Arquivo mensal: Outubro 2021

Rui Moreira vence na União das freguesias de Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória, mas perde força e maioria

Tal como nos resultados gerais do concelho do Porto, o PS também sofreu grande queda em relação à 2017, enquanto o PAN consegue seu primeiro mandato na Assembleia da União de freguesias

Fonte: Estela Silva/Agência Lusa

Semelhante aos resultados obtidos no concelho do Porto, o candidato independente Rui Moreira saiu vitorioso na União de freguesias do Centro Histórico do Porto, mesmo com a atenuação dos votos face à 2017. De mesmo modo, o PS viu reduzir pela metade o total de votos no sufrágio deste ano, comparado com os resultados de quatro anos atrás.

De acordo com os dados do Ministério da Administração Interna, a lista com maior aumento nos resultados foi PPD/PSD (mesmo com a dissolução da coligação formada junto ao PPM para candidatura em 2017), com crescimento similar na quantidade de votos à lista do Chega, partido que ainda não existia no sufrágio de 2017.

Para a Assembleia da União de freguesias, destacam-se a inédita cadeira obtida pelo PAN, após obter 696 votos logo na estreia, e o resultado equilibrado entre as três listas mais votadas: Rui Moreira (independente), PS e PPD/PSD. O primeiro continua com a maior quantidade de mandatos, com seis, seguidos pelo PS e pelo PPD/PSD com quatro mandatos cada. Em 2017, Rui Moreira elegeu maioria absoluta com sete mandatos, contra seis mandatos do PS e apenas três da coligação PPD/PSD.PPM. Completa-se a Assembleia da União de Freguesias com o Bloco de Esquerda e o PCP-PEV, com dois mandatos cada.

Fonte: Ministério da Administração Interna

Face às eleições autárquicas de 2017, a percentagem de abstenção aumentou, passando de 51,90% para 57,50%, proporção acima da média nacional (46,36%).

Com a nova composição da Assembleia da União de Freguesias de Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória, pode-se esperar uma maior abertura e comunicação directa junto à população, além da continuidade na melhoria da circulação e trânsito na região, com o lançamento da nova linha rosa do Metro do Porto e outras iniciativas. Há de se esperar mais investimentos e atenção para os moradores, frente aos últimos anos de alto proveito ao turismo na região.

 

Robert Sousa

Ricardo Rio reeleito em Braga com maioria absoluta

O presidente da Câmara de Braga reconheceu que a vitória de domingo traduz-se no trabalho realizado pela coligação que lidera há dois mandatos, prosseguindo para o terceiro.

Em declarações à Lusa, Ricardo Rio, eleito pela coligação PSD/CDS-PP/PPM/Aliança, afirmou que a perda de um lugar na vereação “não é nada de muito surpreendente”, face ao “cenário muito diferente” que ocorreu nestas autárquicas, com a chegada de outras candidaturas à direita, como o Chega e a Iniciativa Liberal.

“Em 2017, tínhamos ganhado o sétimo vereador por uma curta margem, agora perdêmo-lo também por uma margem relativamente curta. Nós não governamos para as eleições, porque se o fizéssemos talvez pudéssemos ter tido ainda melhor resultado”, reportou.

Todavia, Rio destacou a terceira maioria absoluta alcançada pela coligação Juntos por Braga, que permitirá prosseguir com projetos “emblemáticos”, como a transformação da agora antiga escola Francisco Sanches em centro cultural, o parque das Sete Fontes, a requalificação do antigo cinema S. Geraldo e a resolução do problema do nó de Infias.

A coligação liderada por Ricardo Rio conseguiu seis mandatos (42,86% dos votos) e o PS quatro (30,69% dos votos). O outro lugar na vereação será ocupado por Bárbara Barros, da CDU, que conquistou 6,73% dos votos. O Chega ficou em quarto (4,68%) e o Bloco de Esquerda em quinto (4,2%), seguindo-se a Iniciativa Liberal (2,93%), o PAN (2.74%) e o Livre (0,61%), segundo dados do Ministério de Administração Interna.

