Arquivo de etiquetas: Imediatismo

A pressa é inimiga da perfeição: imediatismo e publicação sem verificação

A instantaneidade é um dos grandes requisitos do ciberjornalismo. Mas o que acontece quando a pressa domina o jornalista? A vantagem da rapidez a que chegam as notícias torna-se rapidamente um aspeto negativo, que cada vez mais ameaça o jornalismo online atual.

Vivemos num mundo cada vez mais rápido, onde saber tudo o mais rápido possível se torna uma prioridade. As notificações chegam em rompante, umas atrás das outras, noticiando quase ao segundo tudo o que se passa pelo mundo fora. No final de contas, a instantaneidade das notícias online é uma das caraterísticas que confere ao ciberjornalismo tanta adesão.

Nikki Usher, ex-jornalista do NY Times no excerto do seu livro  afirma que “a produção de notícias para a web era uma atividade frenética, normalmente com uma estratégia pouco clara sobre como, quanndo e porquê que as notícias deviam ser publicadas”. O ciberjornalismo rege-se ao minuto e pretende passar ao leitor a informação o mais rápido possível.

Porém este imediatismo pode ter consequências negativas nomeadamente no que toca à qualidade das notícias. Quanto maior é a pressa de transmitir a notícia ao público, maior a suscetibilidade a deslizes e a faltas de atenção aquando da publicação da mesma. Isto pode levar a erros que comprometem a veracidade da informação.

Um dos grandes exemplos deste fenómeno aconteceu em 2011, aquando da morte de Osama Bin Laden. A repórter Norah O´Donnel publicou via Twitter a noticia sobre o acontecimento mas cometeu um erro ao escrever Obama. Isto mostra o quão fácil é cometer uma pequena falha que compromete por completo a informação transmitida.

Para além disso, cada vez mais são feitas publicações sem qualquer tipo de verificação ou fonte fidedigna. Há uma falta de comprovação dos factos no sistema de publicação de notícias online, que tem vindo a manchar a reputação do ciberjornalismo.

Este fenómeno tem vindo cada vez mais a tornar-se um perigo para o ciberjornalismo, e torna-se necessário analisá-lo para entender qual o estado do jornalismo online. Destaca-se aqui a realização do VI Congresso Internacional de Ciberjornalismo (#6COCIBER) nos dias 22 e 23 de novembro. O congresso vai ter lugar na Faculdade de Letras da Universidade do Porto e conta com inúmeros especialistas na área do jornalismo, com o objetivo de debater os novos perigos que ameaçam cada vez mais a produção de notícias online.

Mariana Ribeiro, up201706992