Arquivo mensal: Setembro 2022

Festival Post Punk Strikes Back Again regressa ao Porto em setembro

Nos dias 24 e 25 deste mês, o Hard Club abre as portas à 4ª edição do festival.

Imagem: bol.pt

Após dois cancelamentos devido à pandemia em 2020 e 2021, dez grupos confirmaram a presença no Post Punk Strikes Back Again. Ist Ist, Bärlin, Fabricators, Crows e Varsovie sobem ao palco no primeiro dia de festival. Já o dia 25 contará com Then Comes Silence, Talk To Her, Plastic People, Bullet Girl e Hallan.

O festival teve mudanças para este ano. De acordo com Jorge Coelho, o Post Punk Strikes Back Again traz agora uma mescla de músicos do género Post Punk, gótico e eletrónico para atrair um público amplo. Nesta edição, pela primeira vez, serão dois dias de concertos no Hard Club.

Segundo Coelho, a sala 2 está quase esgotada e espera-se um grande número de pessoas. O passe para os dois dias de festival custam 50 euros e os diários 30. Os bilhetes podem ser comprados online e os adquiridos anteriormente mantêm-se válidos.

Confira abaixo mais detalhes da organização do evento.

 

Luísa Carmo

 

O festival Post Punk Strikes Back Again está de regresso para a sua 4ª edição

O festival Post Punk Strikes Back Again vai decorrer entre os dias 24 e 25 de Setembro de 2022, no Hard Club, no Porto, depois do intervalo que sofreu devido à pandemia da Covid-19. Conheça que bandas irão atuar, quais as novidades e parte do processo criativo por detrás do festival.

Fonte: Bol


Após a sua última edição em 2019, o festival Post Punk Strikes Back Again 2022 voltou e agora são dois dias de entretenimento, cada um com seis bandas. Segundo o toupeiras.com as bandas que irão atuar no primeiro dia serão os Ist Ist, Bärlin, Fabricators, Crime &amp, The City Solutione, por fim, Varsovie. Por sua vez, no segundo, nomes como Then Comes Silence, Talk To Her, Plastic People, The Glass Beads e Hallan é que irão se encontrar nos palcos do Hard Club.

De acordo com a entrevista realizada pelo Global News a Jorge Coelho conhece-se qual foi o critério especial para a seleção das bandas. Primeiramente, pretendia fazer algo engraçado que constituía num dia atuar bandas só com homens e no outro bandas só com mulheres. Uma segunda ideia foi tentar arranjar duas bandas já conhecidas da década de 80 para o primeiro dia e no segundo agendar bandas de carácter post-punk de diversos géneros. Este ano existem, em ambos os dias, bandas com grande nome e que Jorge Coelho acredita que são o motivo pelo qual os bilhetes andam a vender “razoavelmente bem”, mas afirma que possivelmente irão haver surpresas que serão as bandas com os nomes não tão conhecidos. Os horários mantém-se como as edições passadas começando por volta das 18 horas, havendo um intervalo entre a 3ª e 4ª bandas para se comer algo e “respirar”. Os bilhetes diários custam 30 euros enquanto o passe geral custa 50 euros.

Jorge pede ainda compreensão perante as bandas e também com o espaço e a equipa, uma vez que as condições em que se vive atualmente não são as melhores e, por isso, deve haver entendimento para se poder continuar a realizar o festival no futuro.

Inês Carvalho

O melhor da música Punk está de volta

O festival Post Punk Strikes Back Again está de regresso para a sua 4ª edição!

Facebook: Post Punk Strikes Back Again

O Porto volta a acolher, dois anos depois, o festival Post Punk Strikes Back Again nos dias 24 e 25 de setembro de 2022, no Hard Club do Porto.

