Acabou a novela: Cristiano Ronaldo deixa Manchester United

Após vários meses de conflitos e dissabores, chegou ao fim o regresso agridoce do filho pródigo. Esta terça-feira, o clube inglês anunciou a saída por “mútuo acordo”, de Cristiano Ronaldo.

Foto: Michael Regan/Getty Images

Num comunicado oficial, o Manchester United anunciou a rescisão do contrato de Cristiano Ronaldo por “mútuo acordo” e com efeito imediato.  “O clube agradece-lhe a sua enorme contribuição nos dois períodos em que esteve em Old Trafford, marcando 145 golos em 346 jogos e deseja-lhe a si e à sua família tudo de bom no futuro” escreveu o clube britânico.

O capitão da seleção portuguesa reagiu poucos minutos depois, com uma mensagem nas redes sociais. “Adoro o Manchester United e adoro os adeptos, isso nunca vai mudar. Porém, parece-me ser o momento correto para seguir um novo desafio” disse Ronaldo.

Era sabido que a relação entre o jogador e o clube não se encontrava nos melhores termos e este divórcio surge dois dias após uma entrevista polémica de Cristiano Ronaldo. À conversa com Piers Morgan, o internacional português afirmou: “Não tenho respeito por Eric Ten Hag porque ele não tem respeito por mim”. Para além das críticas duras ao treinador, também se mostrou descontente com o funcionamento atual do clube, afirmando que não viu “qualquer tipo de progresso no clube desde que regressou”.

Pela primeira vez na carreira, Cristiano Ronaldo é agora um jogador livre. Com o Mundial agora pela frente, começam a surgir cada vez mais questões sobre o possível futuro do capitão da seleção.

Deixe as suas opiniões sobre a novela de Cristiano Ronaldo: up202105381@up.pt

Afonso Leite