Arquivo de etiquetas: Festivais de verão

NOS ALIVE anuncia 15º edição e primeiras confirmações

O NOS Alive regressa ao Passeio Marítimo de Algés, nos dias 6, 7 e 8 de julho, de 2023. IDLES, Angel Olsen e The Black Keys são as primeiras confirmações para a próxima edição do festival. 

A organização do NOS Alive anunciou as primeiras confirmações na passada quarta, quinta e sexta-feira. Os bilhetes para o festival já se encontram disponíveis e o relógio encontra-se em contagem decrescente para o evento.

A banda de punk britânico-irlandesa IDLES é a mais recente confirmação para o NOS Alive´23. Desde o seu primeiro álbum, Brutalism, publicado em 2017, o grupo tem conquistado uma forte reputação entre os fãs do género. Nomeados para um Grammy, em 2023, os IDLES prometem um concerto energético, no dia 7 de julho.

Angel Olsen está confirmada para o Palco Heineken. A artista musical norte-americana vai ao NOS Alive´23, no dia 8 de julho, apresentar o seu novo álbum, Big Time, fortemente aclamado pela crítica e considerado o 7º melhor álbum do 2022, pela revista Time.

The Black Keys foram a primeira confirmação, na 15º edição do NOS Alive. No dia 6 de julho, vão atuar no palco principal (Palco NOS). A dupla americana conta com mais de vinte anos de carreira e projetos marcantes no blues-rock, como El Camino, em 2012, que deu a conhecer as músicas Lonely Boy ou Gold on the Ceiling. Em maio de 2022, lançaram o seu mais recente álbum de estúdio, Dropout Boogie.

Desde a origem do NOS Alive, em 2007, grandes artistas, como Bob Dylan, Radiohead e Pearl Jam, pisaram o palco do festival, afirmando-o como um evento de relevo à escala nacional e internacional.

Os bilhetes para a 15º edição já se encontram disponíveis, no site do NOS Alive, em seetickets.com, ou nos locais habituais.

O festival, em parceria com a FNAC, dedicou ainda um pack exclusivo para os fãs. O Fã Pack FNAC NOS Alive´23 conta com uma t-shirt oficial, entrada exclusiva pela porta FNAC, e a possibilidade de ser um dos cinco escolhidos para o Bilhete Dourado, que oferece uma experiência única de bastidores. Encontra-se disponíveis nas lojas físicas, ou em fnac.pt.

Para mais informações contacte: up202108496@up.pt ou visite o site oficial do NOS Alive.

 

André Sanguedo Carvalho

 

Laurus Nobilis Music: Inevitável, mas previsível

Pode ser uma imagem de texto

Laurus Nobilis (Facebook)

A 6ª edição do festival Laurus Nobilis Music, em Vila Nova de Famalicão, foi adiada pela segunda vez, devido à pandemia Covid-19. O evento tem agora lugar marcado em 2022.

Segundo um comunicado no Instagram, no passado dia 5 de maio, a entidade organizadora do festival confirmou o adiamento da sexta edição do Laurus Nobilis para o próximo ano. O evento estava previsto realizar-se do dia 22 a 24 de julho deste ano em Louro, Vila Nova de Famalicão.

O cartaz do festival de metal incluía nomes de todos os pontos do globo, como As I Lay Dying (EUA), Lacuna Coil (Itália), Decapitated (Polónia), Orphaned Land (Israel), Arkona (Russia), The Agonist (Canadá), Sacred Sin (Portugal) e Prayers Of Sanity (Portugal).

A organização assegurou, ainda no comunicado, a validade dos passes comprados anteriormente na próxima edição, a realizar-se em 2022. Em caso de devolução, o reembolso pode ser feito 14 dias após o dia 24 de julho.

O evento, com um cariz solidário, é organizado pela Associação Ecos Culturais de Louro. O recinto é composto por três palcos diferentes e oferece uma área de campismo para os três dias de festival.

Por Daniela Mota

‘Santa Maria Blues’: Açores voltam a ser a capital dos blues em Portugal

Desde a Califórnia até à ilha de Santa Maria, o conhecido quarteto de blues Rick Estrin & The Nightcats é o primeiro nome confirmado na próxima edição do festival.

