiperligados entre si.
Elementos multimédia: Mínimo: 1 imagem fixa; Opcional: áudio, vídeo, diaporama, infografia e hiperligações externas.
O que entregar? – impressões dos textos, com indicação dos locais das hiperligações e do(s) elemento(s) multimédia que os acompanham.
BIBLIOGRAFIA:

BARBOSA, Elisabete, e GRANADO, António (2004) Weblogs – Diário de Bordo. Porto Editora.
BASTOS, Helder (2011) Ciberjornalistas em Portugal: Práticas, Papéis e Ética. Lisboa: Livros Horizonte.
BASTOS, Helder (2000) Jornalismo Electrónico – Internet e Reconfiguração de Práticas nas Redacções. Coimbra: Minerva Editora.
BLOOD, Rebecca (2002) O Livro de Bolso do Weblogue. Campo das Letras.
BRADSHAW, Paul & ROHUMAA, Liisa (2011) The Online Journalism Handbook. London: Pearson Education.
BRIGGS, Mark (2007) “Jornalismo 2.0: Como sobreviver e prosperar’.
(http://knightcenter.utexas.edu/Jornalismo_20.pdf)
CANAVILHAS, João (2008) Webnoticia: Propuesta de Modelo Periodístico Para La WWW. Covilhã: Livros Labcom.
(http://www.livroslabcom.ubi.pt/sinopse/canavilhas-webnoticia.html)
DÍAZ NOCI, Javier, e SALAVERRÍA, Ramón (2003) Manual de Redacción Ciberperiodística. Ariel Comunicación.
FIDALGO, António, e SERRA, Paulo (orgs.) (2003) Jornalismo Online. Universidade da Beira Interior.
FIDLER, Roger (1997) Mediamorphosis: Understanding New Media. Sage Publications.
FOUST, J. C. (2005) Online Journalism – Principles and Practices of News for the Web, Scottsdale: Holcomb Hathaway.
FRIEND, C. & SINGER, J. B. (2007) Online Journalism Ethics – Traditions and Transitions, Armonk/London: M. E. Sharpe.
GILLMOR, Dan (2005) Nós, Os Media. Editorial Presença.
GILLMOR, Dan (2004) We the Media – Grassroots Journalism by the People, for the People. Hardcover. (http://www.oreilly.com/catalog/wemedia/book/index.csp)
HALL, Jim (2001) Online Journalism: A Critical Primer. Pluto Press.
KAWAMOTO, K. (ed.) (2003) Digital Journalism: Emerging Media and the Changing Horizons of Journalism, Lanham: Rowman & Littlefield Publishers.
LÉVY, Pierre (2000) Cibercultura. Instituto Piaget.
PARRA VALCARCE, D. & ÁLVAREZ MARCOS, J. (2004), Ciberperiodismo. Madrid: Editorial Sintesis.
PAUL, Nora (1999) Computer Assisted Research. Bonus Books.
PAVLIK, John V. (2001) Journalism and New Media. Columbia University Press.
QUINN, S. (2005) Convergent Journalism – The Fundamentals of Multimedia Reporting. New York: Peter Lang Publishing.
QUINN, S. & Lamble S. (2008) Online Newsgathering – Research and Reporting for Journalism. Burlington: Focal Press/Elsevier.
REDDICK, Randy, e KING, Elliot (1995) The Online Journalist: Using the Internet and Other Electronic Resources. Fort Worth, TX: Harcourt Brace.
SALAVERRÍA, Ramón (2005) Redacción Periodística en Internet. Eunsa.
STOVALL, James Glen (2004) Web Journalism: Practice and Promise of a New Medium. Boston: Pearson Education.
TORRES, María Bella Palomo (2004) El periodista on line: de la revolución a la evolución, Comunicación Social Ediciones y Publicaciones.
WARD, Mike (2002) Journalism Online, Focal Press.
ZAMITH, Fernando (2008) Ciberjornalismo – As potencialidades da Internet nos sites noticiosos portugueses. Porto: Edições Afrontamento/Cetac.media.
WEBGRAFIA (provisória):

ANDREWS, Paul (2003) Is blogging journalism?
AROSO, Inês (2004) ‘A Internet e o novo papel do jornalista’ (http://www.bocc.ubi.pt/pag/aroso-ines-internet-jornalista.pdf)
BARBOSA, Elisabete (2002) ‘Jornalistas e público. Novas funções no ambiente online’. (http://www.labcom.ubi.pt/agoranet/02/barbosa-elisabete-jornalistas-publico.pdf)
BASTOS, Helder (2008) ‘Da implementação à estagnação: os primeiros doze anos de ciberjornalismo em Portugal’. (http://helderbastosnet.googlepages.com/Daimplementaoestagnao-osprimeirosdoz.pdf)
BASTOS, Helder (2008) ‘Ciberjornalistas portugueses: Das práticas às questões de ética’.
(http://prisma.cetac.up.pt/edicao_n7_dezembro_de_2008/ciberjornalistas_portugueses_d.html)
BASTOS, Helder (2005) ‘Ciberjornalismo e narrativa hipermédia’ (http://prisma.cetac.up.pt/artigos/ciberjornalismo_e_narrativa_hipermedia.php)
BLOOD, Rebecca (2003) ‘Webloggs and jornalism: Do they connect?’. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/61-63V57N3.pdf)
CANAVILHAS, João (2006) ‘Webjornalismo: Da pirâmide invertida à pirâmide deitada’, (http://www.bocc.ubi.pt/pag/canavilhas-joao-webjornalismo-piramide-invertida.pdf)
CASTILHO, Carlos (2005) ‘Uma linguagem em construção’.
(http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/artigos.asp?cod=311ENO002)
DEUZE, M. (2008) ‘The Professional Identity of Journalists in the Context of Convergence Culture’.
(http://obs.obercom.pt/index.php/obs/article/view/216)
DEUZE, Mark (1999) ‘Journalism and the web’, in Gazette vol. 61(5): 373-390, London, Thousand Oaks & New Delhi: Sage Publications.
DUBE, Jonathan (2000) ‘A Dozen Online Writing Tips’. (http://www.cyberjournalist.net/news/000118.php)
FERNÁNDEZ, Alex (2003) Qué futuro nos reserva a los periodistas digitales?
(http://www.webjornalismo.com/sections.php?op=viewarticle&artid=61)
GRABOWIKS, Paul (2003) Weblogs bring journalism into a larger community. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/74-76V57N3.pdf)
GRADIM, Anabela (2002) ‘Os géneros e a convergência: O jornalista multimédia do século XXI’. (http://www.labcom.ubi.pt/agoranet/02/gradim-anabela-generos-convergencia.pdf)
GRANADO, António (1999) ‘Fiabilidade da informação online’. (http://www.fcsh.unl.pt/cadeiras/ciberjornalismo/aula12.htm)
GORDON, Rich (2003) ‘Convergence Defined’. (http://www.ojr.org/ojr/business/1068686368.php)
KRAMER, Staci (2004) ‘Journos and Bloggers: Can Both Survive?’. (http://www.ojr.org/ojr/stories/041112kramer)
LASICA, J. D. (2003) ‘Blogs and journalism need each other’. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/70-74V57N3.pdf)
LASICA, J. D. (2003) ‘When webloggers commit journalism’. (http://www.webjornalismo.com/sections.php?op=viewarticle&artid=29)
NUNES, Ricardo (2005) ‘Notícia digital: Processos de construção”. (http://www.bocc.ubi.pt/pag/nunes-ricardo-processos-de-construcao.pdf)
OUTING, S. (2004) ‘What Bloggers Can Learn From Journalists’. (http://www.poynter.org/content/content_view.asp?id=75665)
OUTING, S. (2004) ‘What Journalists Can Learn From Bloggers’. (http://www.poynter.org/content/content_view.asp?id=75383 )
RODRIGUES, Catarina (2004) ‘Blogs: Uma ágora na net’.
(http://www.labcom.ubi.pt/agoranet/04/rodrigues-catarina-blogs-agora-na-net.pdf)
ROSEN, J. (2006) ‘The People Formerly Known as the Audience’, Press Think. (http://journalism.nyu.edu/pubzone/weblogs/pressthink/2006/06/27/ppl_frmr.htm)
VAN DER CRABBEN, Jan (2005) ‘News Consumption in Online Communities’. (http://www.jan.vandercrabben.name/pdf/CC3000_Dissertation_Body.pdf)
ZAMITH, Fernando (2007) ‘Jeff Jarvis: Jornalistas e cidadãos devem trabalhar em rede’.
(http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1290049&idCanal)
ZAMITH, Fernando (2006) ‘O subaproveitamento das potencialidades da Internet pelos ciberjornais portugueses’. (http://prisma.cetac.up.pt/edicao_n4_junho_de_2007/o_subaproveitamento_das_potenc.html)
ZAMITH, Fernando (2006) (at. 2010) ‘Livro de Estilo do JornalismoPortoNet’.
(http://jpn.icicom.up.pt/documentos/livro_de_estilo_jpn.html)
ZAMITH, Fernando (2005) ‘Pirâmide invertida na cibernotícia: a resistência de uma técnica centenária’. (http://prisma.cetac.up.pt/artigospdf/piramide_invertida_na_cibernoticia.pdf)14