Tendo sido interrompido em 2020 e 2021 por causa da pandemia, o festival traz para o seu cartaz 12 bandas internacionais, nomeadamente a Crime + City Solution e a Then Comes Silence. Os Crows e os Bullet Girl foram incluídos no cartaz, mas as suas atuações foram posteriormente canceladas, devido a problemas no transporte desde os EUA.

Outros nomes em destaque no alinhamento deste ano são os Varsovie e os Plastic People, que prometem trazer o melhor da música Punk.

Os pontos de vendas para os passes diários ou gerais são a BOL, a Fnac, os CTT e a Worten.

O seu contacto oficial para esta edição é attherollercoaster@gmail.com.

YouTube: Post Punk Strikes Back Again 2022

Sofia Moreira

O Post Punk Strikes Back Again está de regresso ao Porto

O festival de música regressa com a 4ª edição no Hard Club do Porto, já nos próximos dias 24 e 25 de setembro.

Este evento que se viu como muitos outros cancelados nos últimos dois anos de pandemia volta este ano com dois dias de concertos a não perder.

O cartaz lançado inicialmente contava com 12 bandas internacionais, mas na passada terça-feira a organização informou que duas destas, Crows no dia 24 e os Bullet Girl no dia 25, não conseguiriam vistos para viajar.

No primeiro dia o público pode contar com a presença das bandas Varsovie, Fabricators, Bärlin, Crime + City solution e ainda IST IST. Já no dia 25, domingo, atuam os The Glass Beads, Hallan, Plastic People, Talk to Her e por último Then Comes Silence.

Os bilhetes podem ser adquiridos nas bilheteiras habituais como a BOL, FNAC, CTT e Worten e em formato físico old school em Bunker Store, Piranha, Tubitek.

A organização informou que a abertura de portas se realiza a partir das 18h e os horários dos concertos podem ser consultados no Facebook do festival de música. A Global News entrevistou Jorge Coelho, da organização, para saber tudo sobre o festival.

Cartaz- Post Punk Strikes Back Again – Facebook

Joana Amarante

Mesmo com imprevistos, festival Post Punk Strikes Back Again retorna aos palcos portuenses para a sua 4a edição no próximo final de semana.

Evento acontecerá novamente no Hard Club e teve o cancelamento de duas bandas na semana da realização.

Pode ser uma imagem de ‎texto que diz "‎CRIME CM வாரப்ோம் 10LL004 מסנחנה ION HLASSREADS 超星照 KUIIHER 25 :09:22 APOΙO ISTIST IST IST 24:09:22 241:09:22 POSI PUNK rollercoaster at atthe the STRIKES FS hard STI apresenta BA club do AGAIN TERITEK porto LFOIS ላዶ MUSICAENDX 'seká oul lo] MÚSICAENDX SBSR FM HARD HARD 21A 神門rar พ.‎"‎

O evento conta com um total de dez bandas internacionais. Foto: Divulgação do Evento.

Dentre os festivais a acontecer na cidade do Porto no próximo sábado (24) e domingo (25), está a 4a edição do festival Post Punk Strikes Back Again. O evento, que promete shows de bandas internacionais de extrema qualidade, retorna ao Hard Club depois de três anos por conta da pandemia de COVID-19. No entanto, além dos imprevistos causados pela pandemia, teve que lidar com o cancelamento de última hora por parte de duas bandas.

O festival, que contaria inicialmente com a presença de doze artistas, anunciou na última terça (20), em sua página do Facebook, o cancelamento dos shows da banda inglesa Crows e da irlandesa Bullet Girl. O motivo do cancelamento deu-se ao facto de os membros dos grupos não terem conseguido vistos para se apresentar em Portugal. Ainda assim, na mesma nota, a organização do evento garantiu que “Está tudo preparado para dois dias de celebração e não serão estas duas baixas que vão retirar força ao cartaz”.

