Arquivo de etiquetas: Câmara Municipal do Porto

O Encerramento do Centro Comercial Stop em causa.

O edifício do centro comercial STOP, no Porto, corre o risco de fechar por questões de segurança. A falta de saídas de emergência e sistemas de deteção de incêndio tem de ser corrigida.

Fonte: cinema aos copos

Há vários anos que se anuncia a possibilidade de encerrar o Stop. Encerramento que nunca se concretizou. O centro comercial stop é um  espaço utilizado por cerca de 500 músicos para ensaios e gravações, muitos não têm outra alternativa. O Stop era um antigo centro comercial, inaugurado em 1982, mas as lojas foram entretanto transformadas em estúdios e salas de ensaio e passados todos estes anos, o “Stop” transformou-se naquilo a que muitos apelidam de “a verdadeira Casa da Música do Porto.

Mais de uma década depois de a hipótese de encerramento ter sido levantada pela primeira vez, pela insegurança contra riscos, depois do facto que ficou evidente após um incêndio, dos três registados na história do “Stop”, em junho de 2012 num estúdio de gravação, e do qual resultaram três feridos, continua a não haver certezas sobre o futuro do Centro Comercial Stop (CCStop), devido a mais problemas como  falta de estruturas anti-incêndio, os problemas nas instalações elétricas e a falta de licenciamento das lojas, mesmo da depois da simbólica pintura o estado do edifício ainda continua desagradável a olho nu.

Apesar de alguns como os proprietários e a Câmara Municipal do Porto (CMP) – lutarem para legalizar e licenciar o Stop, os problemas estruturais e administrativos do centro continuam, no geral, por resolver. Entretanto em a autarquia tem sempre procurado soluções para a especificidade do problema tendo em conta o projeto, por isso a camara decide desta forma reunir se com os proprietários, administração assim como os músicos e todos frequentadores do local, para deixar bem claro que autarquia  tem em consideração o espaço emblemático com os seus problemas, e  segundo Etc e Tal jornal  o presidente da camara Rui Morreira deixou ficar algumas declarações “mas encerrar o “Stop” não está em causa. Muito pelo contrário, há quem o considere um sítio mítico e uma verdadeira “indústria da música” da cidade”, que de facto mostram a preocupação para resolução do problema  e não o total   encerramento.

fonte: etcetaljornal

De forma a tentar reagir e impedir o fecho do centro, foi criada em 2019 a associação dos músicos que era liderada por Manuel cruz o Ex- presidente da mesma, que entretanto declarou  segundo a JPN, que criar uma associação de músicos nem sempre foi uma intenção, já que, até aí, o Stop vivia numa “espécie de anarquia funcional”.

Fonte: Joana Nogueira(JPN)

Em dezembro de 2021, a direção da associação acabou por se demitir que segundo o Gil Costa e Manuel cruz, esta demissão emergiu com a divergência entre os associados. Em Março deste ano a CMP e a comunidade stop reuniram de forma reforçar a importância da associação dos músicos pra  seguir com processo iniciado na altura com a direção de Manuel Cruz.

O problema é que os proprietários não têm dinheiro e muito menos os 500 músicos que ensaiam nas antigas lojas do shopping há muito falido.

Actualmente as incertezas continuam entre, a camâra assim como os exploradores do local, que entretanto,  até ao dia 6 de novembro a autarquia deu se  para a apresentar  um projeto de especialidades no processo de licenciamento, tendo em vista a resolução desses mesmos problemas. Segundo portocanal, a Associação dos Músicos do Stop, o plano já existe, mas o problema é que não há verbas para o colocar em prática, uma vez que o espaço é privado e, por isso, os músicos não recebem apoios

Fotografia: Porto Canal

Hoje, o autarca Silo Auto da cidade do Porto uma soluçao para os musicos stop sugeriu, em reunião do Executivo camarário, de forma criar um novo espaço dedicado aos músicos, o projecto foi apresentado e aprovado pelo presidente da Camâra do Municipal porto. O projeto  tem um prazo de realização de obras que termina já no próximo dia 30 deste mês, mas que pode ser sucessivamente prolongado até final de agosto do próximo ano.

 

Sera que o Stop vai voltar a funcionar? ou ficara no Stop!

 

 

 

Fiona Valoi

“Ilhas” do Porto em estudo pela Domus Social

A empresa do município do Porto, Domus Social, anuncia hoje o desenvolvimento de estudos nas 957 “ilhas” que existem na cidade. A partir desta iniciativa, a Câmara vai poder começar, ainda este ano, a reabilitação da “ilha” da Bela Vista.

A iniciativa visará a  análise das condições de habitação e a situação socioeconomica de 10 mil portuenses que, ao viverem neste tipo de alojamento, se encontram em muito más condições. A Câmara Municipal do Porto vai poder agora definir uma melhor estratégia para estes locais, mas apenas aqueles que se encontram na sua posse.

As “ilhas” pertencentes a privados terão de esperar que os seus proprietários sigam o exemplo da autarquia.

Rita Cardoso