Festivais de verão: os cartazes de 2021

Os principais festivais de música já anunciaram os seus cartazes para 2021. As organizações dos festivais apostam em manter os artistas confirmados em 2020.

Com o cenário pandémico e o cancelamento das edições de 2020, os concertos estão a ser organizados com antecedência, de modo a que as medidas de segurança se imponham. Neste momento, já existem, artistas confirmados, datas e, em alguns casos, bilhetes à venda.

O NOS Alive gera grandes expectativas. São inúmeras as confirmações para os diferentes palcos dos 4 dias de festival (de 7 a 10 de Julho), mas destacam-se bandas como Red Hot Chili Peppers, The Strokes ou Faith No More. O festival decorre no Passeio Marítimo de Algés e os bilhetes já se encontram à venda.

O Rock in Rio Portugal irá realizar-se nos dias 19, 20, 26 e 27 de Junho, no Parque da Bela Vista, Lisboa. O cartaz tem, para já, nomes como Foo Fighters, Liam Gallagher e The Black Eyed Peas. Além disso, aposta também em artistas nacionais como Bárbara Tinoco ou David Carreira.

Relativamente ao Super Bock Super Rock, tem em Brockhampton e ASAP Rocky os cabeças de cartaz, mostrando que tem no hip hop a sua principal aposta para esta edição. Nomes como Boi Pablo, Kali Uchis ou também o português Slow J compõe também a lista de artistas. O festival decorre no Meco, de 15 a 17 de Julho.

O NOS Primavera Sound tem um cartaz eclético, que vai do hip hop de Tyler, The Creator ao rock alternativo de Gorillaz e ao pop psicadélico de Tame Impala. O festival decorre no Parque da Cidade do Porto nos dias 10, 11 e 12 de Junho.

Festivais como o Rolling Loud Portugal, Meo Marés Vivas e Vodafone Paredes de Coura têm também as suas datas e cartazes confirmados.

Segundo a Associação Portuguesa de Festivais de Música, o adiamento dos festivais de verão representaram uma quebra na economia de 1,6 mil milhões de euros, o que reflete a importância de acontecerem, caso haja condições para tal.

Fonte: NOS Primavera Sound.

VÍDEOhttps://www.youtube.com/watch?v=CxEiG3e3eJU

Tomás Hernâni Gonçalves.