Detalhes de como o festival correrá são divulgados em entrevista à Global News

A abertura de portas do Hard Club está marcada para as 18:00 em ambos os dias, com os concertos marcados para iniciarem às 18:30. Informações como o line up completo, com os horários e artistas a se apresentar, onde encontrar bilhetes para assisti-los e preços são possíveis de serem encontrados através da página do Facebook do festival Post Punk Strikes Back Again.

Post Punk Strikes Back Again de regresso à Invicta

O Post Punk Strikes Back Again está de regresso este ano para a sua 4ª edição, após o cancelamento das edições de 2020 e 2021 devido à pandemia. Irá realizar-se nos dias 24 e 25 de setembro no Hard Club na cidade do Porto.

O festival de música Punk vai finalmente regressar à cidade Invicta após 2 anos de ausência e as expectativas tanto dos fãs como da organização serão, certamente, elevadas para este regresso. Uma das principais atrações é a banda inglesa IST IST que é cabeça de cartaz para o primeiro dia do evento. Um dia que conta ainda com: Crime & the City Solution, Bärlin, Fabricators e Varsovie. Já no domingo, segundo e último dia de festival, a banda formada em 2012 na Suécia Then Comes Silence é o principal motivo para os amantes da música punk se deslocarem até ao Hard Club. Até ao concerto principal, podem ainda ouvir nomes como: The Glass Beads, Hallan, Plastic People, Talk To Her.
A organização do Post Punk Strikes Back Again anunciou, na sua página de facebook, que duas das bandas que estariam presentes no festival (Crows e Bullet Girl) foram impossibilitadas de viajar por não ter conseguido visto. A mesma fonte lamenta que esta seja uma situação recorrente na Europa e nos Estados Unidos em 2022.
As portas do Hard Club abrem às 18h, e os primeiros concertos estão marcados para as 18h30.

Cartaz

Quem estiver interessado em saber tudo sobre esta edição do Post Punk Strkes Back Again pode ver a entrevista a Jorge Coelho da organização.

João Domingues

O Post Punk está de volta ao Porto

O Festival Post Punk Strikes Again está de regresso para a sua 4ª edição. Após ter estado dois anos parado devido à pandemia, o evento vai regressar ao Porto, mais precisamente ao Hard Club, nos dias 24 e 25 de setembro e promete começar o outono da melhor maneira.

Fonte: Bol

Após o enorme sucesso da última edição, que ocorreu em 2019, era expectável que o Post Punk Strikes Back Again fosse regressar à cidade invicta. O festival destaca-se muito pela diversidade e qualidade dos artistas apresentados e acaba sempre por ser uma experiência memorável, tanto para os artistas como para o seu público fiel. A expectativa já estava em alta após a última edição e o cartaz certamente que ajudou a este entusiasmo dos fãs. O quarteto britânico IST IST está de regresso, depois de já ter marcado presença na edição anterior e espera replicar o êxito que teve na mesma. OS Hallan são outro grupo britânico que faz parte do cartaz e são uma jovem e dramática banda post-punk, que tem vindo a conquistar vários fãs locais. O grupo sueco Then Comes Silence, promete juntar um pouco de experiência a um cartaz tão jovem e irreverente.

Os bilhetes diários custam 30 €, no entanto, é possível obter um passe geral para os dois dias por 50 €.

De modo a compreender melhor a estrutura e organização do festival recomenda-se ouvir a entrevista a Jorge Coelho, membro pertencente à organização.

Afonso Leite

MIMO Festival está de regresso, agora na cidade Invicta

Após quatro edições em Amarante, o festival MIMO estreia-se este fim de semana (23, 24 e 25 de setembro), no Centro Histórico da cidade do Porto.

Mimo Festival, 2022

Os três dias do festival, de entrada livre, oferecem mais de sessenta atividades, desde concertos, sessões de cinema, workshops, palestras e voluntariado com inscrição prévia, vídeo mapping/arte, espaços abertos ao debate e reflexão, e, ainda conta com “Chuva de Poesia”, que se realizará na tão conhecida Livraria Lello.

