Arquivo mensal: Maio 2021

9ª edição do Festival Monte Verde é adiada para 2021.

Festival Monte Verde é impedido de se realizar em 2020 por causa da alta de casos do Covid-19 em Portugal.

Fotografia do festival antes da pandemia do Covid-19.

O festival de verão, sediado na Ilha de São Miguel, nos Açores, foi atrasado pela organização responsável devido à pandemia do Covid-19. Em comunicado, os promotores do evento que tomaria lugar no verão de 2020, explicam que priorizam a segurança do público e revelam novas datas para o festival.

A organização do festival também considerou a realização da edição no inverno, na tentativa de sediar o espetáculo ainda em 2020. De acordo com a agência Lusa, o grupo idealizador conta que o festival, nessas circunstâncias, correria o risco de ter apenas dois dias de duração, e não três, e a localização poderia se alterar, entre outros factores que mexeriam de forma significativa com a dinâmica do evento. A edição acabou por ser adiada para o ano seguinte, por conta do aumento de casos de Covid-19 em Portugal, e as datas já foram confirmadas: de 5 a 8 de agosto de 2021.

O evento teve sua primeira edição em 2012 e foi idealizado por um grupo de amigos ex-estudantes da Universidade de Açores. Jacinto Franco, um dos impulsionadores do festival, conta à Arte Sonora que a ideia do festival surgiu de uma “brincadeira de amigos”, e que se tornou um festival de sucesso do verão de São Miguel.

Em relação aos cartazes, Franco afirma que a escolha de artistas é eclética, ao mesmo tempo que tenta acompanhar as tendências musicais do público-alvo. No que diz respeito à 9ª edição, o cartaz de 2021 será anunciado perto da data do festival.

Profissional.

Festival Sound Waves já tem nova data

O festival, que decorreria no dia 3 de julho de 2021, anunciou recentemente que vai ser adiado para o dia 2 de julho de 2022.

O anúncio foi feito num post no facebook do festival e no site da festicket, parceiro oficial do evento. Os bilhetes já adquiridos continuam a ser válidos para a nova data.

O Sound waves é um festival de música eletrónica, que tem lugar na praia de Esmoriz, no Município de Ovar.

Foto: Facebook Sound Waves

A edição, que deveria acontecer este ano, já tinha vários nomes confirmados, Carlos Manaça, Miss Sheila, Antigone, e muitos outros. Para já, ainda não há nenhuma confirmação do cartaz da próxima edição.

Durante os últimos meses, têm sido feitas livestreams, no Mixcloud e no twitch, em que alguns DJs dão um pequeno espetáculo musical.

 

Clara Abreu Vidal

Santa Maria Blues anuncia nova atração

“Foto: Santa Maria Blues site oficial”

A 17 edição do festival que irá ocorrer em julho de 2021 já tem artistas confirmados. O festival açoriano começa a formar sua “line up”.

Em sua página do Facebook, o evento anunciou mais uma atração: Annika Chambers. A cantora e compositora americana ganhadora do Blues Music Award é mais uma das presenças confirmadas.

Outra apresentação divulgada no site oficial do evento é a de Rick Estrin e os Nightcats. Os músicos foram a primeira atração confirmada, realizando inclusive um video a comemorar. Estrin e a banda são multi-premiados e tem experiência de décadas no palco.

O festival realizado na ilha de Santa Maria nos Açores, é conhecido como o maior evento de Blues de Portugal. Em 2020 o evento foi cancelado por causa da pandemia, esse ano será realizado nos dias 15, 16 e 17 de julho. 

O passe para o festival é de 40 euros para os 3 dias, ou de 15 euros a diária. Os shows são organizados pela Associação Escravos da Cadeinha e produzidos pela Trovas Soltas

Luana Lambert

Festival Laurus Nobilis adiado para 2022

A direção do Festival Laurus Nobilis confirmou, em comunicado no Facebook, o adiamento para 2022, considerando-o “inevitável e previsível”. Este novo adiamento deve-se, segundo a direção, a “dificuldades logísticas criadas pela questão pandémica”.

Anunciaram, ainda, que os bilhetes comprados para 2021 serão válidos em 2022 ou, caso prefiram, podem ser reembolsados, à imagem do que havia acontecido em 2020.

Imagem de concerto.

Palco principal do festival Laurus Nobilis.

De acordo com a revista LOUD!, o festival, que tem lugar no Louro, em Famalicão, já tinha sido adiado, pelos mesmos motivos, em 2020. No entanto, tinha conseguido manter o cartaz para a edição de 2021, cancelada na passada quarta-feira, dia 7 de maio. Bandas como As I Lay Dying, Lacuna Coil e Venon Inc veem adiada, pela segunda vez, a sua viagem até Famalicão.

O Laurus Nobilis, cujo nome vem do significado de “louro” em latim, é um festival de Heavy Metal e Rock Alternativo e é promovido pela Associação Ecos Culturais do Louro.

Por Sofia Ferreira

MEO Monte Verde regressa em 2021

O MEO Monte Verde é um festival de música multigéneros nas ilhas dos Açores e prepara-se para comemorar a sua 9.ª edição, em agosto.

