Aquivos por Autor: turma3

“Cibermeios e Desinformação” é o tema das VII Jornadas ObCiber

As VII Jornadas ObCiber a realizar-se a 15 de dezembro irá ter como tema de debate os  “Cibermeios e Desinformação” e irá anunciar os vencedores dos Prémios do Ciberjornalismo 2021.

Fonte: Cartaz Oficial da ObCiber

“Cibermeios e Desinformação”  é tema que vai servir de mote para o debate das #7JOBICER (VII Jornadas do ObCiber) que estão agendadas para 15 de dezembro a partir 14h00 e vão decorrer em formato online. Também nessa ocasião a partir 16h30 vão ser anunciados os vencedores dos Prémios de Ciberjornalismo 2021.

Os principais nomeados são o “Público” , o “Observador” e a “Rádio Renascença”, que além de estarem nomeados para a categoria Excelência Geral em Ciberjornalismo, encontram-se nomeados em outras categorias.

Na categoria Ciberjornalismo Académico está nomeada uma reportagem do JPN, intitulada “Síndrome de Tourette: Os tiques não os definem”, os outros dois nomeados são Univ. Minho com “Europa: o porto seguro? A viagem de uma família em busca de paz” e ComUM com “Nas profundezas do íntimo. A pornografia à sombra do desejo”.

O debate vai ter a participação de Gustavo Cardoso (ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, PT), Natália Leal (Agencia Lupa, BR), Ramón Salaverría (Universidade de Navarra, Es) e Luísa Meireles (LUSA, PT) e moderação de Helder Bastos (Universidade do Porto). O ISCTE, a Universidade de Navarra e a LUSA fazem parte do IBERIFIER que faz parte Observatório Europeu dos Media Digitais da Comissão Europeia.

A inscrição para participar no debate e a votação para os Prémios de Ciberjornalismo 2021 vão decorrer até 13 de dezembro.

Marta Magalhães

Os cibermeios e a desinformação em debate nas VII Jornadas ObCiber

“Cibermeios e Desinformação” é o tema em destaque na sétima edição das Jornadas Obciber. Os Prémios de Ciberjornalismo 2021 também serão entregues no evento, que vai decorrer online, na quarta-feira. 

 Cartaz sobre as VII Jornadas Obciber Foto: Site “Observatório do Ciberjornalismo”

O evento vai começar às 14h00 com um debate, que conta com o sociólogo Gustavo Cardoso, a jornalista Natália Leal, o autor Ramón Salaverría e a diretora de informação da Lusa, Luísa Meireles. O moderador será o professor Helder Bastos. Instituições como o ISCTE e a Universidade de Navarra, representadas por participantes do debate, fazem parte do IBERIFIER.

Às 16h30 terá início a 14ª edição dos Prémios de Ciberjornalismo, uma iniciativa do Observatório do Jornalismo – núcleo de investigação da Universidade do Porto. Os trabalhos eleitos para finalistas de cada categoria já são conhecidos. As oito categorias são: Excelência Geral em Ciberjornalismo, Última Hora, Reportagem Multimédia, Narrativa Vídeo Digital, Narrativa Sonora Digital, Infografia Digital, Ciberjornalismo de Proximidade e Ciberjornalismo Académico.

O público pode votar no trabalho que considera melhor em cada uma das categorias, até quarta-feira. Os membros do júri (investigadores e docentes universitários) já fizeram as suas escolhas. Tanto os resultados do público, como os do júri, serão conhecidos durante as VII Jornadas ObCiber.

Quem estiver interessado em assistir ao evento deve inscrever-se até quarta-feira, para receber o link de acesso.

Este ano, as VII Jornadas ObCiber estarão divididas apenas em dois momentos: o debate e o anúncio dos vencedores dos Prémios de Ciberjornalismo, ao contrário do que acontecia em edições anteriores que contavam com uma conferência.

Bianca Silva

 

Dezembro traz consigo as VII Jornadas do ObCider

No dia 15 de dezembro, serão sediadas as VII Jornadas  do ObCider, nas quais será realizado um debate, bem como a nomeação dos vencedores dos Prêmios de Ciberjornalismo 2021.

Este ano, as VII Jornadas do Observatório de Ciberjornalismo da Universidade do Porto, o ObCider, recebem sua 7ª edição. O evento é dividido em dois momentos, nomeadamente um debate, que discutirá o tema “Cibermeios e Desinformação”, e os Prêmios de Ciberjornalismo 2021. O debate online será iniciado a partir das 14h00, e terá como integrantes Gustavo Cardoso, do ISCTE-IUL, Natália Leal, da Agência Lupa, Ramón Salaverría, da Universidade de Navarra, e Luísa Meireles, da Agência Lusa.

