Arquivo de etiquetas: Rock

The Last Internationale trazem “Soul on Fire” a Portugal

Os norte-americanos “The Last Internationale” iniciam a sua tournée na próxima semana com três datas agendadas para Portugal.

A banda rock de Delila Paz, Edgey Pires e Brad Wilk têm agora oportunidade de apresentar ao público o seu mais recente trabalho “Soul on fire” na primeira pessoa. Gravado no Porto, nos Estúdios Arda, este é um trabalho que se traduz em inspiração blues-rock e bastante politizado, espelhando assim a turbulenta época política que os Estados-Unidos viveram durante o ano passado.

Precisamente por não se identificarem com o panorama de instabilidade político-social americano e também pela proximidade das raízes portuguesas de Pires, optaram por ficar em Portugal em 2020.

Isto aconteceu também porque viram a sua tour europeia ser adiada, devido á pandemia da Covid-19, tal como tantos outros artistas, mas  aproveitaram para escrever novas músicas que de outra forma, não teriam a mesma disponibilidade.

Cartaz tour 2021

Tendo sempre os fãs em mente, decidiram ainda fazer uma live stream a 24/11 ás 19h, na nova plataforma “Momento house“, que poderá ser assistida de qualquer parte do mundo. Anunciado como um momento intimista e de proximidade, a banda lança o repto para que ninguém falte. Nada é deixado ao acaso e para os mais distraídos ou ocupados, o set elétrico ficará disponível pelo período de 24h.

Os mais sortudos poderão ver os concertos ao vivo nos seguintes locais:

Porto (Hard Club) a 4/12

Leiria (Texas Bar) a 5/12

Loulé (Bafo de Baco) 6/12

 

 

Os bilhetes já se encontram á venda.

Sandra Martins

 

Música: Banda de rock The Last Internationale regressa aos palcos com concertos em Portugal e Espanha

O duo norte-americano de hard rock revelou as datas da tour ibérica que arranca na próxima semana. Foi também anunciada uma atuação ao vivo mais íntima, que vai ser transmitida para fãs de todo o mundo através de uma live stream.

Cartaz da tour 2021. Fonte: Comunicado Oficial (via mailing list)

A banda norte-americana The Last Internationale anunciou hoje, em comunicado, os detalhes da tour que vai passar por Portugal e Espanha. Os fãs portugueses vão poder assistir aos concertos no Porto, a decorrer no próximo dia 4 de dezembro, no Hard Club, em Leiria, a 5 de dezembro, no Texas Bar, e em Loulé, no Bafo de Baco, a 6 de dezembro. Os bilhetes já estão à venda e podem ser adquiridos no site oficial da banda.

Para aqueles que não tiverem a oportunidade de ver os espetáculos ao vivo, o duo de hard rock revelou ainda que vai realizar uma live stream através da plataforma Moment House, no dia 24 de novembro. A banda vai atuar nos estúdios portugueses Cais Armado, num concerto íntimo que vai poder ser visto em qualquer parte do globo. A gravação vai ficar disponível durante 24 horas.

A live stream e os concertos ao vivo marcam o regresso dos The Last Internationale aos palcos, depois do cancelamento da tour europeia no início de 2021, devido ao agravamento da situação pandémica. No comunicado, revelam que “há muita energia à espera de ser libertada depois de tanto tempo em confinamento”.

O guitarrista Edgey Pires e a vocalista Dalila Paz, que fundaram a banda em 2008, passaram os meses do confinamento em Portugal, país onde têm raízes e que dizem ser “uma segunda casa”.

A dupla de rock, conhecida pelas atuações energéticas e pelas letras de cariz político, lançou um álbum no final de 2020, gravado ao vivo nos Estúdios Arda, no Porto. Já o álbum “Soul on Fire”, de 2019, tinha sido gravado nos Estúdios Sá da Bandeira.

Por: Mafalda Silva

Festival Gouveia Art Rock adiado para abril de 2022

O Festival Gouveia Art Rock, que estava previsto para maio, foi adiado para os dias 23, 24 e 25 de abril de 2022. A decisão foi tomada devido à pandemia causada pela Covid-19.

O festival Gouveia Art Rock é adiado pela terceira vez. Foto: Página Facebook GAR

Em comunicado, o município de Gouveia, no distrito da Guarda, anunciou que o Gouveia Art Rock (GAR) foi adiado para os dias 23, 24 e 25 de abril de 2022. O Festival estava previsto ocorrer em maio deste ano.

A decisão tomada pelo município surge devido à “evolução da pandemia em Portugal”, sendo que é uma estratégia que visa “impedir a propagação do contágio e garantir a saúde e a segurança de todos”.

As incertezas relativamente à reabertura dos espaços culturais, à mobilidade entre países e à evolução da vacina em relação à imunidade de grupo, são alguns dos motivos que justificam o adiamento.