TEJ II – ONLINE: PROGRAMA

À atenção dos alunos do 2º ano (ver Mais…).

TÉCNICAS DE EXPRESSÃO JORNALÍSTICA II – ONLINE
PROGRAMA (2010-2011)

Objectivo geral do 2º ano: O aluno deve ficar a conhecer bem a realidade do jornalismo que é “praticado” na Internet (incluindo o jornalismo participativo, os blogues, etc.)

PROGRAMA

1. Media Online
1.1. Exploração e caracterização de sites
1.2. Media online e media tradicionais
1.3. Arquitectura da informação online
1.4. Fiabilidade da informação online
1.5. Media online e novas funcionalidades da web
1.6. Economia dos novos media

2. Jornalismo participativo
2.1. Emergência e afirmação do “cidadão-jornalista”
2.2. Blogues e jornalismo
2.3. Mutações no gatekeeping

3. Iniciação à prática do ciberjornalismo
3.1. Normas e estilos ciberjornalísticos
3.2. Narrativa hipertextual
3.3. Multitextualidade

Métodos de ensino:
Enquadramento teórico e realização de exercícios práticos

Regime de avaliação:
Avaliação contínua (50%)
Entrevista a publicar online (20%) – Data limite de entrega: 03/12/2010
Exame (30%)

Entrevista:
Quem entrevistar? – qualquer pessoa (conhecida ou não) que tenha uma história (ou mais) de interesse jornalístico para contar, que se enquadre numa secção do JPN.
Peça final:
Onde publicar? – em “rascunho”, no “backoffice” do JPN – http://jpn.icicom.up.pt/mt
Máximo: 50 linhas (textos corridos e não pergunta-resposta)
Mínimo: 2 textos hiperligados; 1 imagem fixa
Opcional: áudio, vídeo, diaporama, infografia e hiperligações externas
O que entregar? – impressões dos textos, com indicação dos locais das hiperligações e do(s) elemento(s) multimédia que os acompanham.
BIBLIOGRAFIA:

BARBOSA, Elisabete, e GRANADO, António. (2004). Weblogs – Diário de Bordo. Porto Editora.
BASTOS, Helder (2000) Jornalismo Electrónico – Internet e Reconfiguração de Práticas nas Redacções. Coimbra: Minerva Editora.
BLOOD, Rebecca. (2002). O Livro de Bolso do Weblogue. Campo das Letras.
BRIGGS, Mark (2007) “Jornalismo 2.0: Como sobreviver e prosperar’.
(http://knightcenter.utexas.edu/Jornalismo_20.pdf)
CANAVILHAS, João (2008) Webnoticia: Propuesta de Modelo Periodístico Para La WWW. Covilhã: Livros Labcom.
(http://www.livroslabcom.ubi.pt/sinopse/canavilhas-webnoticia.html)
DÍAZ NOCI, Javier, e SALAVERRÍA, Ramón (2003) Manual de Redacción Ciberperiodística. Ariel Comunicación.
FIDALGO, António, e SERRA, Paulo (orgs.) (2003) Jornalismo Online. Universidade da Beira Interior.
FIDLER, Roger (1997) Mediamorphosis: Understanding New Media. Sage Publications.
FOUST, J. C. (2005) Online Journalism – Principles and Practices of News for the Web, Scottsdale: Holcomb Hathaway.
FRIEND, C. & SINGER, J. B. (2007) Online Journalism Ethics – Traditions and Transitions, Armonk/London: M. E. Sharpe.
GILLMOR, Dan (2005) Nós, Os Media. Editorial Presença.
GILLMOR, Dan (2004) We the Media – Grassroots Journalism by the People, for the People. Hardcover. (http://www.oreilly.com/catalog/wemedia/book/index.csp)
HALL, Jim (2001) Online Journalism: A Critical Primer. Pluto Press.
KAWAMOTO, K. (ed.) (2003) Digital Journalism: Emerging Media and the Changing Horizons of Journalism, Lanham: Rowman & Littlefield Publishers.
LÉVY, Pierre (2000) Cibercultura. Instituto Piaget.
PARRA VALCARCE, D. & ÁLVAREZ MARCOS, J. (2004), Ciberperiodismo. Madrid: Editorial Sintesis.
PAUL, Nora (1999) Computer Assisted Research. Bonus Books.
PAVLIK, John V. (2001) Journalism and New Media. Columbia University Press.
QUINN, S. (2005) Convergent Journalism – The Fundamentals of Multimedia Reporting. New York: Peter Lang Publishing.
QUINN, S. & Lamble S. (2008) Online Newsgathering – Research and Reporting for Journalism. Burlington: Focal Press/Elsevier.
REDDICK, Randy, e KING, Elliot (1995) The Online Journalist: Using the Internet and Other Electronic Resources. Fort Worth, TX: Harcourt Brace.
SALAVERRÍA, Ramón (2005) Redacción Periodística en Internet. Eunsa.
STOVALL, James Glen (2004) Web Journalism: Practice and Promise of a New Medium. Boston: Pearson Education.
TORRES, María Bella Palomo (2004) El periodista on line: de la revolución a la evolución, Comunicación Social Ediciones y Publicaciones.
WARD, Mike (2002) Journalism Online, Focal Press.
ZAMITH, Fernando (2008) Ciberjornalismo – As potencialidades da Internet nos sites noticiosos portugueses. Porto: Edições Afrontamento/Cetac.media.
WEBGRAFIA:

ANDREWS, Paul (2003) ‘Is blogging journalism?’ (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/63-64V57N3.pdf)
AROSO, Inês (2004) ‘A Internet e o novo papel do jornalista’ (http://www.bocc.ubi.pt/pag/aroso-ines-internet-jornalista.pdf)
BARBOSA, Elisabete (2002) ‘Jornalistas e público. Novas funções no ambiente online’. (http://www.labcom.ubi.pt/agoranet/02/barbosa-elisabete-jornalistas-publico.pdf)
BASTOS, Helder (2008) ‘Da implementação à estagnação: os primeiros doze anos de ciberjornalismo em Portugal’. (http://helderbastosnet.googlepages.com/Daimplementaoestagnao-osprimeirosdoz.pdf)
BASTOS, Helder (2008) ‘Ciberjornalistas portugueses: Das práticas às questões de ética’.
(http://prisma.cetac.up.pt/edicao_n7_dezembro_de_2008/ciberjornalistas_portugueses_d.html)
BASTOS, Helder (2005) ‘Ciberjornalismo e narrativa hipermédia’ (http://prisma.cetac.up.pt/artigos/ciberjornalismo_e_narrativa_hipermedia.php)
BLOOD, Rebecca (2003) ‘Webloggs and jornalism: Do they connect?’. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/61-63V57N3.pdf)
CANAVILHAS, João (2006) ‘Webjornalismo: Da pirâmide invertida à pirâmide deitada’, (http://www.bocc.ubi.pt/pag/canavilhas-joao-webjornalismo-piramide-invertida.pdf)
CANAVILHAS, João (2002) ‘Texto inteligente e qualidade quase zero’. (http://www.bocc.ubi.pt/pag/canavilhas-joao-texto-inteligente-qualidade-zero.pdf)
CASTILHO, Carlos (2005) ‘Uma linguagem em construção’.
(http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/artigos.asp?cod=311ENO002)
DEUZE, M. (2008) ‘The Professional Identity of Journalists in the Context of Convergence Culture’.
(http://obs.obercom.pt/index.php/obs/article/view/216)
DEUZE, Mark (1999) ‘Journalism and the web’, in Gazette vol. 61(5): 373-390, London, Thousand Oaks & New Delhi: Sage Publications.
DUBE, Jonathan (2000) ‘A Dozen Online Writing Tips’. (http://www.cyberjournalist.net/news/000118.php)
FERNÁNDEZ, Alex (2003) Qué futuro nos reserva a los periodistas digitales?
(http://www.webjornalismo.com/sections.php?op=viewarticle&artid=61)
GRABOWIKS, Paul (2003) Weblogs bring journalism into a larger community. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/74-76V57N3.pdf)
GRADIM, Anabela (2002) ‘Os géneros e a convergência: O jornalista multimédia do século XXI’. (http://www.labcom.ubi.pt/agoranet/02/gradim-anabela-generos-convergencia.pdf)
GRANADO, António (1999) ‘Fiabilidade da informação online’. (http://www.fcsh.unl.pt/cadeiras/ciberjornalismo/aula12.htm)
GORDON, Rich (2003) ‘Convergence Defined’. (http://www.ojr.org/ojr/business/1068686368.php)
KRAMER, Staci (2004) ‘Journos and Bloggers: Can Both Survive?’. (http://www.ojr.org/ojr/stories/041112kramer)
LASICA, J. D. (2003) ‘Blogs and journalism need each other’. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/70-74V57N3.pdf)
LASICA, J. D. (2003) ‘When webloggers commit journalism’. (http://www.webjornalismo.com/sections.php?op=viewarticle&artid=29)
LENNON, Sheila (2003) ‘Blogging journalists invite outsiders’ reporting in’. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/76-79V57N3.pdf)
MILLISON, Doug (2004) ‘Online Journalism FAQ’. (http://home.comcast.net/%7Edougmillison/faq.html)
MORKES, J. & NIELSEN, J. (1997) ‘Concise, SCANNABLE, and Objective: How to Write for the Web’. (http://www.useit.com/papers/webwriting/writing.html)
MOURA, Catarina (2002) ‘O jornalismo na era Slashdot’. (http://www.bocc.ubi.pt/pag/moura-catarina-jornalismo-slashdot.pdf)
NIELSEN, J. (1996) ‘Inverted Pyramids in Ciberspace’. (http://www.useit.com/alertbox/9606.html)
NUNES, Ricardo (2005) ‘Notícia digital: Processos de construção”. (http://www.bocc.ubi.pt/pag/nunes-ricardo-processos-de-construcao.pdf)
OUTING, S. (2004) ‘What Bloggers Can Learn From Journalists’. (http://www.poynter.org/content/content_view.asp?id=75665)
OUTING, S. (2004) ‘What Journalists Can Learn From Bloggers’. (http://www.poynter.org/content/content_view.asp?id=75383 )
PETERSON, Kim (2004) ‘Software programs called RSS readers creating a blog jam’. (http://seattletimes.nwsource.com/cgi-bin/PrintStory.pl?document_id=2002040564&zsection_id=268448455&slug=rssclog20&date=20040920)
REGAN, Paul (2003) ‘Weblogs threaten and inform tradicional journalism’. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/68-70V57N3.pdf)
RICH, Carole (1998) Newswriting for the web. (http://members.aol.com/crich13/poynter1.html)
SERRA, Paulo (2002) ‘O on-line nas fronteiras do jornalismo: Uma reflexão a partir do tabloidismo.net de Matt Drudge’. (http://www.labcom.ubi.pt/agoranet/pdfs2/serra-paulo-jornalismo-online.pdf)
RODRIGUES, Catarina (2004) ‘Blogs: Uma ágora na net’.
(http://www.labcom.ubi.pt/agoranet/04/rodrigues-catarina-blogs-agora-na-net.pdf)
ROSEN, J. (2006) ‘The People Formerly Known as the Audience’, Press Think. (http://journalism.nyu.edu/pubzone/weblogs/pressthink/2006/06/27/ppl_frmr.htm)
VAN DER CRABBEN, Jan (2005) ‘News Consumption in Online Communities’. (http://www.jan.vandercrabben.name/pdf/CC3000_Dissertation_Body.pdf)
ZAMITH, Fernando (2007) ‘Jeff Jarvis: Jornalistas e cidadãos devem trabalhar em rede’.
(http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1290049&idCanal)
ZAMITH, Fernando (2006) ‘O subaproveitamento das potencialidades da Internet pelos ciberjornais portugueses’. (http://prisma.cetac.up.pt/edicao_n4_junho_de_2007/o_subaproveitamento_das_potenc.html)
ZAMITH, Fernando (2006) (act. 2010) ‘Livro de Estilo do JornalismoPortoNet’.
(http://jpn.icicom.up.pt/documentos/livro_de_estilo_jpn.html)
ZAMITH, Fernando (2005) ‘Pirâmide invertida na cibernotícia: a resistência de uma técnica centenária’. (http://prisma.cetac.up.pt/artigospdf/piramide_invertida_na_cibernoticia.pdf)

TEJ II – ONLINE: PROGRAMA

À atenção dos alunos do 2º ano (ver Mais…).

TÉCNICAS DE EXPRESSÃO JORNALÍSTICA II – ONLINE
PROGRAMA (2010-2011)

Objectivo geral do 2º ano: O aluno deve ficar a conhecer bem a realidade do jornalismo que é “praticado” na Internet (incluindo o jornalismo participativo, os blogues, etc.)