 

Beatriz Sequeira

 

Fontes:

Sic Notícias

Observador

Rui Moreira vence eleições autárquicas no Porto, mas sem maioria absoluta

Imagem: Lusa
Recandidato à Câmara do Porto Rui Moreira foi eleito para um terceiro e último mandato.

As eleições autárquicas de 2021 realizaram-se no último fim de semana e com sete freguesias apuradas, Rui Moreira com o movimento independente: Aqui Há Porto! Vence com 40,72% dos votos e seis mandatos, em segundo lugar ficou o candidato do PS Tiago Barbosa Ribeiro com 18,02% e três mandatos – segundo os dados divulgados pelo Ministério da Administração Interna (MAI).

O movimento independente de Rui Moreira: Aqui Há Porto foi apoiado por IL, CDS, Nós Cidadãos, Vladimiro Feliz (PSD), Mais – Tiago Barbosa Ribeiro (PS), Ilda Figueiredo (CDU), Sérgio Aires (BE), Bebiana Cunha (PAN), António Fonseca (Chega), André Eira (Volt Portugal), Diogo Araújo Dantas (PPM), Bruno Rebelo (Ergue-te),  Diamantino Raposinho (Livre).

Em relação a assembleia municipal, Rui Moreira obteve 34,51% dos votos, perdendo um deputado e novamente sem maioria. Ademais o movimento conquistou seis freguesias a que se candidatou, mas perdeu Paranhos para o PSD, e apoiou o atual presidente da junta da freguesia de Campanhã- Ernesto Santos, o qual foi reeleito.

O candidato oito anos apos sua primeira vitoria e quatro anos após ser reeleito com maioria absoluta em 2017 Rui Moreira tinha vencido com 44,46% – sendo assim sete vereadores, com 13 atribuídos – dos votos contra 28,55% do PS – quatro vereadores- e 10,39% do PSD – um vereador, segundo dados do Ministério da Administração Interna (MAI).

Carolina Okumura Marins De Paulo

Fontes:
SIC Noticias

ECO Sapo

 

Autárquicas 2021: Rui Moreira vence novamente no Porto

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, foi reeleito pela terceira vez neste domingo de eleições. À liderar a segunda cidade do país pelos próximos 4 anos, dessa vez, sem maioria absoluta. 

​​Agora é oficial. Rui Moreira vence Porto mas não obtém maioria — e BE elege vereador - Atualidade - SAPO 24Foto: Lusa

O movimento independente Rui Moreira: Aqui Há Porto! Obteve 40,72% dos votos e seis mandatos nesta eleição de 2021. O autarca liderou os votos em todas as freguesias do Porto, com destaque para a União das Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde, no qual obteve 45% total dos votos, de acordo com o RMI. 

 Em comparação com 2017, o mesmo obteve 44,46% dos votos e sete dos 13 mandatos. 

Concorrendo em segundo lugar ficou o candidato do PS, Tiago Barbosa Ribeiro, com 18,02% e três mandatos, e o candidato do PSD, Vladimiro Feliz, com 17,25% dos votos e dois mandatos. 

Em conferência de impresa, Moreira afirmou que independentemente do resultado, vai garantir que o Porto continuará a ser forte e a ter o carácter granítico que sempre assumiu na história do país.  

“Nunca esquecemos os nossos compromissos”, disse, perante uma estrondosa salva de palmas dos seus apoiantes que não arredaram pé enquanto Rui Moreira não desceu para discursar. (via Público)

Laís Morais

Autárquicas: PS vence com maioria absoluta no Funchal

PS recupera mais uma vez o Funchal segurando a maioria absoluta nas eleições autárquicas este domingo. O partido venceu 9 das 10 freguesias do concelho perdendo pela freguesia da Sé para a coligação PSD/PPD.

Pouco mais de 56 mil votantes na cidade do funchal registaram o seu voto dando a vitória ao Partido Socialista com 42,05% dos votos segundo os dados de MAI Autárquicas2021 , encabeçado pelo deputado Paulo Cafofo que alcançou esta segunda-feira, 6 mandatos.

Por outro lado, o Partido democrático PSD alcançou 32,05% dos votos rendendo 5 mandatos.

Foto: GREGÓRIO CUNHA/LUSA

Paulo Cafôfo

Carolina Mendonça