Cancelamento de festivais em 2020 gera perda significante à economia Portuguesa.

Estima-se que a queda de receita frente aos festivais cancelados diminuiu a receita em 80% se comparado a 2019.

Paul Underhill © 2011

Segundo a Associação Portuguesa de Festivais de Música (ARPOFEST), o cancelamento dos festivais de verão de 2020 por conta da pandemia de COVID-19 fez com que a economia portuguesa perdesse 1,6 mil milhões de euros.

Em 2019, os 287 festivais de verão que acontecem em Portugal, geraram à economia portuguesa uma receita de 2 mil milhões de Euros. Já em 2020, esta receita não passou dos 400 Milhões de Euros.

Para 2021, alguns grandes festivais já apresentaram data, como o MEO Sudoeste, que tem data prevista para acontecer nos dias 3, 4, 5, 6 e 7 de agosto. Porém, com o aumento significante dos casos de COVID-19 no início deste ano, e as regras de confinamento mais rigorosas, o futuro continua um tanto quanto incerto para os organizadores.

 

Diogo Ventura.