Metro do Porto paralisada no dia 7 de dezembro devido a greve do Sindicato dos Maquinistas

No dia 7 de dezembro (terça-feira), o serviço da Metro do Porto encontrar-se-á indisponível devido à greve do Sindicato dos Maquinistas (SMAQ).

Foto: Metro do Porto

 

 

 

 

Depois de uma paralisação de quase 100% no dia 3 de dezembro, o Sindicato dos Maquinistas  convoca novamente uma greve para o dia 7 de dezembro (terça-feira) com uma paralisação que não garante os serviços mínimos na empresa Metro do Porto.

Em comunicado, a Metro do Porto afirma que “a capacidade de transporte estará limitada, estando a ser desenvolvidos todos os esforços no sentido de minimizar os impactos”, já que todas as linhas não irão funcionar, com exceção da linha amarela e no tronco comum das linhas entre as estações Senhora da Hora e Estádio do Dragão com circulações pontuais.”

No dia 7 de dezembro (terça-feira), uma vez que se realizará um jogo para a Liga dos Campeões no Estádio do Dragão, a estação junto aos estádio irá estar estar encerrada por motivos de segurança.

Como forma de diminuir os prejuízos causados aos clientes, o serviço de transportes disponibiliza um transporte alternativo via autocarro nos segmentos da linhas vermelha e verde. Os mesmos estarão disponíveis entre as 6h00 e a 1h00 para clientes com títulos Andante entre a Póvoa do Varzim (Linha Vermelha), com paragens nas estações da Póvoa, Vila do Conde e Senhora da Hora e no segmento entre o Fórum Maia e ISMAI (Linha Verde) com paragem nas duas estações.

No dia 3 de dezembro (sexta-feira), a adesão foi de praticamente 100% limitando os acessos a toda a área metropolitana do Porto, uma vez que os únicos serviços a operar eram os da STCP.

A greve organizada pelo Sindicato dos Maquinistas (SMAQ), segundo o comunicado  à imprensa, tem como motivação melhores condições de trabalho contratuais e negociações com a Metro do Porto.

 

Por Margarida Baptista de Abreu