Annika Chambers foi a responsável por um dos pontos altos da última edição do festival Foto: facebook/Santa Maria Blues

O melhor dos blues está de volta aos Açores em 2021, depois do cancelamento no ano anterior devido à pandemia. A pequena ilha de Santa Maria, com pouco mais de 5,5 mil habitantes, torna-se na capital portuguesa dos blues nos dias 15, 16 e 17 de julho, com a realização da XVII edição do Santa Maria Blues.

No último ano, a Associação Escravos da Cadeinha, responsável pela organização do festival, acabou por apenas promover uma edição online, através das redes sociais. Em 2021 vai ser dos poucos festivais de verão portugueses a realizar-se, apesar de ainda existirem algumas incertezas quanto à realização dos festivais de verão.

Apesar de o cartaz deste ano ainda não estar completo, o Santa Maria Blues, já se conhece o primeiro grupo confirmado. Os multipremiados Rick Estrin & The Nightcats, que iriam atuar no palco açoriano em 2020, estão de regresso para mostrar, segundo a organização do festival, uma «combinação artística explosiva de impetuosidade», que junta rockabilly, jazz, blues e rock.

Ainda não existem também informações quanto ao preço dos bilhetes. Na última edição, a entrada diária custava 15€, enquanto que o passe para os três dias 40€. Se for sócio da associação organizadora existe um desconto.

Festivais de Verão à espera dos resultados dos eventos piloto

A Direção Geral de Saúde (DGS) ainda não revelou as diretrizes para a realização dos festivais de verão em 2021. Durante o mês de maio assistimos a testes piloto para perceber se é possível avançar com grandes eventos este ano.

O espetáculo do humorista Fernando Rocha no Altice Fórum de Braga é um dos exemplos de sucesso. Com o teste à Covid-19 de cerca de 400 pessoas, nenhuma estava positiva. Também em Lisboa, no Campo Pequeno, os representantes de Portugal na Eurovisão 2021, os The Black Mamba foram os responsáveis por um concerto.

O Festival Eurovisão da Canção 2021, nos Países Baixos, vai contar com cerca de 3500 pessoas nas bancadas e estará a ser seguido com muita atenção pelos promotores dos festivais de verão. O sucesso da organização do festival pode trazer boas notícias os próximos meses.

Música: Lusofonia de regresso à Costa da Caparica

A 7.ª edição d’ “O Sol da Caparica” vai decorrer nos dias 12, 13, 14 e 15 de agosto de 2021, no Parque Urbano da Costa da Caparica. Música em português é a aposta do festival.

Imagem: Facebook “O Sol da Caparica”

A música lusófona vai voltar a soar na Costa da Caparica. O cartaz d’ “O Sol da Caparica” conta com o melhor da música portuguesa, brasileira e africana, e com um conceito abrangente que vai do rock à quizomba, do fado ao samba e do funk aos ritmos africanos.

António Zambujo, Clã, Fernando Daniel e o grupo brasileiro Melim são alguns dos nomes que sobem ao palco no primeiro dia do festival. Já Anselmo Ralph e Alberto Índio estarão em destaque no dia 13. As confirmações para o dia 14 incluem Diogo Piçarra e Sam The Kid com Orquestra e Orelha Negra.

Para além da música, os quatro dias do festival incluem diversas atividades, como dança, comédia, desportos radicais, surf ou um dia dedicado às crianças. Segundo fonte oficial, a 7ª edição terá algumas novidades: o regresso da Zona Grafitti, o reforço da Zona de Gaming e a restauração alargada ao longo do espaço verde.

A decorrer no Parque Urbano da Costa da Caparica, o evento, com organização do Grupo Chiado em parceria com a Câmara Municipal de Almada, aposta na promoção da região e da música dos países de língua oficial portuguesa.

“O Sol da Caparica” não se realizou em 2020 devido à pandemia da Covid-19. A organização optou por “acompanhar de perto as diretrizes da Direção-Geral da Saúde e demais entidades responsáveis”.

O Grupo Chiado aconselha a compra dos bilhetes no Festicket, Meo Blueticket e nos restantes pontos de venda oficiais. O Fã Pack Fnac, de 54€, garante um passe de quatro dias, porta-chaves oficial e entrada exclusiva pela porta VIP.

Confira o vídeo promocional do evento.

