Legislativas 2019: PS repete vitória em Pedrouços (Porto)

Os votantes da freguesia de Pedrouços, concelho da Maia, elegeram o Partido Socialista com 36,31% dos votos, alcançando 8 pontos percentuais de vantagem para o PSD. Queda acentuada para CDU e CDS.

O Partido Socialista venceu em seis das dez freguesias do concelho da Maia, entre as quais Pedrouços. Por outro lado, o PSD saiu vencedor na Cidade da Maia, no Castêlo da Maia, em Folgosa e em São Pedro Fins. Em Pedrouços, apesar dos sociais democratas conquistarem 1782 dos 6293 votos, o que lhes conferiu 28,32%, ficaram distantes dos 36,31% dos socialistas. A terceira força política mais votada foi o Bloco de Esquerda que obteve 11,84% dos votos. Por seu turno, a CDU atingiu os 6,29%, o PAN terminou com 4,70% e o CDS-PP, em sexto lugar, recebeu o voto de 2,43% dos votantes.

Quanto aos três novos partidos com representação na Assembleia da República, fruto das eleições legislativas de 2019, ou seja, o Iniciativa Liberal, o Livre e o Chega conquistaram 3,33% do eleitorado. O Iniciativa Liberal e o Livre alcançaram 1,84% e 1,03%, respetivamente. No entanto, o Chega revelou-se pouco expressivo (0,46%) terminando a votação atrás do R.I.R, PCTP/MRPP e Aliança.

De referir ainda os 122 votos em branco e 103 nulos contabilizados, sendo que a abstenção nesta freguesia situou-se nos 38,38%, valor superior ao registado no concelho da Maia (37,26%) e inferior ao panorama nacional (45,5%).

Nas eleições legislativas de 2015, o PS tinha igualmente vencido em Pedrouços, porém com menos 1,2 pontos percentuais do que este ano. A tendência nesta votação foi um decréscimo no número de votos nos partidos mais votados em relação a 2015: PS (-3 votos); BE (-93 votos); CDU (-205 votos) e CDS (-264 votos). Em termos percentuais, face a 2015, além do crescimento de PS, também PSD (+2,7%), PAN (+2,6%) e Livre (+0,63&) registaram uma quota de eleitorado maior. Outro fator a ter em conta é a diminuição do número de votantes que este ano reduziu em 220 eleitores comparando com as eleições de há quatro anos (65013 votantes).

Os resultados obtidos nesta freguesia da Maia, em 2019, vão de encontro ao desfecho no círculo eleitoral do Porto deste ano, dado que, neste distrito, o PS arrecadou 36,65% dos votos vencendo a votação. Esta percentagem traduz-se em 17 deputados socialistas na Assembleia da República, o mesmo número alcançado pelo PSD nas eleições de 2015. Desta vez, os sociais democratas foram remetidos a segunda força política ao garantir apenas 15 deputados. Face a 2015, o Bloco de Esquerda e a CDU perderam um deputado cada, pelo que são agora representados por quatro e dois elementos, respetivamente.

Por fim, no Porto, onde a abstenção subiu dos 39,68% de 2015 para os 41,41% este ano, 3,46% votos atribuíram um deputado ao PAN pela primeira vez. Já o CDS-PP, com 3,34%, perdeu duas vozes e parte para a próxima legislatura apenas com um dos candidatos. Consulte a lista de deputados eleitos por círculo eleitoral.

Diogo Metelo Ferreira