VII Jornadas Obciber: Cibermeios e Desinformação são o destaque este ano

A 7.ª edição das Jornadas ObCiber vai acontecer em formato online, já no próximo dia 15 de dezembro, pelas 14h00. O evento, que tem como foco principal o tema dos “Cibermeios e Desinformação”, irá contar com um debate, bem como a entrega dos Prémios do Ciberjornalismo de 2021.

Cartaz oficial das VII Jornadas ObCiber

Organizada pelo Observatório de Ciberjornalismo, a iniciativa surge com base no trabalho do ObCiber, o núcleo de investigação da Univesidade do Porto, que investiga o Ciberjornalismo quer em Portugal quer no Mundo.

Com o foco debruçado sobre o tema da desinformação dentro do jornalismo online, as VII Jornadas ObCiber serão divididas em dois principais momentos, seguindo assim o modelo previamente estabelecido nos anos anteriores. O primeiro debate, com inicio às 14h00, será moderado pelo professor Hélder Bastos, e contará com a participação de Ramón Salaverria, catedrático da Universidade de Navarra e líder do projeto Iberifer, que tem como propósito investigar e monitorizar as ameaças da desinformação nos cibermeios de Espanha e Portugal, e que fará parte do European Digital Media Observatory.

Estarão ainda presentes Gustavo Cardoso, sociólogo e professor do ISCTE (Instituto Universitário de Lisboa), Natália Leal, jornalista da Agência Lupa, e Luísa Meireles, diretora de informação da agência Lusa. ISCTE e a agência Lusa também fazem parte do projeto Iberifer.

Em seguida, pelas 16h30, decorrerá a 14º edição dos Prémios do Ciberjornalismo, onde serão premiados os melhores trabalhos de ciberjornalismo de 2021. Os finalistas para as oito categorias, que englobam diversas áreas do ciberjornalismo, desde “Excelência Geral em Ciberjornalismo” até  “Ciberjornalismo Académico”,já são conhecidos e as votações estarão abertas até dia 13 de dezembro.

Na categoria de “Excelência Geral em Ciberjornalismo“, estão presentes como finalistas o “Observador” , o “Público”” e a “Rádio Renascença”. Os três marcam também presença como nomeados para finalistas de outras categorias.

Na categoria de “Ciberjornalismo Académico”, um dos três finalistas é uma reportagem do JPN,  “Sindrome de Tourette: os tiques não os definem”, da autoria de Ana La-Salete Silva, Leonor Hemsworth, Miguel Freitas e Rui Vieira Cunha.

Os nomeados para cada uma das oito categorias podem ser consultados no site da ObCiber.

A inscrição para participar no debate estará aberta até ao dia 13 de dezembro.

Filipa Chantal Leite