Mimo, no site oficial, revela o seu compromisso em trazer para todas as suas edições, o maior número de artistas, que integrem os mais distintos estilos musicais, de modo a ir ao encontro aos diferentes interesses de seus espetadores. A diversidade vai desde  o estilo clássico ao mais alternativo, passa pela música portuguesa, brasileira, pelo jazz e eletrónica.

No entanto, a variedade não se prende apenas aos concertos. Mimo, desde que começou a sua atividade em 2004 no Brasil, e em 2016 anualmente em Portugal, que usufrui como palco das apresentações “diferentes cenários das cidades históricas por onde passa, desde o interior de igrejas seculares até jardins, praças e museus do local.” (fonte: Site Oficial Mimo). A Invicta não é exceção. O pátio do Museu de História Natural e da Ciência, a Reitoria, o coreto do jardim da Cordoaria, o passeio das Virtudes e a Igreja de São Bento da Vitória são alguns exemplos dos locais escolhidos pelo festival.

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, afirma que se tratará do “maior evento de música do mundo que a cidade já recebeu”, e espera que seja o “acontecimento cultural mais marcante da cidade” (fonte: Amarante Magazine)

Entre os destaques, alguns dos nomes que marcam presença este fim de semana, estão Plínio Fernandes, Valentina Lisitsa, Gileno Santana, VJ Astronauta Mecanico e Thiago Montano, DJ Farofa, Mário Lúcio & os Kriols, Chico César, Asa, Rey Lema, entre muitos mais nomes.

Para mais informação acerca do festival, o cartaz na íntegra, assim como as inscrições para as atividades mais vocacionadas com as artes, encontram-se no site oficial do festival Mimo.

Mafalda Pereira

 

 

MIMO Festival com nova casa

Em 3 dias gratuitos, de 23 a 25 de Setembro, está de volta o MIMO Festival em estreia na cidade invicta.

Quando em 2016 surgiu em Amarante, o festival tornou-se num evento que não só fazia sucesso no Brasil como mais recentemente no norte do país. Depois de ter sido obrigado a fazer uma pausa devido à pandemia, estreia-se na cidade do Porto com um cartaz que sacia a saudade dos aficionados.

Vídeo de anúncio do cartaz: https://youtu.be/KQlsst5bklM

De entre todos os artistas convidados, saltam à vista aqueles que perfilam este cartaz na parte superior pela sua relação já existente com o festival como pela sua notoriedade no panorama musical. Os brasileiros Emicida e Chico César dois artistas já à muito consagrados e ambos símbolos dos seus estilos. A cantora e compositora franco-nigeriana Asa que traz a esta edição o seu novo álbum “V”, uma figura do afrobeat nigeriano. O pai da rumba congolesa, Ray Lema, acarinhado pela sua inovação e criatividade no panorama musical africano. O realizador e Dj inglês  Don Letts promete explodir o palco do MIMO com as suas combinações musicais. Entre estes artistas estão muitos outros que certamente te podem interessar na altura de equacionares a tua presença e para isso confere o cartaz completo no cartaz.

Fonte: MIMO Festival 2022

Fonte: MIMO Festival 2022

Para além da música a pluralidade de estilos e culturas características do festival volta a vir à tona e o MIMO encerra os concertos de verão na cidade do Porto com: concertos, dj sets, sound systems, workshops, palestras, videoarte, tecnologia dedicadas à Amazónia, entre outros que na totalidade vão pautar a cidade invicta com mais de 60 actividades em apenas 3 dias.

Para ficares a saber toda a proposta oficial da organização do festival consulta https://mimofestival.com/portugal/mimo-festival/

O MIMO vai cumprir este grande número de actividades e actuações que se irão espalhar pelo centro histórico da cidade do Porto, dentre os vários locais escolhidos pela organização estão: o Jardim da Cordoaria, o Palácio de Cristal, o Jardim das Virtudes, a Reitoria da UP entre muitos mais locais emblemáticos da cidade que pelas suas belezas natural e arquitectónica encaixam com o conceito do evento.