 

Mafalda Silva

MEO Sudoeste volta a dar música à Zambujeira do Mar de 3 a 7 de agosto

O festival da Zambujeira do Mar volta à Herdade da Casa Branca este agosto e planeia regressar em grande com novas confirmações.

Fonte: Site Oficial do Meo Sudoeste

O 24º cartaz Meo Sudoeste já tem data marcada – a Herdade da Casa Branca vai vibrar de 3 a 7 de agosto de 2021, com o abertura do campismo marcada para 31 de julho.

A Música no Coração, promotora responsável por várias festivais em Portugal, já confirmou o regresso do festival e avisa que os bilhetes já adquiridos são válidos para as novas datas.

Quanto ao cartaz, estão re-confirmados grandes nomes como Bad Bunny,  blackbear , Deejay Telio, Timmy Trumpet, entre outros artistas preferidos dos festivaleiros. Recentemente, adiciona-se o cantor e compositor de Glasgow, Lewis Capaldi, conhecido por temas como “Before You Go“.

Os bilhetes diários baixam de preço em relação à edição anterior, ficando agora por 48 euros.

Para mais informações sobre o festival visita o site oficial do MEO Sudoeste e sobre como poder chegar ao recinto, o site Eventos em Portugal disponibilizou um guia completo que podes consultar aqui .

Por: Bárbara Meira

Festivais de Verão: Primavera Sound Porto adiado para 2022

Depois de já ter sido adiada de 2020 para 2021, a 9º edição do Primavera Sound, no Porto, volta a ser reagendada e já tem novas datas para 2022.

Mais um ano em que a Covid-19 impede a realização do festival de verão no Parque da Cidade do Porto. Assim como em 2020, também em 2021 não haverá NOS Primavera Sound. A 9º edição do festival foi adiada para 2022, uma altura em que a organização do evento espera puder juntar milhares de pessoas sem distanciamento social.

Num texto partilhado na página oficial do festival no Facebook, os organizadores do evento garantem que “dançaremos juntos novamente em 2022”. A organização deu também a conhecer as novas datas previstas para o festival: “É com muita tristeza que comunicamos que, por motivos de força maior, a nona edição do festival Primavera Sound terá lugar entre 9 e 12 de junho de 2022”.

Foto: João Porfírio

A promotora do evento da cidade do Porto, considera que a decisão foi “dolorosa”, mas explica que “a nona edição do festival Primavera Sound merece ser celebrada como antigamente, e as restrições a nível mundial fazem prever que isso não seja possível ainda este verão, pelo menos não da forma como deve ser vivida a experiência completa do festival”.

Para este ano, o cartaz tinha anunciado bandas e artistas como Tyler, The Creator, Beck, Tame Impala, Pavement, Gorillaz e Bad Bunny como cabeças de cartaz. Contava-se, também, com a presença de nomes como Doja Cat, King Krule, Earl Sweatshirt, Little Simz, FKA Twigs, Cigarettes After Sex, Khruangbin, Black Midi, Dinosaur Jr., Jamila Woods e Helado Negro, entre outros.

A organização do Nos Primavera Sound Porto revela que o cartaz será conhecido na íntegra até 5 de junho, deixando nas redes sociais uma promessa: “Iremos compensar-vos em 2022”.

Os portadores de bilhete para a nona edição do festival, que é agora reagendada para 2022, ficam com um bilhete válido para a entrada no festival no próximo ano. Se preferirem ser reembolsados pelo custo do bilhete, poderão solicitar o seu reembolso a partir de 1 de janeiro do ano seguinte à edição adiada (portanto, 1 de janeiro de 2022), como previsto na lei.

Vídeo: www.porto.pt

 

Sofia Gama

Festivais de Verão no Norte do Portugal – O que esperar em 2021?

 

Após um ano pouco festivaleiro devido aos impedimentos da covid-19, vários festivais de Verão do Norte do país estão em preparativos para regressar em 2021. Algumas organizações já revelaram datas e nomes confirmados.

As praias ficaram vazias e não se viram tendas de campismo pelos parques. A pandemia da covid-19 obrigou o Governo Português a suspender os festivais de verão por todo o país. Nos distritos do Porto e Viana do Castelo, as organizações de alguns dos festivais mais sonantes do panorama musical português vão levantando o véu e mostram o que se pode esperar para o ano vindouro.

