Dossier Lima: Uma “história” no Rio Lima




Sabe o que nasce em Espanha, no monte Talariño, e desagua em Portugal, no porto de mar de Viana do Castelo? É o rio Lima, um curso de água natural com uma longa história, que está profundamente interligada a uma velha lenda, presa desde sempre às suas margens.



É um rio com uma área de 2.480 Km2. Passa pelo norte de Portugal e cada vez tem mais “fama”, pois o turismo tem vindo a desenvolver-se nas áreas por onde ele corre, tais como Ponte de Lima e Viana do Castelo. Outrora denominado Rio Lethes, é hoje conhecido como Rio Lima. O que poucos sabem é que este curso de água prende nas suas margens uma velha lenda, do tempo dos romanos.
Na altura do Império Romano era conhecido por “Rio do Esquecimento”, pois os soldados sabiam que quem atravessasse as suas margens perderia “o olvido do passado e da própria pátria”, tal como refere o Conde de Bertiandos, in Lendas. Assim sendo, as legiões romanas temiam as águas do Lima e negavam-se a navegar sobre elas.
Apenas no ano de 135 a.C. as tropas romanas atingiram a margem esquerda do Lima, comandadas por Décios Junos Brutos, que, empunhando o estandarte das águias de Roma, desafiou a “beleza manhosa” das águas do rio e as atravessou sozinho. Já do outro lado da margem, o comandante chamou cada soldado pelo seu nome, conseguindo assim provar às suas tropas que, apesar do belo fascínio do rio Lima fazer lembrar o rio Lethes, que apagava a memória a quem o atravessasse, a lenda não era verdadeira.
Todavia, ainda hoje, quem conhece este rio e sabe a “história” das suas margens não se cansa de enaltecer a velha lenda popular.

Joana Beleza



Publicado por turma012 a 08 janeiro, 2003 12:13