Legislativas 2022: PS conquista maioria absoluta

António Costa foi reeleito Primeiro-Ministro, na qualidade de líder do Partido Socialista, que obteve a maioria absoluta dos votos. 

Fonte: EPA/ Miguel A. Lopes 

De acordo com os dados do Ministério da Administração Interna, o PS foi o partido mais votado em todos os círculos eleitorais, à exceção da Região Autónoma da Madeira, mas foi na capital que adquiriu o maior número de mandatos (21).

Em Lisboa, o PS e o PSD conseguiram mais um mandato, em relação às eleições anteriores. A grande alteração nos resultados eleitorais do distrito passou pela ascensão dos partidos IL e Chega, que se tornaram na terceira força política da capital (com 4 mandatos cada um), ultrapassando o BE e o PCP, que haviam conquistado o dobro dos mandatos, em 2019.

Neste círculo eleitoral, destaca-se a perda de força política do PAN, que obteve menos um mandato em relação a 2019, assim como do CDS que perdeu os seus 2 mandatos e obteve o pior resultado de sempre do partido, numas eleições legislativas.

Resultados 2019 / Ministério da Administração Interna

Resultados 2022 / Ministério da Administração Interna

 

 

 

 

 

António Costa assume que a maioria absoluta conquistada pelo PS é “uma grande responsabilidade”, mas garante que “uma maioria absoluta não é o poder absoluto, não é governar sozinho”.

O atual Primeiro-Ministro assegura que “será necessariamente uma maioria de diálogo” e promete promover “reuniões com todas as forças políticas, com a exceção daquela que disse que não faz sentido consumir tempo de diálogo”.

Maria Leonor Coelho