Na lista de participantes, destaca-se a presença do Instituto Universitário de Lisboa – ISCTE – e da Universidade de Navarra. Ambas as instituições fazem parte de um consórcio, o IBERIFIER, que dará origem à um observatório para investigação dos meios digitais. Recém criado e composto por 23 entidades portuguesas e espanholas, o projeto tem o intuito de apontar ameaças de desinformação nesses meios. Ramón Salaverría, da Universidade de Navarra é um dos líderes do consórcio.

No mesmo dia, a partir das 16h30, serão apresentados os nomes dos jornalistas que receberão os Prêmios de Ciberjornalismo 2021, em um evento online. Ao todo, serão entregues 8 prêmios, um para cada um de seus respetivos ganhadores. Os prêmios referidos são os seguintes: Excelência Geral em Ciberjornalismo; Última Hora, Reportagem Multimédia; Narrativa Vídeo Digital; Narrativa Sonora Digital; Infografia Digital; Ciberjornalismo de Proximidade; e Ciberjornalismo Académico.

As candidaturas para a 14ª edição da premiação abriram dia 8 de outubro, sendo permitidas apenas as submissões de trabalhos jornalísticos publicados online entre os dias 1 e 30 de setembro. O período de candidatura finaliza no dia 29 de outubro. A partir do dia 6 de dezembro, foram iniciadas as votações pelo público para a eleição dos os trabalhos finalistas a serem premiados, já previamente curados pelo júri, que escolheu, dentre os todos os trabalhos submetidos. A notícia Síndrome de Tourette: os tiques não definem, do JPN, está entre os finalistas.

Nesta edição, júri foi composto 13 profissionais e docentes da área. São estes: Ana Pinto Martinho, do Instituto Universitário de Lisboa, PT),  Ana Isabel Reis, Fernando Zamith e Helder Bastos, docentes da Universidade do Porto, Filipa Rodrigues Pereira, do Instituto Politécnico de Viseu,  Inês Amaral, da Universidade de Coimbra, João Canavilhas e Pedro Jerónimo, ambos da Universidade da Beira Interior, Luís António Santos, da Universidade do Minho,  Luís Bonixe, do Instituto Politécnico de Portalegre, Marisa Torres da Silva, da Universidade Nova de Lisboa, Pavel Sidorenko, da Universidade Francisco de Vitoria,  e Walter Lima Junior, da Universidade Federal de São Paulo.

Maria Eugênia Sousa

São já conhecidos os finalistas para os Prémios de Ciberjornalismo 2021

Foram já anunciados os projectos finalistas para a 14º edição dos Prémios de Ciberjornalismo. Os resultados serão divulgados no dia 15 de Dezembro nas VII jornadas do ObCiber.

São 8 as vertentes que já possuem os três elegíveis nomeados para a edição dos Prémios de Ciberjornalismo 2021, uma iniciativa da Universidade do Porto.

O Público, o Observador e a Renascença estão na corrida para o prémio que distingue a “Excelência Geral do Jornalismo”. Este ano, para além da secção anteriormente referida, o concurso pretende galardoar os jornalistas nas seguintes categorias:  “Última Hora”; “Reportagem Multimédia”; Narrativa Vídeo Digital; “Narrativa Sonora Digital”; “Narrativa Vídeo Digital”; “Infografia Digital”; “Ciberjornalsimo de Proximidade” e “Ciberjornalismo Académico”.

Para além dos prémios do júri, tal como em edições passadas, serão atribuídos prémios do público. Já está aberta a página onde é possível realizar a devida votação. Esta estará aberta até ao dia 13 de Dezembro. Os resultados serão conhecidos no dia 15 de Dezembro pelas 16h30 nas VII jornadas do Obi Ciber.

O JPN está nomeado para a categoria “Ciberjornalismo Académico” com a reportagem “´Síndrome de Tourette: Os tiques não os definem” , realizado por Leonor Hemsworth, Ana La-Salete Silva, Miguel Freitas e Rui Vieira Cunha. A reportagem aborda diferentes casos de jovens que sofrem com este problema e o modo como conseguem ultrapassá-los diariamente.

Miguel Freitas, nas suas redes sociais, mostrou-se muito satisfeito por estar entre os nomeados e apelou ao voto aos seus seguidores no Instagram.