PROGRAMA

1. Media Online
1.1. Exploração e caracterização de sites
1.2. Media online e media tradicionais
1.3. Arquitectura da informação online
1.4. Fiabilidade da informação online
1.5. Media online e novas funcionalidades da web
1.6. Economia dos novos media

2. Jornalismo participativo
2.1. Emergência e afirmação do “cidadão-jornalista”
2.2. Blogues e jornalismo
2.3. Mutações no gatekeeping

3. Iniciação à prática do ciberjornalismo
3.1. Normas e estilos ciberjornalísticos
3.2. Narrativa hipertextual
3.3. Multitextualidade

Métodos de ensino:
Enquadramento teórico e realização de exercícios práticos

Regime de avaliação:
Avaliação contínua (50%)
Entrevista a publicar online (20%) – Data limite de entrega: 03/12/2010
Exame (30%)

Entrevista:
Quem entrevistar? – qualquer pessoa (conhecida ou não) que tenha uma história (ou mais) de interesse jornalístico para contar, que se enquadre numa secção do JPN.
Peça final:
Onde publicar? – em “rascunho”, no “backoffice” do JPN – http://jpn.icicom.up.pt/mt
Máximo: 50 linhas (textos corridos e não pergunta-resposta)
Mínimo: 2 textos hiperligados; 1 imagem fixa
Opcional: áudio, vídeo, diaporama, infografia e hiperligações externas
O que entregar? – impressões dos textos, com indicação dos locais das hiperligações e do(s) elemento(s) multimédia que os acompanham.
BIBLIOGRAFIA:

BARBOSA, Elisabete, e GRANADO, António. (2004). Weblogs – Diário de Bordo. Porto Editora.
BASTOS, Helder (2000) Jornalismo Electrónico – Internet e Reconfiguração de Práticas nas Redacções. Coimbra: Minerva Editora.
BLOOD, Rebecca. (2002). O Livro de Bolso do Weblogue. Campo das Letras.
BRIGGS, Mark (2007) “Jornalismo 2.0: Como sobreviver e prosperar’.
(http://knightcenter.utexas.edu/Jornalismo_20.pdf)
CANAVILHAS, João (2008) Webnoticia: Propuesta de Modelo Periodístico Para La WWW. Covilhã: Livros Labcom.
(http://www.livroslabcom.ubi.pt/sinopse/canavilhas-webnoticia.html)
DÍAZ NOCI, Javier, e SALAVERRÍA, Ramón (2003) Manual de Redacción Ciberperiodística. Ariel Comunicación.
FIDALGO, António, e SERRA, Paulo (orgs.) (2003) Jornalismo Online. Universidade da Beira Interior.
FIDLER, Roger (1997) Mediamorphosis: Understanding New Media. Sage Publications.
FOUST, J. C. (2005) Online Journalism – Principles and Practices of News for the Web, Scottsdale: Holcomb Hathaway.
FRIEND, C. & SINGER, J. B. (2007) Online Journalism Ethics – Traditions and Transitions, Armonk/London: M. E. Sharpe.
GILLMOR, Dan (2005) Nós, Os Media. Editorial Presença.
GILLMOR, Dan (2004) We the Media – Grassroots Journalism by the People, for the People. Hardcover. (http://www.oreilly.com/catalog/wemedia/book/index.csp)
HALL, Jim (2001) Online Journalism: A Critical Primer. Pluto Press.
KAWAMOTO, K. (ed.) (2003) Digital Journalism: Emerging Media and the Changing Horizons of Journalism, Lanham: Rowman & Littlefield Publishers.
LÉVY, Pierre (2000) Cibercultura. Instituto Piaget.
PARRA VALCARCE, D. & ÁLVAREZ MARCOS, J. (2004), Ciberperiodismo. Madrid: Editorial Sintesis.
PAUL, Nora (1999) Computer Assisted Research. Bonus Books.
PAVLIK, John V. (2001) Journalism and New Media. Columbia University Press.
QUINN, S. (2005) Convergent Journalism – The Fundamentals of Multimedia Reporting. New York: Peter Lang Publishing.
QUINN, S. & Lamble S. (2008) Online Newsgathering – Research and Reporting for Journalism. Burlington: Focal Press/Elsevier.
REDDICK, Randy, e KING, Elliot (1995) The Online Journalist: Using the Internet and Other Electronic Resources. Fort Worth, TX: Harcourt Brace.
SALAVERRÍA, Ramón (2005) Redacción Periodística en Internet. Eunsa.
STOVALL, James Glen (2004) Web Journalism: Practice and Promise of a New Medium. Boston: Pearson Education.
TORRES, María Bella Palomo (2004) El periodista on line: de la revolución a la evolución, Comunicación Social Ediciones y Publicaciones.
WARD, Mike (2002) Journalism Online, Focal Press.
ZAMITH, Fernando (2008) Ciberjornalismo – As potencialidades da Internet nos sites noticiosos portugueses. Porto: Edições Afrontamento/Cetac.media.
WEBGRAFIA:

