VII Jornadas ObCiber: “Cibermeios e Desinformação” são o principal destaque

As VII Jornadas ObCiber decorrem no dia 15 de dezembro, onde são eleitos os melhores trabalhos digitais do ano. O mote “Cibermeios e Desinformação” é o principal foco do evento.

Cartaz oficial das VII Jornadas ObCiber

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Numa iniciativa do ObCiber (Observatório de Jornalismo) da Universidade do Porto, vai decorrer a 14ª edição dos Prémios de Ciberjornalismo, que premeia o que de melhor se faz no jornalismo online. Os nomeados para as oito categorias já são conhecidos e o público pode votar até 13 de dezembro, neste link.

O evento exclusivamente online tem como principal destaque o tema de “Cibermeios e Desinformação”. O início está previsto para as 14h, começando com um debate temático moderado por Hélder Bastos, professor da Universidade do Porto, e conta com a presença de Natália Leal (Agência Lupa), Gonçalo Cardoso (ISCTE-IUL), Ramón Salaverria (Universidade de Navarra) e Luísa Meireles (Lusa).

O ISCTE, a Universidade de Navarra e a LUSA integram o IBERIFIER, que faz parte do Observatório Europeu dos Media Digitais da Comissão Europeia.

Seguindo o modelo de anos anteriores, a entrega de prémios ocorre logo depois do debate, prevista para as 16h. Os vencedores são escolhidos por um conjunto específico de jurados, bem como pela audiência, contando com as seguintes categorias: Excelência Geral em Ciberjornalismo, Última Hora, Reportagem Multimédia, Narrativa Vídeo Digital, Narrativa Sonora Digital, Infografia Digital, Ciberjornalismo de Proximidade e Ciberjornalismo Académico.

reportagem multimédia do JPN dedicada à Síndrome de Tourette: Os tiques não te definem encontra-se entre os três finalistas da categoria de Ciberjornalismo Académico.

Por Carlota Carvalho