As VII Jornadas do ObCiber terão como princípio o debate sobre “Cibermeios e Desinformação”, marcado para dia 15 de Dezembro, a partir das 14h por via online. Ao IBERIFIER, um dos oito observatórios regionais promovidos com fundos europeus para investigar a desinformação, fazem parte três das quatro instituições participantes no debate.

 

 

 

 

Ciberjornalismo: 15 de dezembro é a edição dos prémios da OBCIBER

Quarta-feira (15) vai decorrer a 14° edição dos prémios de Ciberjornalismo do Observatório do Ciberjornalismo (OBCIBER). Os vencedores vão ser anunciados via online às 14h00 nas VII Jornadas da OBCIBER (#7OBCIBER).

Fonte: Site oficial OBCIBER

A votação para os Prémios de Ciberjornalismo ainda está a decorrer até 13 de dezembro. O público pode votar pelos finalistas da edição e também consegue ver a lista completa dos prémios para os sites nomeados através do site oficial da OBCIBER.

Entre os finalistas está a reportagem “Síndrome de Tourette: Os tiques não os definem”   do Jornalismo Porto Net (JPN), nomeada para o prémio Ciberjornalismo Académico. O trabalho jornalístico é da autoria de Ana La-Salete Silva, Leonor Hemsworth, Miguel Freitas e Rui Vieira Cunha.

Também nos debates da #7JOBCIBER participam três instituições que fazem parte do projeto IBERIFIER, iniciativa que procura observar os cibermeios para estudar as ameaças da desinformação. Os representantes das instituições que integram os debates são:

Gustavo Cardoso (ISCTE-IUL, Portugal).

Ramón Salaverría (Universidad Navarra, Espanha).

Luísa Meireles (Lusa, Portugal).

A lista do júri 14° da edição dos prémios de Ciberjornalismo está formada pelos seguintes investigadores e docentes universitários:

Ana Isabel Reis (Universidade do Porto, PT)
Ana Pinto Martinho (ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, PT)
Fernando Zamith (Universidade do Porto, PT)
Filipa Rodrigues Pereira (Instituto Politécnico de Viseu, PT)
Helder Bastos (Universidade do Porto, PT)
Inês Amaral (Universidade de Coimbra, PT)
João Canavilhas (Universidade da Beira Interior, PT)
Luís António Santos (Universidade do Minho, PT)
Luís Bonixe (Instituto Politécnico de Portalegre, PT)
Marisa Torres da Silva (Universidade Nova de Lisboa, PT)
Pavel Sidorenko (Universidade Francisco de Vitoria, ES)
Pedro Jerónimo (Universidade da Beira Interior, PT) – Presidente
Walter Lima Junior (Universidade Federal de São Paulo, BR)

 

Por Hellen Carvajal

 

 

 

 

 

VII Jornadas Obciber: Desinformação no ciberjornalismo é o destaque deste ano

As VII Jornadas do ObCiber vão acontecer online, já no dia 15 de dezembro e têm como foco central o tema dos “Cibermeios e Desinformação”.  Para além de um debate, serão entregues os Prémios do Ciberjornalismo de 2021.

A iniciativa, que já vai na sua sétima edição, surge a partir do trabalho do ObCiber (Observatório de Ciberjornalismo), núcleo de investigação da Univesidade do Porto, que analisa o Ciberjornalismo em Portugal e no Mundo.

Este ano, o programa irá debruçar-se sobre a temática da desinformação dentro do jornalismo online. O inicio está previsto para as 14h00, com um debate moderado pelo professor Hélder Bastos.

O debate conta com a participação de Ramón Salaverría, catedrático da Universidade de Navarra e lider do projeto Iberifer, que procura monitorizar a desinformação nos cibermeiros de Espanha e Portugal e que fará parte do European Digital Media Observatory.

Ainda estarão presentes Gustavo Cardoso, sociólogo e professor do ISCTE (Instituto Universitário de Lisboa), Luísa Meireles, diretora de informação da agência Lusa e Natália Leal, jornalista da Agência Lupa, empresa de fact-checking. Tanto a instituição académica mencionada como a agência Lusa fazem também parte do projeto Iberifer.

Pelas 16h30 inicia-se a 14º edição dos Prémios do Ciberjornalismo, que premeia os melhores trabalhos do ciberjornalismo, em 2021.  Já são conhecidos os finalistas para as oito categorias e as votações encontram-se abertas até dia 13 de dezembro.

Na categoria “Excelência Geral em Ciberjornalismo” os finalistas são o Observador, o Público e a Rádio Renascença (RR).

