Arquivo de etiquetas: estatísticas

Portugal e a saúde mental: “A oferta é ainda bastante limitada”

As lacunas têm influência direta nos tempos de espera e nos preços, que “não são para qualquer carteira”.

Num contexto de atualidade em que a saúde mental se torna cada vez mais necessária, a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco Proteste) analisou o Sistema Nacional de Saúde no que diz respeito à sua ineficiência e falta de investimento em serviços de apoio mental pelo país.

“O SNS tem de responder às necessidades dos portugueses.”

De entre os dados analisados, ressaltam negativamente os tempos médios de espera que ultrapassam muitas vezes até os prazos definidos por lei. São vários os hospitais que, para doentes prioritários, contam com mais de 60 dias de espera e, para doentes “normais, mais de 150.

Indica ainda que uma das possíveis razões para os atrasos em consultas é derivada à má distribuição de profissionais que estão, claramente, em discordância com a média recomendada de um psicólogo para cada cinco mil habitantes (média estimada pelas organizações internacionais de saúde).

Fonte: Deco Proteste

Também foram analisados os serviços privados como alternativa à insuficiência dos serviços públicos. Contudo, a Deco Proteste refere que esta é inacessível a muitos portugueses. Não só as vagas são também limitadas, como os preços são altos, podendo variar entre 20€ e 100€ por consulta, tonando-se, para muitos, inpensáveis, sobretudo quando visto face ao seu tratamento que é, por norma, prolongado.

Acede ao link da notícia da Deco Proteste para saberes mais: aqui: https://www.deco.proteste.pt/saude/doencas/noticias/saude-mental-doente-muito-prioritario-espera-tres-meses-consulta-psiquiatria

Entra em contacto e partilha a tua opinião através do e-mail:

saradpsantos1@gmail.com

Notícia por: Sara Santos