Polícia Judiciária realiza buscas por fraude e desvio de subsídios

As seis operações, realizadas no norte do país, estiveram destinadas à recolha de provas por crimes de fraude no valor aproximado de nove milhões de euros.

De acordo com o comunicado da polícia judiciária (PJ), o objetivo das buscas, realizadas no âmbito de inquérito titulado pelo Ministério Público – DCIAP, era a obtenção de evidências de crimes na obtenção de subsídios, fraude fiscal qualificada e branqueamento.

As operações foram efetuadas através da Diretoria do Norte em diversos lugares, uma num escritório de advogado e as outras em habitação  e em empresas. Os procedimentos tiveram lugar em várias cidades nas áreas de Águeda, Caminha, Guimarães, Matosinhos e Porto.

A investigação incluiu projetos de investimento de fundos no quadro do Acordo de Parceria “Portugal 2020”. O inquérito teria sido acionado com participação dos crimes manifestados pela Agência para o Desenvolvimento e Coesão, IP.

As buscas contaram com a participação do magistrado judicial e do Ministério Público, além de sete inspectores e peritos da Autoridade Tributária e Aduaneira e das áreas de financeira e informática da Pj, informou o comunicado da instituição.

Por Natalia Vásquez.