Aquivos por Autor: turma1

SBSR 2020: O início de mais uma década no Meco

O Super Bock Super Rock já está a cozinhar o alinhamento para 2020. Já figuram no cartaz Local Natives, Kali Uchis, Foals e o primeiro headliner, o rapper A$AP Rocky.

Logo após o regresso do festival à Herdade do Cabeço da Flauta (Praia do Meco) para a celebração das “bodas de prata”, a organização anunciou que vão repetir a localização em 2020. Foi, também, na 25ª edição que se deu o regresso de Lana del Rey a terras lusas, voltando a atuar no mesmo palco que há 7 anos e com casa cheia.

Para a próxima edição, o festival volta a afirmar o posicionamento que tem marcado nos últimos anos como anfitrião dos mais recentes nomes famosos do hip hop. O primeiro headliner confirmado é A$AP Rocky, que vai abrir o festival logo no dia 16. O músico esteve no palco principal do Primavera Sound, no Porto, em 2018.

No último dia do SBSR atua Kali Uchis, que, curiosamente, cancelou o seu concerto no NOS Primavera Sound este ano. Também dia 18 atuam os Foals, que foram o primeiro nome do cartaz dado a conhecer ao público. A banda britânica lançou dois álbuns este ano (ou um, dividido em duas partes), intitulados Everything Not Saved Will be Lost – Part I e II, respetivamente. Os Foals estiveram pela última vez em Portugal em 2017, no Festival Paredes de Coura.

A mais recente confirmação são os Local Natives, que são também a primeira confirmação para o Palco EDP. Os norteamericanos lançaram este ano o seu quarto álbum, Violet Street. Em 2017 foram ao palco Heineken do NOS Alive apresentar o seu álbum anterior, Sunlit Youth, de 2016.

O festival SBSR vai voltar ao Meco em julho de 2020, nos dias 16, 17 e 18, para a sua 26ª edição.

 

Carolina Reis

Turma 1, a frequentar Turma 2

Festivais 2020: Música para todos

Primavera Sound 2019 (Foto: Sofia Matos Silva/JPN)

Billie Eilish, Kendrick Lamar, Foo Fighters, Faith No More, Pavement, Idles, Taylor Swift, Khalid, John Legend, Armin van Buuren, Foals, Bad Bunny, Kali Uchis, ASAP Rocky, James Arthur e Lionel Richie são alguns dos nomes já confirmados para os festivais de música de 2020 em Portugal.

Confira os nomes, datas e festivais:

Primavera Sound, Porto, 11, 12 e 13 de junho.

Rock in Rio, Lisboa, 20, 21, 27 e 28 de junho.

Beach Party, Perafita, Matosinhos, 26 e 27 de junho.

VOA, Estádio Nacional, Jamor, Oeiras, 2 e 3 de julho.

Summer Fest, Ericeira, Mafra, 3 e 4 de julho.

Cool Jazz, Cascais, 3 e 25 de julho (outras datas a anunciar).

Alive, Algés, Oeiras, 8, 9, 10 e 11 de julho.

Somnii, Figueira da Foz, 10, 11 e 12 de julho.

SBSR, Meco, Sesimbra, 16, 17 e 18 de julho.

Marés Vivas, Gaia, 17, 18 e 19 de julho.

Carviçais, Torre de Moncorvo, 23, 24 e 25 de julho.

Sudoeste, Zambujeira do Mar, Odemira, 5, 6, 7 e 8 de agosto.

Bons Sons, Cem Soldos, Tomar, datas a anunciar.

Neopop, Viana do Castelo, 12, 13, 14 e 15 de agosto.

Sol da Caparica, Costa da Caparica, Almada, 13, 14, 15 e 16 de agosto.

Paredes de Coura, 19, 20, 21 e 22 de agosto.

Vilar de Mouros, Caminha, 27, 28 e 29 de agosto.

 

Turma 1

John Legend e Lionel Richie com encontro marcado no Cool Jazz

A 17ª edição do festival Cool Jazz está de regresso a Cascais.  Entre os dias 1 e 31 de julho Lisboa recebe  grandes nomes da música soul a nível mundial.

Do coro da igreja para o Hipódromo Manuel Passolo chega o músico norte americano John Legend. Com 20 anos de carreira, 8 álbuns editados e singles de sucesso como “Ordinary People” (Get Lifted), “All of me” e “Love me Now” (Darkness and Light), “Preacher” ou o álbum natalício “A Legendary Chirstmas”, o cantor, produtor, ator e compositor tem encontro marcado com o público do Cool Jazz dia 3 de julho.