Destaque para a seccção “Ciberjornalismo Académico”, na qual o JPN encontra-se nomeado com a reportagem multimédia, “Sindrome de Tourette: os tiques não os definem”. A submissão do trabalho foi feito a titulo individual pelos autores Leonor Hemworth, Ana La-Salete Silva, Miguel Freitas e Rui Vieira Silva.

Pode consultar os restantes nomeados, no site da ObCiber.

Os interessados devem inscrever-se até amanhã, 13 de dezembro.

Teresa Pinto

VII Jornadas ObCiber: premiar o ciberjornalismo e combater a desinformação

As VII Jornadas ObCiber 2021, vão premiar o ciberjornalismo. No dia 15 de dezembro, às 16h30, grandes trabalhos do jornalismo online  vão competir em 8 categorias. Antes da atribuição dos prémios ocorrerá um debate, moderado por Hélder Bastos. O debate incide sobre os cibermeios e a desinformação, com a presença de nomes ligados ao IBERIFIER.

 

No dia 15 de dezembro, vão ser conhecidos os vencedores da 14ª edição dos Prémios de Ciberjornalismo. Nas VII Jornadas ObCiber, o público irá decidir quais os melhores trabalhos jornalísticos publicados online. Antes de serem conhecidos os vencedores, ocorrerá um debate, moderado por Hélder Bastos, diretor da Licenciatura em Ciências da Comunicação da Universidade do Porto.

As jornadas ObCiber premeiam a excelência ciberjornalística, contando com um júri diverso e ainda com a votação do público. Este ano realizam-se online, sendo que o período de candidaturas, destinado apenas a trabalhos publicados online entre 1 de setembro de 2020 e 30 de setembro de 2021, terminou no dia 29 de outubro.

Nesta 14ª edição, nomes como o “Observador”, “Público” e “JPN – Jornalismo Porto Net” encontram-se na corrida aos prémios sorteados nestas categorias. O JPN entrou na corrida com a reportagem “Síndrome de Tourette”: Os tiques não os definem”, que incide sobre vários portadores do síndrome e a forma como a sociedade vê e age perante eles.

O debate que ocorre às 14 horas, é transmitido online. Em anos anteriores, já foram discutidos vários assuntos importantes para o ciberjornalismo. Este ano, outros nomes ligados a grandes causas, como o IBERIFIER, trocam ideias antes de serem conhecidos os vencedores dos prémios, às 16h30, também num contexto online.

Cartaz das VII Jornadas ObCiber, in Observatório do Ciberjornalismo

Neste debate estiveram representados o ISCTE-IUL, a agência Lusa e a Universidade de Navarra, ligados ao IBERIFIER. Sabe-se que o observatório “irá criar um observatório para investigar os meios digitais e identificar as ameaças de desinformação”.

Para o professor catedrático do ISCTE-IUL, Gustavo Cardoso, que lidera a equipa portuguesa, o IBERIFIER “representa o nascimento de uma resposta integrada aos desafios da desinformação a partir da Europa, mas com alcance no mundo falante de português e castelhano”.

Após o debate, as atenções voltam-se para os prémios que se dividem em oito categorias, sendo elas “Excelência Geral em Ciberjornalismo”, ” Última Hora”, “Reportagem Multimédia”, “Narrativa Vídeo Digital”, Narrativa Sonora Digital”, “Infografia Digital”, “Ciberjornalismo de Proximidade” e “Ciberjornalismo Académico”.

Na 14.ª edição dos Prémios de Ciberjornalismo a atribuição dos prémios  cabe também ao público, depois do júri ter feito as suas escolhas. As votações decorrem até ao dia 13 de dezembro e podem ser efetuadas através deste formulário.

Margarida Isabel Pereira.

 

 

VII Jornada ObCiber: entrega de prémios e debate sobre desinformação

É já na próxima segunda, dia 13 de dezembro, que as votações para os prémios de Ciberjornalismo 2021 dão por encerradas. Esta 14ª edição da entrega de prémios decorrerá no dia 15 de dezembro, juntamente com um debate, na VII Jornada Obciber.

“Cibermeios e desinformação” – debate da VII Jornada ObCiber.
Foto retirada do site oficial do ObCiber.

A equipa de investigação do observatório do Ciberjornalismo (ObCiber) foi criada em 2008 com o objetivo de examinar a evolução do Ciberjornalismo em Portugal e no Mundo.

