PJ detém jovens suspeitos da prática de crimes graves e violentos em Sintra

A Polícia Judiciária deteve seis jovens em Sintra, cujas idades vão dos 17 aos 22 anos. Em causa estão crimes graves, alguns dos quais atentam a integridade física das vítimas, foi hoje anunciado.

 

Prática de crimes de roubo agravado, ofensas à integridade física, burla informática e nas telecomunicações e detenção de arma proibida são os crimes pelos quais estão indiciados estes jovens, dos quais três são homens e os restantes são mulheres.

De acordo com o comunicado enviado hoje à redação, os factos ocorreram no passado mês de janeiro, no concelho de Sintra. Um dos elementos femininos, através da rede social WhatsApp, aliciou um homem de 25 anos para um relacionamento sexual mediante pagamento de dinheiro, tendo sido acordado um local de encontro. Acesso à conferência de imprensa

Quando chegou ao local estipulado, este homem foi surpreendido pelos restantes membros do grupo criminoso. Com recurso a arma de fogo e a armas brancas foi ameaçado e agredido, tendo sido necessário receber tratamento hospitalar.

Durante o mesmo período, os suspeitos, um dos quais ainda por identificar, apropriaram-se da sua viatura, telemóvel, documentos, vestuário e de um cartão de débito, cuja revelação do código foi exigida. Os jovens conseguiram efetuar, no próprio dia, um levantamento de numerário e tentaram transacionar o veículo roubado.

No decorrer das buscas foram apreendidas provas irrefutáveis.

Os detidos vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial, no qual vão ser aplicadas medidas de coação processual. A PJ vai continuar as investigações, no sentido de averiguar o eventual envolvimento deste grupo em outros crimes semelhantes, bem como na tentativa de identificar o coautor por localizar.

 

Catarina Nogueira