ANDREWS, Paul (2003) ‘Is blogging journalism?’ (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/63-64V57N3.pdf)
AROSO, Inês (2004) ‘A Internet e o novo papel do jornalista’ (http://www.bocc.ubi.pt/pag/aroso-ines-internet-jornalista.pdf)
BARBOSA, Elisabete (2002) ‘Jornalistas e público. Novas funções no ambiente online’. (http://www.labcom.ubi.pt/agoranet/02/barbosa-elisabete-jornalistas-publico.pdf)
BASTOS, Helder (2008) ‘Da implementação à estagnação: os primeiros doze anos de ciberjornalismo em Portugal’. (http://helderbastosnet.googlepages.com/Daimplementaoestagnao-osprimeirosdoz.pdf)
BASTOS, Helder (2008) ‘Ciberjornalistas portugueses: Das práticas às questões de ética’.
(http://prisma.cetac.up.pt/edicao_n7_dezembro_de_2008/ciberjornalistas_portugueses_d.html)
BASTOS, Helder (2005) ‘Ciberjornalismo e narrativa hipermédia’ (http://prisma.cetac.up.pt/artigos/ciberjornalismo_e_narrativa_hipermedia.php)
BLOOD, Rebecca (2003) ‘Webloggs and jornalism: Do they connect?’. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/61-63V57N3.pdf)
CANAVILHAS, João (2006) ‘Webjornalismo: Da pirâmide invertida à pirâmide deitada’, (http://www.bocc.ubi.pt/pag/canavilhas-joao-webjornalismo-piramide-invertida.pdf)
CANAVILHAS, João (2002) ‘Texto inteligente e qualidade quase zero’. (http://www.bocc.ubi.pt/pag/canavilhas-joao-texto-inteligente-qualidade-zero.pdf)
CASTILHO, Carlos (2005) ‘Uma linguagem em construção’.
(http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/artigos.asp?cod=311ENO002)
DEUZE, M. (2008) ‘The Professional Identity of Journalists in the Context of Convergence Culture’.
(http://obs.obercom.pt/index.php/obs/article/view/216)
DEUZE, Mark (1999) ‘Journalism and the web’, in Gazette vol. 61(5): 373-390, London, Thousand Oaks & New Delhi: Sage Publications.
DUBE, Jonathan (2000) ‘A Dozen Online Writing Tips’. (http://www.cyberjournalist.net/news/000118.php)
FERNÁNDEZ, Alex (2003) Qué futuro nos reserva a los periodistas digitales?
(http://www.webjornalismo.com/sections.php?op=viewarticle&artid=61)
GRABOWIKS, Paul (2003) Weblogs bring journalism into a larger community. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/74-76V57N3.pdf)
GRADIM, Anabela (2002) ‘Os géneros e a convergência: O jornalista multimédia do século XXI’. (http://www.labcom.ubi.pt/agoranet/02/gradim-anabela-generos-convergencia.pdf)
GRANADO, António (1999) ‘Fiabilidade da informação online’. (http://www.fcsh.unl.pt/cadeiras/ciberjornalismo/aula12.htm)
GORDON, Rich (2003) ‘Convergence Defined’. (http://www.ojr.org/ojr/business/1068686368.php)
KRAMER, Staci (2004) ‘Journos and Bloggers: Can Both Survive?’. (http://www.ojr.org/ojr/stories/041112kramer)
LASICA, J. D. (2003) ‘Blogs and journalism need each other’. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/70-74V57N3.pdf)
LASICA, J. D. (2003) ‘When webloggers commit journalism’. (http://www.webjornalismo.com/sections.php?op=viewarticle&artid=29)
LENNON, Sheila (2003) ‘Blogging journalists invite outsiders’ reporting in’. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/76-79V57N3.pdf)
MILLISON, Doug (2004) ‘Online Journalism FAQ’. (http://home.comcast.net/%7Edougmillison/faq.html)
MORKES, J. & NIELSEN, J. (1997) ‘Concise, SCANNABLE, and Objective: How to Write for the Web’. (http://www.useit.com/papers/webwriting/writing.html)
MOURA, Catarina (2002) ‘O jornalismo na era Slashdot’. (http://www.bocc.ubi.pt/pag/moura-catarina-jornalismo-slashdot.pdf)
NIELSEN, J. (1996) ‘Inverted Pyramids in Ciberspace’. (http://www.useit.com/alertbox/9606.html)
NUNES, Ricardo (2005) ‘Notícia digital: Processos de construção”. (http://www.bocc.ubi.pt/pag/nunes-ricardo-processos-de-construcao.pdf)
OUTING, S. (2004) ‘What Bloggers Can Learn From Journalists’. (http://www.poynter.org/content/content_view.asp?id=75665)
OUTING, S. (2004) ‘What Journalists Can Learn From Bloggers’. (http://www.poynter.org/content/content_view.asp?id=75383 )
PETERSON, Kim (2004) ‘Software programs called RSS readers creating a blog jam’. (http://seattletimes.nwsource.com/cgi-bin/PrintStory.pl?document_id=2002040564&zsection_id=268448455&slug=rssclog20&date=20040920)
REGAN, Paul (2003) ‘Weblogs threaten and inform tradicional journalism’. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/68-70V57N3.pdf)
RICH, Carole (1998) Newswriting for the web. (http://members.aol.com/crich13/poynter1.html)
SERRA, Paulo (2002) ‘O on-line nas fronteiras do jornalismo: Uma reflexão a partir do tabloidismo.net de Matt Drudge’. (http://www.labcom.ubi.pt/agoranet/pdfs2/serra-paulo-jornalismo-online.pdf)
RODRIGUES, Catarina (2004) ‘Blogs: Uma ágora na net’.
(http://www.labcom.ubi.pt/agoranet/04/rodrigues-catarina-blogs-agora-na-net.pdf)
ROSEN, J. (2006) ‘The People Formerly Known as the Audience’, Press Think. (http://journalism.nyu.edu/pubzone/weblogs/pressthink/2006/06/27/ppl_frmr.htm)
VAN DER CRABBEN, Jan (2005) ‘News Consumption in Online Communities’. (http://www.jan.vandercrabben.name/pdf/CC3000_Dissertation_Body.pdf)
ZAMITH, Fernando (2007) ‘Jeff Jarvis: Jornalistas e cidadãos devem trabalhar em rede’.
(http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1290049&idCanal)
ZAMITH, Fernando (2006) ‘O subaproveitamento das potencialidades da Internet pelos ciberjornais portugueses’. (http://prisma.cetac.up.pt/edicao_n4_junho_de_2007/o_subaproveitamento_das_potenc.html)
ZAMITH, Fernando (2006) (act. 2010) ‘Livro de Estilo do JornalismoPortoNet’.
(http://jpn.icicom.up.pt/documentos/livro_de_estilo_jpn.html)
ZAMITH, Fernando (2005) ‘Pirâmide invertida na cibernotícia: a resistência de uma técnica centenária’. (http://prisma.cetac.up.pt/artigospdf/piramide_invertida_na_cibernoticia.pdf)

TEJ 1 – ONLINE: PROGRAMA

À atenção dos alunos do 1º ano <-- 015635.html#015635 -->

TÉCNICAS DE EXPRESSÃO JORNALÍSTICA/ONLINE
PROGRAMA 1º ANO (2009-2010)

Objectivo geral do 1º ano: O aluno deve ficar a conhecer a teoria básica ligada ao jornalismo na Net e a dominar as principais ferramentas da rede para fins jornalísticos

Objectivo geral do 2º ano: O aluno deve ficar a conhecer bem a realidade do jornalismo que é “praticado” na Internet (incluindo o jornalismo participativo, os blogues, etc.)

Objectivo geral do 3º ano: O aluno deve ficar a conhecer o “estado da arte” do ciberjornalismo (incluindo as técnicas de redacção ciberjornalística) e a concretizá-lo, nomeadamente através da realização de trabalhos multimédia
Programa 1º Ano:
1. A INTERNET
1.1. Enquadramento histórico e evolução
1.2. Modelos de comunicação
1.3. Comunidades virtuais e cibercultura
1.4. Novas ferramentas (RSS, wikis, podcasting, tagging, etc.)

2. JORNALISMO ONLINE
2.1. Origem e desenvolvimento
2.2. Noções de Jornalismo Assistido por Computador
2.3. Técnicas de pesquisa online
2.4. Questões técnicas, éticas e legais

3. CIBERJORNALISMO
3.1. Origem, desenvolvimento, conceitos
3.1. Os novos jornalistas
3.3. Narrativa hipermédia
3.4. Desafios de novas modalidades
Métodos de ensino:

Enquadramento teórico e realização de exercícios práticos

Regime de avaliação:

Avaliação contínua (30%); trabalho sobre mailing lists/newsletters (10%); trabalho sobre del.icio.us (10%); exame (50%)
BIBLIOGRAFIA:

BASTOS, Helder (2000) Jornalismo Electrónico – Internet e Reconfiguração de Práticas nas Redacções. Coimbra: Minerva Editora.

BRIGGS, Mark (2007) “Jornalismo 2.0: Como sobreviver e prosperar’.
(http://knightcenter.utexas.edu/Jornalismo_20.pdf)

CANAVILHAS, João (2008) Webnoticia: Propuesta de Modelo Periodístico Para La WWW. Covilhã: Livros Labcom.
(http://www.livroslabcom.ubi.pt/sinopse/canavilhas-webnoticia.html)

DEUZE, M. (2003) ‘The web and its journalisms: considering the consequences of different types of newsmedia online’, New Media & Society, Vol. 5(2): 203-230, Sage.

DÍAZ NOCI, Javier, e SALAVERRÍA, Ramón (2003) Manual de Redacción Ciberperiodística. Ariel Comunicación.