Este ano, celebra-se a VII Jornada Obciber com dois eventos: a entrega de prémios de Ciberjornalismo 2021 e um debate que tem como tópico os “Cibermeios e Desinformação”. Este encontro com a presença de um corpo de investigadores e docentes universitários, de diversas nacionalidades.

O evento, que decorrerá em formato online, inicia-se com o debate às 14h00. Quem desejar acompanhar, pode inscrever-se no site da ObCiber, até dia 13 de dezembro. No debate estarão presentes quatro instituições, sendo três delas pertencentes ao IBERIFIER.

Em seguida, para a entrega de prémios de Ciberjornalismo 2021 irão estar presentes 13 membros do júri. Essa segunda parte do evento terá início às 16h30 e conta com um total de oito prémios por atribuir.

Na lista de finalistas dos prémios existem várias categorias, sendo uma delas ciberjornalismo académico em que estão apurados 3 trabalhos. Nesta categoria, está como finalista um artigo da Universidade do Porto sobre a Síndrome de Tourette.

A votação do público permanece aberta até dia 13 de dezembro para qualquer uma das categorias premiadas. Na sessão de prémios serão apresentados os vencedores de ambas as votações, júri e público.

Bruna Jardim

 

Cibermeios e Desinformação em debate nas VII Jornadas ObCiber

A 7.ª edição das Jornadas ObCiber realizar-se-á quinta-feira, 15 de dezembro, pelas 14h30, em formato online. O tema de debate este ano são os “Cibermeios e Desinformação”.

Cartaz das VII Jornadas Obciber

O cartaz oficial das VII Jornadas ObCiber (Fonte: ObCiber)

Divididas em dois momentos oficiais, as VII Jornadas ObCiber seguem o modelo estabelecido em anos anteriores: primeiramente, a começar às 14h30, terá início um debate focado nos Cibermeios e Desinformação, moderado por Hélder Bastos. Este terá a presença de Natália Leal (Agência Lupa), Gonçalo Cardoso (ISCTE-IUL), Ramón Salaverria (Universidade de Navarra) e Luísa Meireles (Lusa).

Seguidamente, decorrerá, pelas 16h30, o anúncio dos vencedores da 14.ª edição dos Prémios de Ciberjornalismo, que podem ser escolhidos mediante votação do júri e do público, entre oito categorias diferentes que englobam diferentes áreas e modalidades do ciberjornalismo, desde o “Última Hora” até ao “Ciberjornalismo de Proximidade”. O júri deste ano engloba membros de várias universidades e institutos superiores portuguesas, espanholas e brasileiras, entre os quais três docentes da Universidade do Porto.

Ao contrário de anos anteriores, as VII Jornadas ObCiber contarão apenas com estes dois momentos: nas V Jornadas Obciber, assistiu-se a uma conferência encabeçada por Pilar Sánchez-Garcia sobre a “essência formativa do ciberjornalismo”.

Entre os participantes do debate, Gonçalo Cardoso, Ramón Salaverria e Luísa Meireles fazem parte de organizações incluídas no IBERIFIER, um observatório criado para investigar e posteriormente identificar as principais ameaças de desinformação.

 

David Pinto

VII Jornadas ObCiber: Conhecidos os finalistas dos prémios

Já são conhecidos os finalistas da 14ª edição dos Prémios de Ciberjornalismo, evento que distingue vários trabalhos em diferentes categorias do ciberjornalismo e que tem data marcada para 15 de dezembro.

Foto: Observatório do Jornalismo

 “Cibermeios e Desinformação” é o tema paras as VII Jornadas do OBCiber, agendadas para 15 de dezembro a partir das 14h00. Os interessados para este evento podem fazer a sua inscrição até ao dia 13 de forma a recebrem o link de acesso uma vez que o mesmo terá o formato online.

São no total 8 categorias diferentes onde haverá um prémio a ser atribuído pelo júri e outro pelo público em cada uma delas. As escolhas dos júris já se encontram encerradas, mas ainda há a possibilidade de o público votar até ao dia 13 de dezembro. Os vencedores serão depois anunciados no dia 15 durante as #7JOBCIBER.

É possível, através do artigo publicado pelo JPN, ficar a conhecer todas as modalidades e finalistas dos prémios de ciberjornalismo e ainda um bocadinho de uma das reportagens nomeadas para a categoria de  Ciberjornalismo Académico.

As VII Jornadas do ObCiber serão ainda marcadas por um debate de Cibermeios e Comunicação que terá a presença de 4 instituições das quais 3 fazem parte da IBERFIER.

Tiago João Lopes