 

EDP Vilar de Mouros

A organização do festival mais antigo de Portugal já confirmou para 2021 nomes incontornáveis da música internacional como o veterano Iggy Pop e as bandas britânicas Suede e Placebo. Também já há confirmações de nomes nacionais como The Legendary Tigerman e Tara Perdida.

Diogo Marques, da organização do festival, declarou à Lusa em Maio, que o festival seria adiado devido às condições de sanitárias e de saúde, mas afirmou o esforço em manter os nomes confirmados para 2020, no seguinte ano.

O festival vianense terá lugar na terra homónima, no Concelho de Caminha entre os dias 26 e 28 de Agosto de 2021. O passe diário tem um valor de 40€ e o passe geral de 80€.

 

Vodafone Paredes de Coura

A organização do Festival Vodafone Paredes de Coura confirmou nomes lendários do panorama do rock alternativo como Mão Morta, Pixies, assim como a aposta em nomes emergentes no contexto internacional como Yves Tumor & Its Band, os punk-rockers IDLES e o cantautor Mac DeMarco.

O festival de música alternativa que se apelida de “Couraíso”  foi também adiado aquando da proibição de realização de festivais de verão por parte do Governo, em Maio, e João Carvalho da organização revelou a sua tristeza com a necessidade de adiamento do festival para 2021, ressalvando também a “mágoa de não poder ajudar o comércio corrente” que depende muito do festival.

O festival realizar-se-á junto à praia do Taboão em Paredes de Coura, entre os dias 18 e 21 e Agosto. Os passes têm o preço de 110€ e ainda não foram revelados informações para os ingressos diários.

MEO Marés Vivas

No site do festival MEO Marés Vivas, a sua organização anunciou a 11 de Maio de 2020, a intenção de adiar o festival para o ano seguinte, 2021.

Estão já confirmados para o Festival gaiense nomes da pop internacional como Liam Payne, Anitta e Jessie J.

O festival terá lugar no fim-de-semana de 16 a 18 de Julho de 2021, na Antiga Seca do Bacalhau em Vila Nova de Gaia.

Fotografia do concerto de Manel Cruz na edição do MEO Marés Vivas de 2018 – RTPfesti

Nos Primavera Sound

A organização do NOS Primavera Sound, após o cancelamento de 2020, anunciou no seu site que o Festival estaria a “olhar para 2021 com o melhor cartaz da sua história”.

O festival portuense, como tem vindo a ser habitual, revelou já o seu cartaz na íntegra, e nele constam nomes internacionais como Tyler. The Creator, Beck, Tame Impala e Gorillaz, assim como estrelas em ascenção como Doja Cat e Bad Bunny. O festival conta também com um vasto elenco lusófonos, com a presença de artistas como Chico da Tina, David Bruno e Nídia.

A realizar-se no Parque da Cidade do Porto, o festival NOS Primavera Sound terá lugar entre os dias 10 e 12 de Junho de 2021. O bilhete diário custa 60€ enquanto que o passe geral tem o preço de 120€. O festival tem também um passe geral VIP com o valor de 200€.

NOS Primavera Sound – fotografia de Bene Riobó

North Music Festival

O North Music Festival, que tem lugar na Alfândega do Porto, revelou, para o seu cartaz, nomes como Deftones, The Script e The Waterboys.

A organização do festival perante as condições de pandemia, colocou um comunicado no seu site, anunciando o adiamento do festival para 2021. Aproveitaram também para confirmar que a edição do ano vindouro seria inédita por ter três dias, ao invés dos comuns dois e que os bilhetes adquiridos previamente continuariam válidos para a edição seguinte.

O North Music Festival terá lugar entre os dias 20 e 22 de Maio. O bilhete diário tem um valor de 50€ e o passe geral de 75€.

 

Neopop

O maior festival de música eletrónica do país, Neopop, depois do seu cancelamento em 2020, ainda não tem nenhum nome confirmado no seu cartaz.

São no entanto conhecidas já as datas para o evento no próximo ano, tendo lugar entre o dias 11 e 14 de Agosto de 2021. O valor dos passes gerais é de 90€, não havendo ainda informação sobre outros modelos de ingresso.

 

Fernando Antunes da Costa

SBSR 2020: O início de mais uma década no Meco

O Super Bock Super Rock já está a cozinhar o alinhamento para 2020. Já figuram no cartaz Local Natives, Kali Uchis, Foals e o primeiro headliner, o rapper A$AP Rocky.