FIDALGO, António, e SERRA, Paulo (orgs.) (2003) Jornalismo Online. Covilhã: Universidade da Beira Interior.

FIDLER, Roger (1997) Mediamorphosis: Understanding New Media. Sage Publications.

FOUST, J. C. (2005) Online Journalism – Principles and Practices of News for the Web, Scottsdale: Holcomb Hathaway.

FRIEND, C. & SINGER, J. B. (2007) Online Journalism Ethics – Traditions and Transitions, Armonk/London: M. E. Sharpe.

GILLMOR, Dan (2005) Nós, Os Media. Lisboa: Editorial Presença.
(http://www.oreilly.com/catalog/wemedia/book/index.csp)

KAWAMOTO, K. (ed.) (2003) Digital Journalism: Emerging Media and the Changing Horizons of Journalism, Lanham: Rowman & Littlefield Publishers.

LÉVY, Pierre (2000) Cibercultura. Instituto Piaget.

PARRA VALCARCE, D. & ÁLVAREZ MARCOS, J. (2004), Ciberperiodismo. Madrid: Editorial Sintesis.

PAVLIK, John V. (2001) Journalism and New Media. Columbia University Press.

QUINN, S. (2005) Convergent Journalism – The Fundamentals of Multimedia Reporting. New York: Peter Lang Publishing.

QUINN, S. & Lamble S. (2008) Online Newsgathering – Research and Reporting for Journalism. Burlington: Focal Press/Elsevier.

SALAVERRÍA, Ramón (2005) Redacción Periodística en Internet. Eunsa.

STOVALL, James Glen (2004) Web Journalism: Practice and Promise of a New Medium. Boston: Pearson Education.

TORRES, María Bella Palomo (2004) El periodista on line: de la revolución a la evolución. Sevilla: Comunicación Social Ediciones y Publicaciones.

WARD, Mike (2002) Journalism Online. Woburn: Focal Press.

ZAMITH, Fernando (2008) Ciberjornalismo – As potencialidades da Internet nos sites noticiosos portugueses. Porto: Edições Afrontamento/Cetac.media.
WEBGRAFIA:

ANDREWS, Paul (2003) ‘Is blogging journalism?’. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/63-64V57N3.pdf)

BARBOSA, Elisabete (2001) ‘Interactividade: A grande promessa do jornalismo online’. (http://www.bocc.ubi.pt/pag/barbosa-elisabete-interactividade.pdf)

BASTOS, Helder (2008) ‘Ciberjornalistas portugueses: Das práticas às questões de ética’.
(http://prisma.cetac.up.pt/edicao_n7_dezembro_de_2008/ciberjornalistas_portugueses_d.html)

BASTOS, Helder (2005) ‘Ciberjornalismo e narrativa hipermédia’. (http://prisma.cetac.up.pt/artigos/ciberjornalismo_e_narrativa_hipermedia.php)

BLOOD, Rebecca (2003) ‘Webloggs and jornalism: Do they connect?’. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/61-63V57N3.pdf)

CANAVILHAS, João (2006) ‘Webjornalismo: Da pirâmide invertida à pirâmide deitada’, (http://www.bocc.ubi.pt/pag/canavilhas-joao-webjornalismo-piramide-invertida.pdf)

DEUZE, M. (2008) ‘The Professional Identity of Journalists in the Context of Convergence Culture’.
(http://obs.obercom.pt/index.php/obs/article/view/216)

DUBE, Jonathan (2000) ‘A Dozen Online Writing Tips’. (http://www.cyberjournalist.net/news/000118.php)

FERNÁNDEZ, Alex (2003) Qué futuro nos reserva a los periodistas digitales?
(http://www.webjornalismo.com/sections.php?op=viewarticle&artid=61)

GRADIM, Anabela (2002) ‘Os géneros e a convergência: O jornalista multimédia do século XXI’. (http://www.labcom.ubi.pt/agoranet/02/gradim-anabela-generos-convergencia.pdf)

GRANADO, António (1999) ‘Fiabilidade da informação online’. (http://www.fcsh.unl.pt/cadeiras/ciberjornalismo/aula12.htm)

GORDON, Rich (2003) ‘Convergence Defined’. (http://www.ojr.org/ojr/business/1068686368.php)

KRAMER, Staci (2004) ‘Journos and Bloggers: Can Both Survive?’. (http://www.ojr.org/ojr/stories/041112kramer)

LASICA, J. D. (2003) ‘Blogs and journalism need each other’. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/70-74V57N3.pdf)

LASICA, J. D. (2003) ‘When webloggers commit journalism’. (http://www.webjornalismo.com/sections.php?op=viewarticle&artid=29)

LASICA, J. D. (2002) ‘The Promise of the Daily Me’. (http://www.ojr.org/ojr/lasica/1017779142.php)

MILLISON, Doug (2004) ‘Online Journalism FAQ’. (http://home.comcast.net/%7Edougmillison/faq.html)

MORKES, J. & NIELSEN, J. (1997) ‘Concise, SCANNABLE, and Objective: How to Write for the Web’. (http://www.useit.com/papers/webwriting/writing.html)

NUNES, Ricardo (2005) ‘Notícia digital: Processos de construção”. (http://www.bocc.ubi.pt/pag/nunes-ricardo-processos-de-construcao.pdf)

OUTING, Steve (2005) ‘The 11 Layers of Citizen Journalism’.
(http://www.poynter.org/content/content_view.asp?id=83126)

OUTING, Steve (2004) ‘What Bloggers Can Learn From Journalists’. (http://www.poynter.org/content/content_view.asp?id=75665)

OUTING, Steve (2004) ‘What Journalists Can Learn From Bloggers’. (http://www.poynter.org/content/content_view.asp?id=75383 )

REGAN, Paul (2003) ‘Weblogs threaten and inform tradicional journalism’. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/68-70V57N3.pdf)

RICH, Carole (1998) Newswriting for the web. (http://members.aol.com/crich13/poynter1.html)

ROSEN, J. (2006) ‘The People Formerly Known as the Audience’, Press Think. (http://journalism.nyu.edu/pubzone/weblogs/pressthink/2006/06/27/ppl_frmr.htm)

SERRA, Paulo (2002) ‘O on-line nas fronteiras do jornalismo: Uma reflexão a partir do tabloidismo.net de Matt Drudge’. (http://www.labcom.ubi.pt/agoranet/pdfs2/serra-paulo-jornalismo-online.pdf)

VAN DER CRABBEN, Jan (2005) ‘News Consumption in Online Communities’. (http://www.jan.vandercrabben.name/pdf/CC3000_Dissertation_Body.pdf)

ZAMITH, Fernando (2007) ‘Jeff Jarvis: Jornalistas e cidadãos devem trabalhar em rede’.
(http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1290049&idCanal)

ZAMITH, Fernando (2006) ‘O subaproveitamento das potencialidades da Internet pelos ciberjornais portugueses’. (http://prisma.cetac.up.pt/edicao_n4_junho_de_2007/o_subaproveitamento_das_potenc.html)

ZAMITH, Fernando (2006) ‘Livro de Estilo do JornalismoPortoNet’.
(http://jpn.icicom.up.pt/documentos/livro_de_estilo_jpn.html)

ZAMITH, Fernando (2005) ‘Pirâmide invertida na cibernotícia: A resistência de uma técnica centenária’. (http://prisma.cetac.up.pt/artigos/piramide_invertida_na_cibernoticia.php)
TRABALHO SOBRE MAILING LISTS E/OU NEWSLETTERS

Objectivos: Criar hábitos de inscrição em mailing lists e de subscrição de newsletters, e tomar consciência da importância que as mesmas podem ter como fontes de informação para jornalistas.

