Aquivos por Autor: turma4

Detido o suspeito de vários incêndios florestais

Homem de 59 anos detido pela prática de incêndios florestais, na madrugada de quinta-feira, no concelho de Ponte de Lima, distrito de Viana do Castelo.

As investigações realizadas pela polícia judiciária, permitiram a recolha de elementos de prova importantes para a identificação e detenção do autor destes cinco incêndios, cometidos nos passados meses de julho e agosto.

O detido, agricultor e pastor que é residente na freguesia onde ocorreram os factos, terá iniciado o incêndio com combustível que acabou por tomar proporções significativas.

O arguido terá atuado com a justificação de renovação das pastagens, para os animais que habitualmente pastoreia. Foi, então, aplicada a medida de prisão domiciliária.

Maria do Carmo Sousa Guedes, up201904399 (turma 4)

Identificado e detido o autor de 5 crimes florestais em Ponte de Lima

Foi detido o autor dos incêndios florestais ocorridos nos passados meses de julho e agosto, em Ponte de Lima.

O concelho de Ponte de Lima foi palco de 5 crimes florestais, nos passados meses de julho e agosto do presente ano. Vários foram os incêndios ocorridos em zonas de floresta densa, com inclinação acentuada e, inclusive, na presença de combustíveis.

Após buscas efetuadas pela Polícia Judiciária, constatou-se que o autor dos crimes terá sido um campestre residente do concelho.

Segundo comunicado das autoridades, os delitos foram motivados pela vontade do arguido em renovar as pastagens, para os animais que pastoreia.

O homem de 59 anos encontra-se sob pena de prisão domiciliária.

 

Adriana Araújo Resende Sobral de Castro, turma 4

Suspeito de incêndios em Ponte Lima é detido

Em comunicado a polícia judiciaria de Braga confirma a detenção do incendiário de Ponte Lima.

Entre os meses de Julho e Agosto, cinco incêndios florestais foram registados na freguesia do conselho de Ponte Lima. O Departamento de investigação criminal de Braga encontrou e deteve o fim o principal suspeito dos incêndios. Foram feitas buscas pela polícia, que encontrou provas do crime, suficientes para prender o suspeito fora de flagrante delito.

Trata-se de um agricultor local de 59 anos. Ele teria provocado os incêndios na tentativa de renovar o solo e abrir novas pastagens para seus animais. A região dos incêndios é composta predominante arbustiva e arbórea está inserida em zona florestal, o fogo acabou saindo de controle queimando uma área significativa.

Após a reunir e analisar as provas, a polícia sentenciou o suspeito a prisão domiciliar.

Pedro Birbeire Machado-up201903920.

Homem detido por incêndio florestal no concelho de Ponte de Lima

Polícia Judiciária, do Departamento de Investigação Criminal de Braga, detém homem indiciado por 5 crimes de incêndio florestal de proporções significativas, numa freguesia do concelho de Ponte de Lima.

O homem de 59 anos é agricultor e pastor na freguesia, em que os incêndios aconteceram nos meses de julho e agosto. As buscas realizadas foram judicialmente autorizadas e permitiram a recolha de provas. A medida aplicada pela Polícia Judiciária ao detido foi de prisão domiciliar.

Maryanna Oliveira.

Detido suspeito de atear cinco incêndios florestais em Ponte de Lima

A Polícia Judiciária anunciou hoje a detenção de um homem suspeito de atear cinco incêndios florestais numa freguesia do concelho de Ponte de Lima.

No comunicado hoje publicado, a Polícia Judiciária informa que os incêndios, que ocorreram nos meses de julho e agosto, foram ateados «em monte com grande declive, essencialmente povoado por vegetação arbustiva e arbórea», o que levou a que atingissem «proporções significativas».

O arguido, um agricultor e pastor de 59 anos, reside na freguesia onde ocorreram os incêndios e terá atuado com a intenção de renovar as pastagens para os animais que pastoreia.

O comunicado menciona ainda que as buscas realizadas pelo Departamento de Investigação Criminal de Braga possibilitaram a recolha de «importantes elementos de prova».

O detido está agora em prisão domiciliária, decretada pela autoridade judiciária competente.

Sara Fernandes Santos
turma 2CC04

Alegado incendiário detido em Ponte de Lima

A Polícia Judiciária de Braga deteve hoje um homem suspeito por atear cinco incêndios florestais, ocorridos entre julho e agosto, no concelho de Ponte de Lima.

O arguido é um agricultor e pastor de 59 anos, residente na freguesia onde ocorreram os fogos.

Os incêndios foram ateados numa zona florestal de grande inclinação, e atingiram proporções significativas. O objetivo terá sido a renovação das pastagens para os animais que o homem pastoreia.

Foram realizadas buscas pela Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Braga, que permitiram a recolha de provas importantes para o processo.

Após a decisão tomada pelo tribunal, o detido ficará em prisão domiciliária.

 

Inês de Araújo e Silva – Turma 4

Detido por incêndio florestal em Ponte de Lima

A Polícia Judiciária deteve esta quinta-feira um pastor e agricultor suspeito de atear cinco incêndios florestais, ocorridos em julho e agosto, em Ponte de Lima.

O arguido de 59 anos, residente na freguesia onde ocorreram os factos, terá atuado na expectativa de renovação de pastagens para os animais que habitualmente pastoreia.

Segundo a PJ, as diligências realizadas através de buscas judicialmente autorizadas permitiram a recolha de importantes elementos de prova.

Presente à autoridade judiciária competente, ao detido foi aplicada a medida de obrigação de permanência na habitação, designada por prisão domiciliária.

Saiba mais aqui.

Ana Catarina Carrapatoso Turma 4

Detido suspeito de atear fogos em Ponte de Lima

Um homem foi detido, esta manhã, fora de flagrante delito pela Polícia Judiciária por atear fogos em Ponte de Lima.

O agricultor de 59 anos era residente numa freguesia de Ponte de Lima e estava indiciado por ser o potencial autor de cinco incêndios florestais, que ocorreram nos meses de julho e agosto, no concelho.

A investigação levada a cabo pela Polícia e que contou com a ajuda do Departamento de Investigação Criminal de Braga permitiu a recolha de provas importantes para a identificação do suspeito.

Segundo um comunicado de imprensa publicado, esta tarde, pelo Departamento de Investigação Criminal de Braga, o arguido, que terá ateado os incêndios florestais na tentativa de renovar as pastagens onde pastoreava os seus animais, foi presente às autoridades judiciárias e terá de cumprir prisão domiciliária.

 

Inês Pereira, turma 2CC04

 

Detido por atear fogo em Ponte de Lima

Um homem de 59 anos, foi detido, hoje, pela prática de cinco crimes de incêndio florestal ocorridos entre os meses de julho e agosto, em Ponte de Lima.

As investigações realizadas pela Polícia, que contaram com a realização de buscas judicialmente autorizadas, permitiram a recolha de importantes elementos de prova.

O arguido terá atuado na expectativa de renovação de pastagens, para os animais que habitualmente pastoreia.

O detido ficou em prisão domiciliária, após ser presente à autoridade judiciária competente.

Comunicado de Imprensa

 

Beatriz Rodrigues (Turma 4)