A segunda surpresa do cartaz é Lionel Richie. O antigo membro da banda Commodores, vencedor de Oscars, American Music Award e Globos de Ouro e mundialmente conhecido pelos singles “All Night Long” e  “Hello “ atua a 25 de julho e promete ao público uma viagem inesquecível pelo seu vasto reportório musical.

As portas do recinto abrem às 19h00 e os concertos estão marcados para as 20h00. Os bilhetes já estão à venda, com preços que variam entre os 35 e os 75 €.

Para quem gosta de assistir de perto e sem lugar marcado, o festival dispõe das zonas de Plateia em Pé e Bancada sem marcação, onde o valor do bilhete é de 35€.

Para os quem preferem conforto mesmo num festival, as Plateias A e B são as indicadas, com preços de, respetivamente 55€ e 45€.

Para os que gostam de vistas privilegiadas o Cool Jazz oferece os espaços Golden Circle, com um preço de 75€ e as plateias VIP de 65 €.

Como sempre, o público com mobilidade reduzida não ficou esquecido e tem à sua disposição uma zona reservada onde o bilhete é de 35€ para John Legend e 55€ para Lionel Richie.

O resto dos nomes que completam o cartaz são revelados mais em datas mais próximas do festival.

No ano passado, a 16ª edição, que também decorreu em Cascais contou com a presença de bandas como The Roots, Jamie Cullum, Tom Jones, entre outros.

 

 

Festival Super Bock Super Rock 2020: As primeiras quatro confirmações

A próxima edição do SBSR está marcada para os dias 16, 17 e 18 de julho de 2020 na praia do Meco.  A$AP Rocky, Kali Uchis, Foals e Local Natives são os primeiros nomes confirmados.

 

Os confirmações para o festival arrancaram no dia 25 de Novembro, com a confirmação da banda Foals.  A banda de Rock alternativo vai atuar no último dia do festival. O mais recente  album “Everything Not Saved Will Be Lost” dividido em duas partes:  A primeira contém os temas mais populares da banda  Exists  e  In Degrees.  A segunda foi recentemente divulgada pela bando no site 

Entre os restantes nomes já conhecidos destaca-se Kali Uchis, uma artista pop. Kali segue uma vertente mais alternativa de pop e já colaborou com artistas mundialmente conhecidos como Snnop Dogg e Majer Lazer. Os seus temas mais conhecidos são  Get You e  El Ratico ambos nomeados para os grammys.

A banda Local Natives  é a mais recente confirmação. O grupo norte-americano de indie Rock tem para apresentar o seu mais recente album “Violet Street”, do qual fazem parte os êxitos When Am I Gonna Lose You e  Café Amarillo . 

A última edição ficou marcada pela presença de artistas como Lana Del Rey, Disclosure, Projam, Conan Osíris ( vencedor do Festival da Canção), Dino d’Santiago e  Capitão Fausto.

Os bilhetes já estão à venda nos postos oficiais.  Até ao dia 31 de Dezembro o passe geral custa 100 euros e o bilhete diário 50 euros.  Depois deste dia, os precos variam consoante os vários prazos de compra

 

Rui Vieira Cunha

Pavement regressam aos palcos no Primavera Sound 2020

Dez anos depois da sua tour de reunião, os Pavement vão voltar a dar música no palco do Primavera Sound Porto, que se realiza entre os dias 11 e 13 de junho e ainda não tem cartaz anunciado.

 

A 9ª edição do NOS Primavera Sound regressa em junho de 2020 ao Parque da Cidade, no Porto, mas, já antes da edição de 2019 começar, havia um nome confirmado.

Pavement, a mítica banda de rock alternativo que conquistou uma grande legião de fãs nos anos 90, foi anunciada no fecho da versão original do festival, realizada todos anos em Barcelona, uns dias antes da edição portuguesa.

Com o refrão de “Cut Your Hair” como pano de fundo, os 17 palcos do Parc del Fòrum pararam para anunciar a reunião da banda comdois concertos exclusivos em 2020, depois de estarem em hiato desde 2010, quando pisaram o palco do Primavera Sound Barcelona.

Até agora, mais nenhum nome foi anunciado para a versão portuguesa do festival – o cartaz costuma ser revelado todo de uma vez entre dezembro e fevereiro-, mas já se podem fazer algumas previsões baseadas no cartaz da versão espanhola.

Através da rádio oficial do festival, foram anunciados onze nomes, dos quais se destacam Chromatics, uma banda de música eletrónica americana com influências do som Italo Disco; Bikini Kill, que já leva no seu reportório colaborações com Nirvana e Joan Jett; La Favi, artista trap que recentemente lançou o seu novo EP, “Better Off Alone”; entre outros.