Logo após o regresso do festival à Herdade do Cabeço da Flauta (Praia do Meco) para a celebração das “bodas de prata”, a organização anunciou que vão repetir a localização em 2020. Foi, também, na 25ª edição que se deu o regresso de Lana del Rey a terras lusas, voltando a atuar no mesmo palco que há 7 anos e com casa cheia.

Para a próxima edição, o festival volta a afirmar o posicionamento que tem marcado nos últimos anos como anfitrião dos mais recentes nomes famosos do hip hop. O primeiro headliner confirmado é A$AP Rocky, que vai abrir o festival logo no dia 16. O músico esteve no palco principal do Primavera Sound, no Porto, em 2018.

No último dia do SBSR atua Kali Uchis, que, curiosamente, cancelou o seu concerto no NOS Primavera Sound este ano. Também dia 18 atuam os Foals, que foram o primeiro nome do cartaz dado a conhecer ao público. A banda britânica lançou dois álbuns este ano (ou um, dividido em duas partes), intitulados Everything Not Saved Will be Lost – Part I e II, respetivamente. Os Foals estiveram pela última vez em Portugal em 2017, no Festival Paredes de Coura.

A mais recente confirmação são os Local Natives, que são também a primeira confirmação para o Palco EDP. Os norteamericanos lançaram este ano o seu quarto álbum, Violet Street. Em 2017 foram ao palco Heineken do NOS Alive apresentar o seu álbum anterior, Sunlit Youth, de 2016.

O festival SBSR vai voltar ao Meco em julho de 2020, nos dias 16, 17 e 18, para a sua 26ª edição.

 

Carolina Reis

Turma 1, a frequentar Turma 2

Festivais de Verão 2019: Os confirmados até agora

Ainda nem terminou 2018 mas as confirmações para os festivais de Verão 2019 já começam a surgir. Em 2019, Portugal vai contar com a presença de músicos como Sting, Lana Del Rey e The Cure.

Aqui pode consultar o guia com os nomes confirmados para alguns dos principais festivais de Verão do próximo ano.

NOS Alive

A edição do NOS Alive do próximo ano vai voltar ao Passeio Marítimo de Algés, em Oeiras, entre os dias 11 e 13 de julho.

Fonte: Facebook oficial do NOS Alive.

A  banda The Cure, cabeça de cartaz e primeiro nome confirmado, vai estar logo no primeiro dia do festival. Para o palco principal estão também confirmados Bon Iver The Smashing Pumpkins, que vão entrar em cena no último dia.

Já para o Palco Sagres estão confirmados Jorja Smith, Tash Sultana, Sharon Van Etten Pip Bloom.  

Os bilhetes para o festival encontram-se à venda, com bilhetes diários a 65€ e passe geral a 149€.

Super Bock Super Rock

No próximo ano o Super Bock Super Rock vai voltar ao Meco, em Sesimbra, depois de as últimas quatro edições se terem realizado no Parque das Nações, em Lisboa.

No ano em que celebra a 25ª edição, o festival vai decorrer entre os dias 18 e 20 de julho. O único nome confirmado até agora é a cantora Lana Del Rey, de regresso ao SBSR depois da sua passagem pelo mesmo festival em 2012.

Os passes de três dias e bilhetes diários já estão à venda, a 105€ e 55€, respetivamente.

MEO Marés Vivas

Mais a norte, na Antiga Seca do Bacalhau, em Vila Nova de Gaia, vai decorrer o MEO Marés Vivas, nos dias 19, 20 e 21 de julho.

Sting é a primeira confirmação, estando de regresso ao festival após dois anos. Os bilhetes estão à venda nos locais habituais por preços que vão dos 33€ (diário) aos 66€ (passe), sendo que sentiram a descida do IVA para 6% nos espetáculos culturais.

Vodafone Paredes de Coura

No mês que se segue, na Praia Fluvial do Taboão, vai decorrer mais uma edição do Vodafone Paredes de Coura, entre os dias 14 e 17 de agosto.

O primeiro dia do festival intitulado “habitat natural da música” vai contar com a presença dos The Nacional, seguindo-os Boy Pablo, Acid Arab Car Seat Headrest no dia 15 e Kamaal Williams no último dia do festival.