Informações para ti que estás a pensar ir ao MIMO FESTIVAL aqui: https://www.festivais.pt/Festivais-2022/Mimo-Festival-Porto.html

No vídeo colocado pela organização, vemos não só um panorama daquilo que nos poderá trazer o MIMO 2022 mas também a conjugação feita nesta edição com a arte, os artistas, o público e a cidade.

Veja o vídeo em: https://youtu.be/YvKL5umWpvA

O MIMO Festival traz novamente a Portugal, desta vez no Porto, a sua habitual pluralidade e diversidade de estilos, culturas e actividades que prometem muito aos aficionados deste festival que voltam após a pandemia ao seu festival de eleição!

 

Luís Filipe Borges Lopes

Fontes: MIMO Festival 2022, http://festivais.pthttp://echoboomer.pt

Festival Mimo estreia-se no Porto de 23 a 25 de setembro

O festival Mimo está de volta nos dias 23, 24 e 25 de setembro, mas desta vez vai dar, pela primeira vez, mais música às ruas do Porto.

Nesta primeira edição pós pandemia, o evento estará espalhado pelo centro histórico da Invicta, tendo como principais palcos o Largo Amor de Perdição, o Jardim da Cordoaria, a Reitoria da Universidade do Porto, o Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto, o Passeio das Virtudes, o Palácio de Cristal e as Igrejas do Carmo, dos Carmelitas Descalços, de São José das Taipas, de Nossa Senhora da Vitória e de São Bento da Vitória.

O festival que se pauta pela diversidade artística e a fácil acessibilidade, é totalmente gratuito e para além da música, conta também com muitas outras atividades como workshops, palestras, vídeo mapping e videoarte, soundsystem, atividades tecnológicas e a já conhecida “Chuva de Poesia” (desta vez, na Livraria Lello). Entre a sua vasta programação, o Mimo promove também um “Fórum de Ideias”, um espaço dedicado ao debate e à reflexão sobre a arte e as diferentes expressões culturais.

No cartaz figuram nomes como Asa, Emicida, Chico César, a pianista ucraniana Valentina Lisitsa e o indiano Nishat Khan. Há também artistas portugueses como Branko, Pedro Burmester & Quarteto de Cordas de Matosinhos, Maria João & Mário Laginha, “Mulheres que Fazem Barulho” (Ana Deus, Lena D’água, Anabela Duarte, Sandra Baptista, Mitó Mendes, Carolina Brandão e Marta Abreu), entre muitos outros.

(via Facebook oficial Festival MIMO)

O último dia do festival (25), vai ser também dedicado ao cinema, com a passagem do documentário Rebel Dread, do cineasta e músico Don Letts, pelas 15h30 na Reitoria da Universidade do Porto.

Sendo um festival com uma grande ligação à cultura brasileira, o Mimo conta, nesta edição, com um espaço reservado à Amazónia. Na “Casa Comum Amazónia” decorrerão várias palestras e outras atividades guiadas por artistas oriundos desta região do Brasil. Para além de promover a arte, esta iniciativa visa igualmente motivar a reflexão sobre a responsabilidade social de todos os cidadãos acerca dos grandes problemas ambientais.

Lu Araújo, criadora do festival, considera esta edição como “o concretizar de um sonho” e confessa que o Porto era um destino onde há muito idealizava levar o seu evento. A diretora destaca ainda que esta se trata de uma iniciativa que prima pela sustentabilidade e tem como principais valores a diversidade, a igualdade e a acessibilidade.

Criado no Brasil em 2004 e com 54 edições, o Mimo já passou por cidades como Amarante, Glasgow, Olinda, Rio de Janeiro, Recife e São Paulo.

Por: Luísa Capucho