Estes nomes podem vir a encher um dos quatro habituais palcos do Primavera Sound Porto, cujos passes gerais encontram-se à venda nos locais habituais. Já não é possível os obter a preços mais baixos, visto que todas as fases, “Pre-Early Birds”, exclusiva a portadores do passe geral de 2019, “Early Birds – 1ª Fase” e “Early Birds – 2ª Fase” já se encontram esgotadas.

Em 2019, Solange, J Balvin e Erykah Badu foram os cabeças-de-cartaz do festival que levou 75 mil pessoas ao Parque da Cidade. No próximo ano, o festival expande-se para os Estados Unidos da América, onde vai fazer a sua estreia em Los Angeles nos dias 19 e 20 de setembro.

Ricardo Jesus Silva

Carviçais: Um Festival para todos

O Festival Carviçais terá, mais uma vez, edição em 2020. É “entre os montes” que a aldeia de Carviçais recebe mais uma vez festivaleiros de todo o país. O encontro tem data marcada para dia 23, 24 e 25 de Julho. 

Por entre terras transmontanas realiza-se desde 1996 o Festival Carviçais, na aldeia que o nomeia, situada no Douro Superior, no concelho de Torre de Moncorvo.

Após 17 edições, foi com grante entuasiasmo que os apaixonados pela música receberam a notícia, na rede social oficial de que haverá uma 18º edição.

O Festival Carviçais destaca-se pela sua multiplicidade de géneros músicais e atividades à parte dos concertos. É na “aldeia do Rock”, que os festivaleiros podem usufruir de uma experiência única: música conjugada com natureza no seu estado mais puro. O festival dispõe também de uma zona de campismo gratuita, situada a 700m do recinto.

Entre concertos e atuações de dj’s, o festival oferece um conjunto de atividade recreativas durante os três dias, de forma a sentir e usufuir do ambiente campeste ao máximo. As atividades são várias: Rally-Tascas, Liga Fifa, Futebol 3×3 e “Gira-Volley”.

Ornatos Violeta, Linda Martini, Quinta do Bill, Mundo Segundo e Amor Electro, são alguns dos muitos nomes que pisaram os palcos em edições passadas. Desde Rock ao hip hop, o Carviçais é um festival para todos.

Aquele que é um dos eventos mais conhecidos do Interior Norte, ainda não tem artistas confirmados para a próxima edição, no entanto as expectativas são altas. Porém há uma certeza antecipada: os festivaleros não dormem e a aldeia também não.

Soraia Amaral

 

Neopop Festival: o melhor techno em Portugal

O Festival Neopop regressa a Viana do Castelo de 12 a 15 de agosto. A 15º edição especial ainda não tem nomes, mas sabemos que o festival é, todos os anos, marcado por talentos da música techno.

 

O Neopop é o mais respeitado festival de música eletrónica de Portugal, realizado no Forte Santiago da Barra, na cidade de Viana do Castelo.

Todos os verões, o festival convida uma programação repleta de alguns dos talentos mais emocionantes do underground ao norte do país, para três dias de festa e apreciação musical.

Com apresentações ao vivo e conjuntos de DJs, o Neopop tornou-se num festival para fãs de techno em todo o continente, procurando experimentar os seus sons favoritos num belo cenário histórico, junto ao porto de Viana.

A 15º edição terá lugar nos dias 12, 13, 14 e 15 de agosto.

 

Destaco os três artistas principais da edição passada (7 a 10 de agosto de 2019).

2Jack4U atuaram dia 8 no palco ANTI. São o projecto de Acid Mary e Jack Drop, o casal que tem estado a percorrer palcos por todos o país nos últimos três anos. Rodeados de máquinas e sintetizadores analógicos, a dupla trabalha para expandir a consciência de quem os rodeia através do mais puro e arrebatador Acid House.

Amelie Lens atuou dia 9 no palco NEO. Tem vindo a figurar nos maiores eventos internacionais, impressionando pela forma como conjuga um techno de um passado distante com as últimas tendências, com baixos pesados e batidas despojadas, levando-nos a ser contagiados pela sua imensa energia em palco.

Ben Klock atuou dia 10 no palco NEO. Hoje, Berlim é referenciada como a a cidade sagrada do techno e são milhares que acorrem todos os anos à cidade em busca do hedonismo prometido. Como residente da discoteca Berghain, desde a sua abertura, o artista ajudou a definir a linha musical do clube, assim como a da cidade, com longas séries de um techno arrebatador.

O festival teve espaço em três palcos Palcos: NEO, Anti, e também no Teatro Sá de Miranda, o teatro municipal a cidade.

