Nas eleições para as autarquias locais que tiveram lugar no passado dia 19, Rui Moreira conseguiu assegurar um terceiro mandato como vereador da Câmara Municipal do Porto, mas por outro lado, acaba por perder a maioria absoluta que conseguiu em 2013 e que manteve em 2017.

Declarando-se ao jornalistas, o re-eleito Presidente da CM Portuense garantiu que a governação da cidade foi conseguida, mas que é preciso avaliar se a valerá a pena tentar governar sozinhos, ou se poderá haver condições para formar acordos e alianças com alguma das demais forças políticas.

Moreira consegue 6 vereadores para a Câmara Municipal e 15 para a Assembleia, menos um do que há 4 anos em ambos os casos. O mesmo também se viu com o Partido Socialista de Barbosa Ribeiro, que perde uma das quatro vagas que conseguiu na CM em 2017, e três das onze na Assembleia Municipal para os Sociais Democratas, encabeçados pelo ex-braço direito de Rui Rio, Vladmiro Feliz.

Enquanto a CDU consegue igualar os seus resultados, surgem novos poderes políticos. O Bloco de Esquerda consegue eleger um vereador em cada uma das vertentes mencionadas. No caso da Assembleia, as novidades manifestam-se sobre a forma do Chega e do Partido Animais Natureza, que igualam o número de vagas ocupadas que o BE, que considera o seu resultado como o “Fim do reinado do Rei Rui Moreira”.

 

Fontes

https://www.jn.pt/nacional/rui-moreira-vence-mas-perde-maioria-absoluta-no-porto-14164252.html

https://www.autarquicas2021.mai.gov.pt/resultados/territorio-nacional?local=LOCAL-131200&election=CM

https://www.autarquicas2021.mai.gov.pt/resultados/territorio-nacional?local=LOCAL-131200&election=AM

https://www.eleicoes.mai.gov.pt/autarquicas2013/#%00

https://www.jpn.up.pt/2021/09/26/autarquicas-2021-a-noite-eleitoral-ao-minuto/