Arquivo de etiquetas: Covid-19

Protestos na China contra a política “Covid 0”

Protestos na China contra a política “Covid 0”

Mariana Ramalho  28 de novembro 2022

Estão a aumentar as oposições contra a proibição da circulação das pessoas na China para combater surtos da pandemia. Alguns usam apenas flores e folhas brancas, outros com cânticos de descontentamento.

Imagem do Observador

Este fim de semana várias manifestações surgiram em cidades como Pequim e Xangai devido ao descontentamento dos cidadãos com as restrições impostas pelo governo, a estratégia “Covid 0”, implementada pelo Governo chinês a fim de controlar o aumento dos casos de Covid-19 nos últimos tempos.

Após a morte de dez pessoas num incêndio num edifício usado para pessoas em confinamento na quinta-feira, os protestos ganharam ainda mais força.

Na Internet vários vídeos e fotografias circulam de pessoas em vigília em memória às vítimas, que tinham passado já 100 dias confinadas em casa.

A imprensa oficial não noticiou nenhum dos incidentes, no entanto os vídeos publicados mostram dezenas de pessoas a derrubar vedações usadas pela polícia para bloquear o complexo habitacional de Tiantongyuan, este sábado.

É de destacar que a capital da China está agora com os níveis mais elevados de contágio, mais de 4300 casos detetados segundo o mais recente relatório oficial.

Os vídeos mostram os manifestantes a cantar “Aqueles de vós que se recusam a ser escravos, ergam-se”, um verso do hino nacional chinês e ainda “queremos liberdade”, e apelam ao fim dos testes e códigos QR, referindo-se à obrigação de digitalizar com uma aplicação os códigos QR sanitários à entrada de qualquer estabelecimento para me possam ser detestados quem esteve em contacto com quem em caso de contágio.

Na mesma noite ouviu-se ainda “Abaixo o Partido Comunista, abaixo Xi Jinping”, uma invulgar desaprovação pública das políticas do líder chinês.

De acordo com a Comissão Nacional de Saúde, o país detetou quase 40000 novos casos neste sábado, no entanto mais de 90% são assintomáticos. Os números oficiais mostram que cerca de 1,8 milhões de pessoas estão atualmente em quarentena, incluindo os assintomáticos e aqueles que estiveram em contacto com alguém infestado, embora estejam num edifício diferente.

Deixe a sua opinião nos comentários.

 

 

 

 

 

Gouveia Art Rock adiado para abril de 2022

Em decorrência da pandemia do novo coronavírus, o Município de Gouveia decidiu adiar o Gouveia Art Rock (GAR) para 23, 24 e 25 de abril de 2022. O anúncio foi feito hoje pela autarquia da cidade, por meio de um comunicado enviado à agência Lusa. Esta é a terceira vez que o festival é remarcado em função da situação da Covid-19.

A decisão de uma nova data foi justificada pela munício de Gouveia “considerando a evolução da pandemia em Portugal (…) e a incapacidade de garantir, neste momento, a segurança de músicos, técnicos, público e da comunidade local em geral”.

Além disso, o comunicado emitido pela autarquia de Gouveia afirma “compromisso de desenvolver todos os esforços de forma a garantir a presença dos grupos já anunciados e manter a qualidade do GAR, considerado pela crítica como um dos melhores Festivais de Música Progressiva da Europa.” O comunicado fala ainda que o regresso do Gouveia Art Rock em 2022 “será uma verdadeira celebração da música e da cultura”.

O GAR aconteceu pela última vez em 2019. Nesta edição, bandas como The Advent of March, Courtney Swain, Filipe Quaresma, Isildurs Bane, Karin Nakagawa, The Loomings, Luca Stricagnoli, Peter Hammill, Salut Salon e Wobbler estiveram presentes na região central do país.

Este ano, o festival estava marcado para o primeiro fim de semana de maio de 2020 e foi adiado para os dias 3, 4 e 5 de outubro, data em que também não se efetivou, tendo a organização anunciado, posteriormente, a sua calendarização para os dias 7, 8 e 9 de maio de 2021. Todos os adiamentos foram decorrentes à situação epidemiológica do país em função do novo coronavírus.

Poster da edição do Gouveia Art Rock 2019, a última que ocorreu (Foto: Site oficial Gouveia Art Rock)

Desde março do ano passado, têm sido adiados vários festivais de música em Portugal. Segundo a Associação Portuguesa de Festivais de Música (Aporfest), sem festivais desde o verão de 2020, estimou-se a perda de aproximadamente 1,6 mil milhões de euros, em comparação com os dois mil milhões originados em 2019.

Para quem garantiu bilhetes antes da pandemia e não queira mais comparecer, o Governo afirmou que “no caso dos espetáculos e festivais inicialmente agendados para o ano de 2020, e que ocorram apenas em 2022, prevê-se que os consumidores possam pedir a devolução do preço dos bilhetes, no prazo de 14 dias úteis a contar da data prevista para a realização do evento no ano de 2021”.