(c) Rita Seixas

Este Festival foi adiado em 2020, “devido à pandemia Covid-19 e em plena conformidade com todas as indicações das autoridades competentes”, comunicaram os promotores do Monte Verde. A organização, adiantou ainda que todos os ingressos que já haviam sido adquiridos são válidos para este ano.

MEO Monte Verde

Desta forma, em 2021, regressa este festival de música para todos os gostos. Também as datas já foram anunciadas pela Organização e o Monte Verde vai realizar-se de 5 a 7 de agosto, na Ribeira Grande, na Ilha de São Miguel.

Ainda não se conhecem os artistas desta 9.ª edição, no entanto, sabe-se que vai haver vários palcos e espetáculos, principalmente de música hip-hop, rock e eletrónica.

No entanto, não é só de música que este festival se trata e vão existir inúmeras atividades, como padel, aulas de cross fit e contra-relógio de monbike.

Para além disso, há também um parque de campismo exclusivo para os festivaleiros.

Os bilhetes rondam os trinta euros e podem ser adquiridos no festicket.

Sofia Santos Fernandes

Festival “Sound Waves” adiado pelo segundo ano consecutivo

O Festival de Verão “Sound Waves” foi adiado pelo segundo ano consecutivo, realizando-se agora em 2022. Esta ação deve-se ao surto de COVID-19 ainda presente em Portugal.

A previsão era de que o festival ocorresse a 3 de julho de 2021, mas foi adiado para 2 de julho de 2022. Apesar de o cartaz de 2021 ter sido apresentado, a mudança de data cancelou todos os planos para os artistas anunciados. Apenas foi adiantando que o próximo festival estará repleto de “estrelas de música de dança” nacional e internacional. A informação pode ler-se no website oficial do evento.

Já no ano de 2020 o festival fora cancelado pelos mesmos motivos relacionados à pandemia. No entanto, os bilhetes que foram adquiridos na altura ainda se encontram válidos para a nova data, encontrando-se estes esgotados no momento.

O Festival Sound Waves é um dos mais antigos festivais de música eletrónica em Portugal Realiza-se anualmente na praia de Esmoriz, no mês de julho.

A edição de 2019 foi a última realizada, a 27 de julho.

 

David Pinto

15ª Edição do Sound Waves: Electronic Music Festival – Esmoriz

15ª Edição do Sound Waves: Electronic Music Festival – Esmoriz

Os festivais de verão estão de volta aos antigos palcos da praia de Esmoriz. Com data marcada para dia 3 de julho deste ano.

Foto: Facebook Sound Waves

À semelhança de anos anteriores o Sound Waves – Electronic Music Festival, apresenta um cartaz variadíssimo e conta com um elenco de artistas de renome. Do cartaz fazem parte os artistas principais Antigone, Carlos Manaça e Nuno Clam. Outros artistas já confirmados: Boston 168; Cristian Varela + Marco Bailey
Dave Clarke; DJ Link; Du’ArT; Fátima Hajji; Klangkuenstler;
Marcel Dettmann; Marco Faraone; Miss Sheila. A organização aguarda algumas confirmações em breve.

Foto: Facebook Sound Waves

Na página do Facebook encontra todas as informações gerais do Sound Waves 2021. Desde a sua localização, a como chegar, onde dormir, o valor dos bilhetes ou ingressos e os respetivos pontos de venda.
O Sound Waves está a acompanhar de perto os desenvolvimentos do surto de COVID-19, em Portugal e no mundo, assim como as diretivas da Organização Mundial de Saúde e da Direcção-Geral de Saúde relativamente à sua propagação. Conforme nota da organização “a prioridade será sempre a de garantir a saúde pública e a segurança do público, artistas, staff, parceiros e colaboradores. Cumprindo todas as recomendações de contenção” (Música & Festivais, 2021).
Outros festivais de verão estão de volta, respeitando todas as normas de segurança recomendadas pela DGS e anunciadas pelo governo. Apela-se a um comportamento consciente, para que estes concertos dos festivais de verão façam fruir a vida, a diversão e o bem-estar individual e coletivo.
Maria Teixeira

Festivais: Gouveia Art Rock adiado para abril de 2022

A Câmara de Gouveia anunciou que o festival Gouveia Art Rock vai ser adiado para abril de 2022. O festival iria decorrer este mês de maio, mas devido à Covid-19 o município decidiu adiar para o próximo ano.

O único festival de rock progressivo do país foi mais uma vez adiado. A edição de 2021 iria decorrer nos dias 7, 8 e 9 de maio mas as datas foram alteradas para os dias 23, 24 e 25 de abril de 2022.

Luís Tadeu, presidente da Câmara de Gouveia, refere em comunicado enviado à Agência Lusa que “considerando a evolução da pandemia em Portugal, nomeadamente as incertezas relacionadas com a sua progressão, as condições de reabertura dos espaços culturais, acrescidas de todas as incertezas relativas à mobilidade entre países, bem como a progressão da vacinação versus imunidade e a incapacidade de garantir, neste momento, a segurança de músicos, técnicos, publico e da comunidade local em geral, o Município de Gouveia vem comunicar que o Gouveia Art Rock será adiado para os dias 23, 24 e 25 de abril de 2022.”

