Arquivo mensal: Outubro 2020

GNR apreende pescada imatura em Peniche

A GNR apreendeu hoje cerca de 170 quilos de pescada branca imatura em Baleal, no concelho de Peniche. O valor estimado do pescado é de 1.690 euros.

De acordo com o comunicado, a apreensão decorreu de uma ação de fiscalização da Unidade de Controlo Costeiro, que identificou um homem de 25 anos como o culpado. Em sequência a ação, foi feito um auto de contraordenação que prevê uma coima de até 37 500 euros.

Apesar de não atender a medida exigida de 27 centímetros, a pescada branca estava própria para o consumo e foi doada a instituições de solidariedade social locais.

A GNR reitera que o respeito das medidas mínimas de captura é essencial para a gestão sustentável do pescado e melhora a rentabilidade potencial do recurso.

 

Júlia Oliveira Maciel, Turma 2

Apreendidos 169kg de pescada imatura em Peniche

A GNR, através de comunicado de imprensa, informa que foram apreendidos 169 quilos de pescada fresca imatura, esta segunda feira, na localidade de Baleal, em Peniche.

Numa ação de fiscalização levada a cabo pela Unidade de Controlo Costeiro, através do seu Subdestacamento de Peniche, foi identificado um homem de 25 anos por posse de pescada branca que não atinge os 27 centímetros exigíveis. Pela apreensão dos 169 quilos do recurso, no valor de 1 690 euros, foi elaborado o auto de contraordenação, cuja coima pode atingir o valor de 37 500 euros.

O pescado apreendido, foi inspecionado por entidades competentes e, por se encontrar próprio consumo, foi doado a instituições de solidariedade social locais.

A GNR alerta que um dos fatores de gestão sustentável do pescado é o respeito das medidas mínimas de captura, cujo objetivo é melhorar a rentabilidade do recurso.

Luís Pedro Nunes Queirós – Turma 2

GNR apreende cerca de 1690 euros em pescada imatura

A unidade de controlo costeiro da GNR apreendeu 169 quilos de pescada fresca imatura avaliados em cerca de 1690 euros, hoje, na localidade de Baleal, em Peniche. 

Durante a ação de fiscalização, um homem de 25 anos foi identificado por ter na sua posse pescada branca que não atingia os 27 centímetros mínimos exigíveis. Desta ação resultou também a elaboração de um auto de contraordenação punível com coima até os 37500 euros.

O pescado foi sujeito a inspeção higiossanitária e, por se encontrar próprio para consumo, foi doado a instituições de solidariedade social locais.

A GNR alerta , em comunicado de imprensa, que um dos fatores de gestão sustentável do pescado é o respeito das medidas mínimas de captura, cujo objetivo é melhorar a rentabilidade potencial do recurso.

Maria Rui Vilela, turma 2

GNR de Peniche confisca pescada imatura

A Unidade de Controlo Costeiro de Peniche apreendeu, hoje, 169 quilos de pescada imatura em Baleal, Peniche, por não atingir os 27 centímetros exigíveis.

A pescada recolhida na ação de fiscalização tinha um valor estimado de 1 690 euros e estava na posse de um homem de 25 anos, que pode pagar uma multa até 37 500 euros.

Após inspeção, o pescado foi declarado consumível e entregue a instituições de solidariedade social em Peniche.

 Segundo a GNR, a rentabilidade potencial do pescado só é assegurada se forem respeitadas as medidas mínimas de captura do mesmo.

 

Ana Raquel Amaro Alves, turma 2

GNR apreende 169 quilos de pescada imatura em Peniche

A Unidade de Controlo Costeiro da GNR através de uma ação de fiscalização apreendeu hoje 169 quilos de pescada fresca imatura em Baleal, no concelho de Peniche.

Durante a fiscalização foi identificado um homem de 25 anos que tinha a posse de pescada branca mas que não atingia os 27 centímetros exigíveis. A ação resultou na elaboração de um auto de contraordenação, podendo a multa atingir um valor de 37 500 euros.

A quantidade de pescada apreendida tinha o valor estimado de 1 690 euros e por estar apta a consumo foi doada à Instituições de solidariedade social locais.

Em comunicado de Imprensa a GNR alerta que o respeito das medidas mínimas de captura é necessário para a manutenção da rentabilidade e sustentabilidade do pescado.

 

Clara Teixeira, Turma 2.