No entanto, a autarquia presidida por Luís Tadeu reforça o compromisso em “garantir a presença dos grupos já anunciados e manter a qualidade do Gouveia Art Rock (GAR)”. Além disso, acredita que o regresso em 2022 “será uma verdadeira celebração da música e da cultura”.

Já é a terceira vez que o Festival é adiado por causa da pandemia de Covid-19. Estava marcado para maio de 2020 e foi adiado para os dias 3, 4 e 5 de outubro do mesmo ano. Posteriormente, a organização adiou, de novo, para os dias 7, 8 e 9 de maio de 2021.

Artistas como The Knells, Fil’mus,, Soft Machine, Gong, California Guitar Trio, The Steve Hillage Band e Annie Haslam & Patrick Moraz são alguns dos nomes que já estavam anunciados pela organização para o GAR de maio de 2020.

O GAR teve a sua primeira edição em 2003 e é “considerado pela crítica como um dos melhores Festivais de Música Progressiva da Europa”.

Por Mafalda Cunha

 

Rock in Rio – Retrospectiva do Festival em Lisboa

O Rock in Rio é um dos festivais de música mais famosos da atualidade, teve sua última edição em Lisboa em 2018 e como de praxe, a próxima será em 2020.

Em números, o festival originalmente brasileiro conta com 20 edições desde 1985, 2.038 artistas convidados e mais de 9,5 milhões de pessoas na platéia. E ainda 73 milhões de árvores foram doadas à Amazônia, devido ao caráter de consciência ambiental do festival e seu projeto “Por um Mundo Melhor”, que já doou 700 mil dólares para compensar suas emissões de carbono.

“Percebi que as armas que tenho para conseguir tornar o mundo um pouco melhor são a música e o festival. É o que eu sei fazer bem.”

Roberto Medina – Fundador do RIR

A história do festival em terras lusas começou em 2004, quando ocorreu em Lisboa a primeira edição fora do Brasil. Nesta edição, cerca de 9 mil empregos foram gerados pelo festival que ocupou os 200 mil metros quadrados do Parque Bela Vista e recebeu cerca de 386 mil pessoas. No Palco Mundo, recebeu o ilustre Sir Paul McCartney e deixou a capital lusa marcada para sempre no circuito dos festivais de música.

Em 2006 ocorreu a segunda edição, com participações de vários artistas internacionais como a cantora brasileira Pitty. Desde então, o festival é recorrente a cada 2 anos, já contando com 8 edições realizadas em Portugal.

Na edição de 2008, surgiu o Palco Sunset que dava espaço para os mais diferentes géneros musicais e experimentações. Funcionou tanto que hoje é marca registrada do RIR em qualquer uma das suas edições, até mesmo as realizadas em Espanha e Estados Unidos da América. Também contou com Rod Stewart e seu romantismo para encantar a platéia.

A 4ª edição em Portugal, em 2010, ficou marcada pelo sucesso do line-up que contou com a cantora norte-americana Miley Cyrus, levando mais de 88 mil pessoas ao seu concerto numa noite de sábado.

A 5ª edição, em 2012, trouxe Ivete Sangalo, a “rainha do Brasil” para o velho mundo, agitando os europeus com sua baianidade e alegria. Sempre inovadores, esta edição em Lisboa criou também a Street Dance, uma mistura do Rock in Rio com arte urbana, mostrando que as coreografias de rua das grandes cidades tem tudo a ver com o festival.

Em 2014, em comemoração aos 10 anos do festival em Portugal, o line-up foi “caprichado” e os 4 dias de festa contou com um histórico concerto dos Rolling Stones com participação também de Bruce Springsteen e Justin Timberlake.

Na edição de 2016, grandes artistas apareceram no line-up do festival que foi um sucesso. A icónica banda Queen & Adam Lambert fizeram uma apresentação memorável na “Cidade do Rock Portuguesa” no Parque Bela Vista. Também performaram os Maroon 5 e Bruce Springsteen. Esta edição teve grande repercurssão mediática ao fato dos portugueses terem arrecadado um valor que permitiu a plantação de 40 mil árvores, abraçando o projeto “Amazonia Live” do festival.

Em 2018, na última edição do festival, o line-up trouxe nomes fortíssimos da música, em diversos géneros como rock, pop, indie, entre outros. Alguns dos head-liners foram Muse, The Killers e Bastille. E grandes artistas femininas como Katy Perry, Demi Lovato e Jessie J também pisaram no palco mundo como cabeças de cartaz em Lisboa. Que contou ainda com a famosíssima cantora de funk brasileira, Anitta. Em números, a edição 2018 contou com 150 horas de emissão, ao vivo, pelas rádios do Grupo Renascença Multimédia. Além de 264 actuações musicais e de entretenimento nos 4 dias de festival.

A próxima edição do festival em Lisboa ocorrerá em Maio de 2020 e já possui a confirmação da grande banda de rock Foo Fighters como headliner.

 

Texto de autoria de Giulia Pedrosa.

Turma 3 de Técnicas de Expressão Jornalística II – Online.