Tarefa 1: Adicionar um endereço de e-mail a três listas de correio electrónico (mailing lists) e/ou subscrever três boletins/newsletters sobre um mesmo tema em três sites não noticiosos de potencial interesse jornalístico.

Tarefa 2: Elaborar e entregar um relatório de 40 a 50 linhas (duas páginas A4) com uma análise comparativa dos e-mails enviados pelas três fontes, focando, nomeadamente, a regularidade, actualidade, fiabilidade, rigor, organização, utilidade e relevância da informação recebida.

Advertência: Não subscrever sites comerciais (não têm interesse jornalístico e “encharcam” a caixa de correio com mails indesejados).

Sugestão 1: Subscrever de início cinco ou seis newsletters ou mailing lists (provavelmente, algumas estarão desactivadas) e escolher três ao fim das primeiras semanas.

Sugestão 2: Substituir tema se ao fim das primeiras semanas a informação recebida for demasiado escassa.

Prazo de entrega: 25/05/2010
TRABALHO SOBRE DELICIOUS

Objectivos: Criar hábitos de organização de “favoritos” e tomar consciência da importância do tagging para uma rápida procura e um criterioso arquivo de informação disponível na Internet.

Tarefa: Criar uma conta em http://delicious.com (com identificação clara do autor) e colocar lá um mínimo de 30 páginas “favoritas”, cinco em cada uma destas seis tags: política; economia; desporto; cultura; media; tecnologia. Um dos sites guardados na conta terá de ser o http://jpn.icicom.up.pt, ao qual terá de ser atribuída (entre outras) a tag tej2010.

Prazo de conclusão: 27/04/2010

TEJ II – Online: Programa

À atenção dos alunos do 2º ano.<-- 015601.html#015601 -->

TÉCNICAS DE EXPRESSÃO JORNALÍSTICA II – ONLINE
PROGRAMA (2009-2010)

Objectivo geral do 2º ano: O aluno deve ficar a conhecer bem a realidade do jornalismo que é “praticado” na Internet (incluindo o jornalismo participativo, os blogues, etc.)

PROGRAMA

1. Media Online
1.1. Exploração e caracterização de sites
1.2. Media online e media tradicionais
1.3. Arquitectura da informação online
1.4. Fiabilidade da informação online
1.5. Media online e novas funcionalidades da web
1.6. Economia dos novos media

2. Jornalismo participativo
2.1. Emergência e afirmação do “cidadão-jornalista”
2.2. Blogues e jornalismo
2.3. Mutações no gatekeeping

3. Iniciação à prática do ciberjornalismo
3.1. Normas e estilos ciberjornalísticos
3.2. Narrativa hipertextual
3.3. Multitextualidade

Métodos de ensino:
Enquadramento teórico e realização de exercícios práticos

Regime de avaliação:
Avaliação contínua (50%)
Entrevista a publicar online (20%) – Data limite de entrega: 04/12/2009
Exame (30%)

Entrevista:
Quem entrevistar? – qualquer pessoa (conhecida ou não) que tenha uma história (ou mais) de interesse jornalístico para contar, que se enquadre numa secção do JPN.
Peça final:
Onde publicar? – em “rascunho”, no “backoffice” do JPN – http://jpn.icicom.up.pt/mt
Máximo: 50 linhas (textos corridos e não pergunta-resposta)
Mínimo: 2 textos hiperligados; 1 imagem fixa
Opcional: áudio, vídeo, diaporama, infografia e hiperligações externas
O que entregar? – impressões dos textos, com indicação dos locais das hiperligações e do(s) elemento(s) multimédia que os acompanham.

BIBLIOGRAFIA:

BARBOSA, Elisabete, e GRANADO, António. (2004). Weblogs – Diário de Bordo. Porto Editora.
BASTOS, Helder (2000) Jornalismo Electrónico – Internet e Reconfiguração de Práticas nas Redacções. Coimbra: Minerva Editora.
BLOOD, Rebecca. (2002). O Livro de Bolso do Weblogue. Campo das Letras.
BRIGGS, Mark (2007) “Jornalismo 2.0: Como sobreviver e prosperar’.
(http://knightcenter.utexas.edu/Jornalismo_20.pdf)
CANAVILHAS, João (2008) Webnoticia: Propuesta de Modelo Periodístico Para La WWW. Covilhã: Livros Labcom.
(http://www.livroslabcom.ubi.pt/sinopse/canavilhas-webnoticia.html)
DÍAZ NOCI, Javier, e SALAVERRÍA, Ramón (2003) Manual de Redacción Ciberperiodística. Ariel Comunicación.
FIDALGO, António, e SERRA, Paulo (orgs.) (2003) Jornalismo Online. Universidade da Beira Interior.
FIDLER, Roger (1997) Mediamorphosis: Understanding New Media. Sage Publications.
FOUST, J. C. (2005) Online Journalism – Principles and Practices of News for the Web, Scottsdale: Holcomb Hathaway.
FRIEND, C. & SINGER, J. B. (2007) Online Journalism Ethics – Traditions and Transitions, Armonk/London: M. E. Sharpe.
GILLMOR, Dan (2005) Nós, Os Media. Editorial Presença.
GILLMOR, Dan (2004) We the Media – Grassroots Journalism by the People, for the People. Hardcover. (http://www.oreilly.com/catalog/wemedia/book/index.csp)
HALL, Jim (2001) Online Journalism: A Critical Primer. Pluto Press.
KAWAMOTO, K. (ed.) (2003) Digital Journalism: Emerging Media and the Changing Horizons of Journalism, Lanham: Rowman & Littlefield Publishers.
LÉVY, Pierre (2000) Cibercultura. Instituto Piaget.
PARRA VALCARCE, D. & ÁLVAREZ MARCOS, J. (2004), Ciberperiodismo. Madrid: Editorial Sintesis.
PAUL, Nora (1999) Computer Assisted Research. Bonus Books.
PAVLIK, John V. (2001) Journalism and New Media. Columbia University Press.
QUINN, S. (2005) Convergent Journalism – The Fundamentals of Multimedia Reporting. New York: Peter Lang Publishing.
QUINN, S. & Lamble S. (2008) Online Newsgathering – Research and Reporting for Journalism. Burlington: Focal Press/Elsevier.
REDDICK, Randy, e KING, Elliot (1995) The Online Journalist: Using the Internet and Other Electronic Resources. Fort Worth, TX: Harcourt Brace.
SALAVERRÍA, Ramón (2005) Redacción Periodística en Internet. Eunsa.
STOVALL, James Glen (2004) Web Journalism: Practice and Promise of a New Medium. Boston: Pearson Education.
TORRES, María Bella Palomo (2004) El periodista on line: de la revolución a la evolución, Comunicación Social Ediciones y Publicaciones.
WARD, Mike (2002) Journalism Online, Focal Press.
ZAMITH, Fernando (2008) Ciberjornalismo – As potencialidades da Internet nos sites noticiosos portugueses. Porto: Edições Afrontamento/Cetac.media.