Os passes gerais já estão à venda pelo preço de 90€.

Com certeza  as confirmações para estes e outros festivais não vão faltar, ao longo dos próximos meses.

Rafaela Lobo

Verão 2019: a música que por aí vem

Com o Natal à porta, começam a chegar as primeiras confirmações dos tão esperados festivais de verão.

Esta é das poucas estratégias de marketing de que ninguém se queixa. Os artistas começam a ser anunciados a tempo de se oferecerem bilhetes como prenda de Natal. É bom para os promotores dos festivais, é bom para as bandas e é bom para os felizardos que recebem estas prendas especiais.

Ao longo das últimas semanas, as equipas de comunicação dos festivais do país têm feito um trabalho excecional na criação daquele suspensezinho. Os primeiros nomes estão aí e já têm gerado muitos gritos de alegria pelo país fora.

Mapa dos principais festivais de verão portugueses. Infografia: Sofia Matos Silva.

Começando pelo norte, o Vodafone Paredes de Coura já tem confirmados nomes como The National, Boy Pablo, Kamaal Williams, Acid Arab e o regresso dos Car Seat Headrest. Mais bandas continuarão a ser anunciadas nos próximos dias; no entanto, o público do festival courense é um que regressa fielmente ano após ano, independentemente do programa.

A poucos quilómetros e dias de distância realiza-se o EDP Vilar de Mouros. O acarinhado festival minhoto ainda não divulgou quaisquer nomes, mas estes são esperados para breve.

Da organização do NOS Primavera Sound ainda só se conseguiu silêncio. Do cartaz, que é mantido no segredo dos deuses ano após ano, e que é divulgado na íntegra, nada se sabe, mas os packs Fnac já estão nas lojas e os fervorosos fãs do festival já estarão a esvaziar as prateleiras. No entanto, o cartaz do Primavera-mãe – o de Barcelona – foi divulgado esta semana e, a partir deste, podem prever-se grande parte dos atos que estarão no Porto em junho do próximo ano.

Do outro lado do Douro está o recinto do MEO Marés Vivas. O festival que inaugurou as novas instalações o ano passado conta com um veterano – no mundo da música e no próprio festival – divulgado esta segunda feira: Sting.

Mas em Portugal também se realizam festivais pequenos com bastante qualidade e não são só os grandes festivais que merecem destaque.

North Music Festival, que se realiza anualmente na Alfândega do Porto, irá permitir que os festivaleiros tenham um encontro antecipado – porque este é um festival de maio – com a emoção do verão, com os Franz Ferdinand confirmados já no alinhamento.

A EDP Beach Party, em Matosinhos, também costuma reunir milhares de jovens do norte do país, mas o cartaz ainda não é conhecido. O mesmo se refere para o Sumol Summer Fest, na Ericeira.

Assim, descendo ao sul do país, temos os inúmeros festivais que têm casa na Grande Lisboa.

O EDP Cool Jazz contava já com dois nomes no alinhamento: H. Manuel Possolo e Diana Krall. Hoje, anunciaram o regresso de Jamie Cullum a Portugal.

No mais destacado festival português começa já a delinear-se o que se afigura como um programa promissor. No NOS Alive de 2019 estão já confirmados os The Cure, Bon Iver, The Smashing Pumpkins, Jorja Smith, Tash Sultana, Pip Bloom e Sharon Van Etten.

O Super Bock Super Rock, que ontem anunciou o regresso do festival ao Meco, anuncia hoje o regresso de Lana del Rey.

O Rock in Rio é mencionado apenas com intenção informativa. O festival não desapareceu, apenas regressou à sua casa-mãe, o Rio de Janeiro. Regressa a Lisboa em 2020.

Por último, o festival de grande dimensão mais a sul do país, o MEO Sudoeste, realizar-se-á, como é habitual, na Zambujeira do Mar. Os primeiros elementos do cartaz são esperados para as próximas semanas.

Sofia Matos Silva (Turma 1)

Atualização (07/12/2018):

O NOS Alive confirmou Thom Yorke para dia 13 de julho.

O Vodafone Paredes de Coura anunciou Father John Misty para dia 16 de agosto.

O EDP Vilar de Mouros divulgou Prophets Of Rage, Skunk Anansie, Fischer-Z e Linda Martini como primeiras atuações da edição de 2019.