 

Crime: Pescada imatura apreendida pela GNR em Peniche

 

A GNR apreendeu hoje (segunda feira), cerca de 170 quilos de pescada imatura em Peniche. A pescada estava na posse de um homem de 25 anos que enfrenta uma multa até 37.500 euros.

O Subdestacamento de Controlo Costeiro da GNR em Peniche apreendeu hoje (segunda feira) em Baleal, Peniche, cerca de 170 quilos de pescada imatura, ou seja, sem as proporções necessárias para ser comercializada.

A pescada estava na posse de um homem de 25 anos. A infração leva a uma multa que pode chegar aos 37.500 euros.

O peixe apreendido estava adequado ao consumo e foi doado pelas autoridades a instituições locais de solidariedade.

 

Filipe Pereira, turma 2

 

Pescada imatura apreendida em Peniche

Em Baleal, concelho de Peniche, foram hoje apreendidos 169 quilos de pescada fresca, ainda imatura. O confisco foi realizado pela Unidade de Controlo Costeiro da GNR que avaliou a mercadoria em 1 690 euros.

Segundo o Subdestacamento de Controlo Costeiro de Peniche, da ação de fiscalização decorreu a identificação do delator, um homem de 25 anos, que terá de pagar uma multa que pode chegar aos 37 500 euros.

A pescada branca, que não atingira ainda os 27 centímetros exigidos por lei, foi sujeita a uma avaliação de higiene e conservação, pelas mãos de uma entidade competente. Dado o seu bom estado, próprio para consumo, foi doada a instituições de solidariedade locais.

A GNR reforça a obrigatoriedade de respeitar as medidas mínimas de captura, de forma a otimizar a rentabilidade do recurso.

 

Ana Francisca Maio; turma 2; 201906707.

169 quilos de pescada apreendidos

Ontem, dia 6 de outubro, foram apreendidos 169 quilos de pescada, na localidade de Baleal, concelho de Peniche. Um homem de 25 anos foi identificado por pesca ilegal de pescada fresca imatura com o valor estimado de 1 690 euros, 

A GNR alerta que, um dos fatores de gestão sustentável do pescado é o respeito das medidas mínimas de captura (27 centímetros) e a contraordenação pode chegar até aos 37 500 euros.

O pescado após ser considerado próprio para consumo por uma autoridade competente foi doado a uma instituição de solidariedade local.

Nuno Mendes de Oliveira, 201905905, turma2

 

Mais de 150 quilos de pescada imatura apreendidos em Peniche

Foram apreendidos 169 quilos de pescada imatura no passado dia 6 de outubro, no concelho de Peniche.

No âmbito de uma ação de fiscalização, a Unidade de Controlo Costeiro de Peniche, confiscou mais de uma centena de quilos de pescada fresca imatura avaliada em cerca de 1700 euros. A apreensão da mesma, aconteceu na localidade de Baleal onde, um homem de 25 anos, foi identificado pelas autoridades, por ter em sua posse pescada branca cujo tamanho não atingia os mínimos exigidos.

Num comunicado feito hoje à imprensa, a GNR, estima que a coima da contraordenação pode atingir um valor de 37.500€. O pescado acabou por ser doado a instituições de solidariedade social locais, depois de ter sido sujeito a uma inspeção para determinar o seu estado de conservação.

 

Joana Ferreira Madureira – turma 2

Apreensão de pescada imatura em Peniche

Unidade de Controlo Costeiro apreendeu 169 quilos de pescada imatura em Baleal, no concelho de Peniche.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) publicou um comunicado de imprensa enuciando que  ontem, dia 6 de outubro, através do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Peniche, a Unidade de Controlo Costeiro apreendeu 169 quilos de pescada fresca imatura no valor estimado de 1 690 euros.

Na fiscalização foi apontado um homem de 25 anos, que tinha na sua posse pescada branca com medidas que não atingiam os 27 centímetros exigidos. Resultando um auto de contraordenação ao mesmo, cuja multa pode atingir um valor de 37.500 euros, além do pescado apreendido sido sujeito a inspeção sanitária, e por se encontrar próprio para o consumo, foi doado.

A GNR alerta sobre um dos fatores da sustentabilidade do manejamento do pescado, que é respeitar as medidas mínimas de captura, assim tentando melhoras a rentabilidade do potencial recurso.

 

Giovana Hernandes da Silva- Turma 2