WEBGRAFIA:

ANDREWS, Paul (2003) ‘Is blogging journalism?’ (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/63-64V57N3.pdf)
AROSO, Inês (2004) ‘A Internet e o novo papel do jornalista’ (http://www.bocc.ubi.pt/pag/aroso-ines-internet-jornalista.pdf)
BARBOSA, Elisabete (2002) ‘Jornalistas e público. Novas funções no ambiente online’. (http://www.labcom.ubi.pt/agoranet/02/barbosa-elisabete-jornalistas-publico.pdf)
BASTOS, Helder (2008) ‘Da implementação à estagnação: os primeiros doze anos de ciberjornalismo em Portugal’. (http://helderbastosnet.googlepages.com/Daimplementaoestagnao-osprimeirosdoz.pdf)
BASTOS, Helder (2008) ‘Ciberjornalistas portugueses: Das práticas às questões de ética’.
(http://prisma.cetac.up.pt/edicao_n7_dezembro_de_2008/ciberjornalistas_portugueses_d.html)
BASTOS, Helder (2005) ‘Ciberjornalismo e narrativa hipermédia’ (http://prisma.cetac.up.pt/artigos/ciberjornalismo_e_narrativa_hipermedia.php)
BLOOD, Rebecca (2003) ‘Webloggs and jornalism: Do they connect?’. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/61-63V57N3.pdf)
CANAVILHAS, João (2006) ‘Webjornalismo: Da pirâmide invertida à pirâmide deitada’, (http://www.bocc.ubi.pt/pag/canavilhas-joao-webjornalismo-piramide-invertida.pdf)
CANAVILHAS, João (2002) ‘Texto inteligente e qualidade quase zero’. (http://www.bocc.ubi.pt/pag/canavilhas-joao-texto-inteligente-qualidade-zero.pdf)
CASTILHO, Carlos (2005) ‘Uma linguagem em construção’.
(http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/artigos.asp?cod=311ENO002)
DEUZE, M. (2008) ‘The Professional Identity of Journalists in the Context of Convergence Culture’.
(http://obs.obercom.pt/index.php/obs/article/view/216)
DEUZE, Mark (1999) ‘Journalism and the web’, in Gazette vol. 61(5): 373-390, London, Thousand Oaks & New Delhi: Sage Publications.
DUBE, Jonathan (2000) ‘A Dozen Online Writing Tips’. (http://www.cyberjournalist.net/news/000118.php)
FERNÁNDEZ, Alex (2003) Qué futuro nos reserva a los periodistas digitales?
(http://www.webjornalismo.com/sections.php?op=viewarticle&artid=61)
GRABOWIKS, Paul (2003) Weblogs bring journalism into a larger community. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/74-76V57N3.pdf)
GRADIM, Anabela (2002) ‘Os géneros e a convergência: O jornalista multimédia do século XXI’. (http://www.labcom.ubi.pt/agoranet/02/gradim-anabela-generos-convergencia.pdf)
GRANADO, António (1999) ‘Fiabilidade da informação online’. (http://www.fcsh.unl.pt/cadeiras/ciberjornalismo/aula12.htm)
GORDON, Rich (2003) ‘Convergence Defined’. (http://www.ojr.org/ojr/business/1068686368.php)
KRAMER, Staci (2004) ‘Journos and Bloggers: Can Both Survive?’. (http://www.ojr.org/ojr/stories/041112kramer)
LASICA, J. D. (2003) ‘Blogs and journalism need each other’. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/70-74V57N3.pdf)
LASICA, J. D. (2003) ‘When webloggers commit journalism’. (http://www.webjornalismo.com/sections.php?op=viewarticle&artid=29)
LENNON, Sheila (2003) ‘Blogging journalists invite outsiders’ reporting in’. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/76-79V57N3.pdf)
MILLISON, Doug (2004) ‘Online Journalism FAQ’. (http://home.comcast.net/%7Edougmillison/faq.html)
MORKES, J. & NIELSEN, J. (1997) ‘Concise, SCANNABLE, and Objective: How to Write for the Web’. (http://www.useit.com/papers/webwriting/writing.html)
MOURA, Catarina (2002) ‘O jornalismo na era Slashdot’. (http://www.bocc.ubi.pt/pag/moura-catarina-jornalismo-slashdot.pdf)
NIELSEN, J. (1996) ‘Inverted Pyramids in Ciberspace’. (http://www.useit.com/alertbox/9606.html)
NUNES, Ricardo (2005) ‘Notícia digital: Processos de construção”. (http://www.bocc.ubi.pt/pag/nunes-ricardo-processos-de-construcao.pdf)
OUTING, S. (2004) ‘What Bloggers Can Learn From Journalists’. (http://www.poynter.org/content/content_view.asp?id=75665)
OUTING, S. (2004) ‘What Journalists Can Learn From Bloggers’. (http://www.poynter.org/content/content_view.asp?id=75383 )
PETERSON, Kim (2004) ‘Software programs called RSS readers creating a blog jam’. (http://seattletimes.nwsource.com/cgi-bin/PrintStory.pl?document_id=2002040564&zsection_id=268448455&slug=rssclog20&date=20040920)
REGAN, Paul (2003) ‘Weblogs threaten and inform tradicional journalism’. (http://www.nieman.harvard.edu/reports/03-3NRfall/68-70V57N3.pdf)
RICH, Carole (1998) Newswriting for the web. (http://members.aol.com/crich13/poynter1.html)
SERRA, Paulo (2002) ‘O on-line nas fronteiras do jornalismo: Uma reflexão a partir do tabloidismo.net de Matt Drudge’. (http://www.labcom.ubi.pt/agoranet/pdfs2/serra-paulo-jornalismo-online.pdf)
RODRIGUES, Catarina (2004) ‘Blogs: Uma ágora na net’.
(http://www.labcom.ubi.pt/agoranet/04/rodrigues-catarina-blogs-agora-na-net.pdf)
ROSEN, J. (2006) ‘The People Formerly Known as the Audience’, Press Think. (http://journalism.nyu.edu/pubzone/weblogs/pressthink/2006/06/27/ppl_frmr.htm)
VAN DER CRABBEN, Jan (2005) ‘News Consumption in Online Communities’. (http://www.jan.vandercrabben.name/pdf/CC3000_Dissertation_Body.pdf)
ZAMITH, Fernando (2007) ‘Jeff Jarvis: Jornalistas e cidadãos devem trabalhar em rede’.
(http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1290049&idCanal)
ZAMITH, Fernando (2006) ‘O subaproveitamento das potencialidades da Internet pelos ciberjornais portugueses’. (http://prisma.cetac.up.pt/edicao_n4_junho_de_2007/o_subaproveitamento_das_potenc.html)
ZAMITH, Fernando (2006) ‘Livro de Estilo do JornalismoPortoNet’.
(http://jpn.icicom.up.pt/documentos/livro_de_estilo_jpn.html)
ZAMITH, Fernando (2005) ‘Pirâmide invertida na cibernotícia: Argumentos pró e contra’. (http://www.webjornalismo.com/sections.php?op=viewarticle&artid=95)
ZAMITH, Fernando & al. (2004) ‘O ciberjornal como instrumento de ensino: Da teoria à prática’. (http://www.bocc.ubi.pt/pag/zamith-fernando-ciberjornal.pdf)
ZAMITH, Fernando (2003) ‘Blog-jornais: As experiências da Universidade do Porto’. (http://www.bocc.ubi.pt/pag/zamith-fernando-blog-jornais.pdf)

Publicado por Fernando Zamith a 20 setembro, 2009 16:32