PJ investiga fraude no valor de nove milhões de euros

A Polícia Judiciária realizou seis buscas por crimes de fraude, desvio de subsídio e branqueamento no Norte do país.

 

A Polícia Judiciária informou esta sexta-feira (22) que as buscas foram realizadas num escritório de advogado e em habitação e empresas, nas regiões de Águeda, Caminha, Guimarães, Matosinhos e Porto. 

Em comunicado, a PJ refere que as buscas, feitas em contexto de inquérito titulado pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), destinavam-se a encontrar provas de crimes de fraude na obtenção de subsídio, fraude fiscal qualificada e branqueamento, a rondar os nove milhões de euros. 

A investigação começou com a denúncia da Agência para o Desenvolvimento e Coesão e engloba investimentos do Acordo de Parceria “Portugal 2020”, menciona o mesmo comunicado.

As buscas tiveram a cooperação do magistrado judicial e Ministério Público, inspetores e peritos das áreas de informática e financeira da Polícia Judiciária e sete inspetores da Autoridade Tributária e Aduaneira. 

Beatriz Ferreira Aparício, T4