A autarquia acredita que o regresso do festival em 2022 será “uma verdadeira celebração da música e da cultura”.

Gouveia Art Rock em 2019, fotografia da página de Facebook do festival

O festival não se realizou em 2020 devido à pandemia da covid-19. Na página oficial de Facebook do festival, a organização lamenta a não realização do festival e continua a usar as plataformas digitais para divulgar o trabalho de diversos artistas do rock progressivo.

Gouveia Art Rock é considerado “o maior e um dos mais importantes festivais do rock progressivo do mundo”. O festival já contou com a presença de grandes nomes como Peter Hammill, Robert Fripp, Magma, Richard Sinclair, entre outros.

Peter Hammill, considerado um ícone do rock progressivo dos anos 70, atuou em 2019. Reveja a sua atuação: https://www.youtube.com/watch?v=IVM5flslyX0

Peter Hammill no Gouveia Art Rock em 2019, fotografia do site do Município de Gouveia

 

Sofia Guimarães

 

Festival “Sons de Vez” é cancelado

Pode ser uma imagem de texto que diz "Fevereiro Carminho 19 Fevereiro Clã 12de 12deFevereiro Galandum Galundaina 12de 12deMarço Março Plastica 5 de Março Mão Morta Participação ParticipaçãodoCoro do Coro Infantojuvenildo do CMDAV Cancelado 19 de Março Tarantula +Nó Cego 26deMarço 26deMarço Luísa Sobral"  Facebook: Sons de Vez

A edição de 2021 do festival de música portuguesa, sediado em Arcos de Valdevez, em Viana do Castelo, foi cancelada. A organização do festival, por meio de seu Facebook oficial, confirmou o cancelamento em razão das medidas de segurança do combate a pandemia do Covid-19.

O Sons de Vez deste ano já contava com atrações confirmadas como: Mão Morta, Clã e Luísa Sobral. Ainda de acordo com a publicação, alguns concertos vão ser reagendados e acontecerão ainda neste ano “em diferentes momentos da programação do Município de Arcos de Valdevez.”

O “primeiro festival do ano”, como também é conhecido, teria seu início ainda com o fechamento da edição de 2020, interrompida também pela pandemia, em um concerto fadista da banda Carminho no dia 5 de Fevereiro. O Sons de Vezas atrações deste ano entre 5 e 29 de Março.

A organização promete, ainda, entre 5 de Fevereiro e 26 de Março de 2022, uma edição especial em comemoração dos 20 anos do festival dirigido por Nuno Soares.

Abaixo um vídeo da música apresentada pela Mão Morta, banda que estava confirmada este ano, na edição que celebrou os 10 anos de existência do Sons de Vez.

 

 

Matheus Mendonça

 

“Santa Maria Blues”: Blues de regresso aos Açores em 2021

O festival Santa Maria Blues tem regresso assegurado para os dias 15, 16 e 17 de julho de 2021. A 17ª edição decorre no Lugar dos Anjos nos Açores. Rick Estrin & The Nightcats confirmados.

Festival Santa Maria Blues

A décima sétima edição do Santa Maria Blues tinha data marcada para 2020, mas devido à pandemia foi adiada. De acordo com uma nota da organização, “devido à conjuntura atual do Covid-19 a Associação Escravos da Cadeinha informa que os eventos que estavam previstos realizar no decorrer deste verão estão cancelados”.

A nova data está confirmada para os dias 15, 16 e 17 de julho de 2021. O grupo Rick Estrin & The Nightcats é o primeiro nome já confirmado. Artistas de renome no panorama mundial do Blues, multi-premiados e com grande presença em palco. Pode consultar o cartaz da edição anterior enquanto os novos nomes são anunciados.

Os bilhetes variam entre os 15€ e os 45€, dependendo se for bilhete diário ou passe geral. Os sócios AEC podem ter benefícios mediante a apresentação de cartão de cidadão. Podem ser adquiridos na Ticketline ou à entrada do recinto.

O Santa Maria Blues posiciona-se como “o maior e mais antigo festival de blues em Portugal”. Desde a sua primeira edição, em 2004, cresceu e desenvolveu um festival de qualidade a nível nacional. Conta com grandes apostas em nomes internacionais do Blues. Promete dias com boa música, num recinto único, que proporciona uma experiência envolvente.

O recinto abre às 19h e inclui restaurantes, bares, cafés, bancas de merchandise e locais de convívio e descanso. Os lugares de estacionamento também estão assegurados com parques públicos.

Para mais informações e atualizações, consulte a página oficial do festival.

Recorde o Santa Maria Blues de 2018, com o Aftermovie que reúne os melhores momentos da edição.

https://www.youtube.com/watch?v=HTEwVa0VZLs

 

Artigo escrito por Beatriz Coutinho