 

Os bilhetes antecipados para 2020 já estão disponíveis. O Passe 4 dias está por 80€ e o Passe Plus por 175€.

 

Francisca Valentim

 

 

Bons Sons: Uma aldeia, dez palcos e muita música portuguesa

O Festival Bons Sons nasceu em 2006, na aldeia de Cem Soldos, Tomar, como uma janela para a música portuguesa atual. Organizado pela associação cultural local SCOCS, o festival reveste-se de um espírito comunitário que dita, desde o início, uma identidade única.

Afastando-se de festivais de grande dimensão, cujo foco principal está nos concertos, o Bons Sons oferece uma oportunidade única de “viver a aldeia”, onde os festivaleiros podem partilhar experiências, momentos e tradições, além palco, com as gentes que lá vivem. Durante quatro dias, Cem Soldos conta com concertos, exposições, performances de dança, workshops, curtas-metragens entre inúmeras outras atividades.

O festival já contou com dez edições e 327 concertos que deram vida aos dez palcos integrados nas várias ruas, praças, largos, igreja e até garagens e lagares de Cem Soldos.

Em 2019, o Festival abriu portas a grandes nomes da música portuguesa, como Diabo na Cruz, Três Tristes Tigres, Júlio Pereira e Dino D’ Santiago. E, como um dos motes do festival assenta na divulgação de projetos emergentes nacionais, os festivaleiros puderam assistir, também, a concertos de grupos como Vozes Tradicionais Femininas e Pequenas Espigas.

O festival Bons Sons regressa a Cem Soldos, em 2020. Os dias e cartaz ainda estão por anunciar, mas já é possível avançar que se avizinha mais uma edição que mostra que a música portuguesa está viva e merece ser ouvida.

Inês Sofia Pereira

O que foi o Alive em 2019?

O Passeio Marítimo de Algés, em Lisboa, recebeu nos dias 11,12 e 13 de Julho, a 13ª ediçao de um dos maiores festivais de verão do país. O cartaz foi recheado de artistas de várias partes do mundo, entre os quais The Cure, Jorja Smith, Vampire Weekend e The Chemical Brothers.

Fundado em 2007 o festival de verão conta já com seis palcos que recebem todo o genéro de artistas. Desde rock, música eletrónica, stand up comedy, música portuguesa e fado.

Mais de 60 artistas marcaram a sua presença no Alive em 2019. The Smashing Pumpkins, Bon Iver, Tash Sultan, Cut Copy, Gavin James, Rolling Blackouts Coastal Fever, são apenas alguns dos nomes que pisaram os palcos. Os artistas portugueses não faltaram e marcaram também a sua presença. Ornatos Violeta, Linda Martini, Dillaz e Plutónio, foram alguns dos artistas que atuaram.

The Cure fizeram a abertura do festival. A banda britânica de movimento gótico e género pós-punk era um dos nomes mais esperados da edição.

Resultado de imagem para alive 2019                                                                                                                                          Foto: Book Festival

Comédia não faltou e vários foram os espetáculos protagonizados por nomes da comédia portuguesa. Fernando Rocha,  Ena Pá 2000, Carlos Coutinho Vilhena, Jel, Eduardo Madeira & Manuel Marques, Nilton, Diogo Faro, foram alguns dos nomes portugueses que subiram ao Palco Comédia. A comédia internacional também marcou presença através de Andrew Lawrence.

A edição de 2020  vai acontecer entre os dias 8 e 10 de Julho e já conta com várias confirmações. Os bilhetes já estão à venda.

 

Marés Vivas já tem dois artistas confirmados para 2020

James Arthur e Liam Payne são as mais recentes confirmações para o MEO Marés Vivas do próximo ano. 

O ex-membro dos One Direction, Liam Payne, foi o primeiro confirmado do cartaz, com atuação marcada para o segundo dia do festival, a 18 de julho. Pouco tempo depois, foi revelado que também James Arthur vai pisar o palco do Marés, no dia 17 de julho.

A 14ª edição do festival vai decorrer nos dias 17, 18 e 19 de julho, em Vila Nova de Gaia. Dada a incerteza por parte da organização de continuar na mesma zona, ainda não existe a confirmação do espaço.

Os bilhetes já estão disponíveis e os preços variam entre os 38€ e os 180€.

  • Bilhete diário – 38€
  • Bilhete diário VIP – 70€
  • Passe geral – 70€
  • Passe geral VIP – 180€

Até ao momento, ainda não são conhecidos os restantes artistas que vão fazer parte do cartaz de 2020.

À semelhança dos anos anteriores, o funcionamento do Recinto está estipulado entre as 16h e as 04h. 

Telma Brochado