Legislativas 2019: Macieira de Sarnes afasta PSD e dá vitória aos socialistas (Aveiro)

Na freguesia de Macieira de Sarnes, as eleições legislativas tiveram resultados bastante diferentes dos de há quatro anos. O partido vencedor a nível nacional atraiu também a maioria dos macieirenses no domingo passado.

Em Macieira de Sarnes o PS foi o vencedor das eleições legislativas. 41,01% foi a percentagem de votos a favor dos socialistas, superior à nacional, 36,65%. Verifica-se, assim, uma mudança nos líderes da tabela. Apesar de há quatro anos Macieira ter dado a maioria dos votos aos sociais-democratas (38,06%), reduzindo, portanto, a margem para o PS, este ano inverteu o cenário. O PSD conseguiu apenas 27,5% do eleitorado da freguesia, afastando-se 13,5 pontos percentuais do seu adversário socialista.

Seguidamente, os partidos Bloco de Esquerda e CDU foram os mais votados, com 13,8% e 5,23%, respetivamente. O PAN foi o quinto partido mais votado nesta pequena freguesia de Oliveira de Azeméis, onde conseguiu 3,52% dos votos, percentagem que o deixou à frente do CDS. Situação que não se verificou a nível nacional. A adesão ao partido Pessoas Animais e Natureza acentuou-se desde 2015. Nas últimas legislativas era o sexto partido mais votado e agora conta já como número cinco.

É de notar que o Partido Democrático Republicano (PDR) sofreu uma grande queda nos votos dos macieirenses. O partido que ocupava a quinta posição em 2015, caiu este ano oito lugares na lista.

No distrito de Aveiro, a vitória do PS também se verificou, bem como os sociais-democratas se mantêm em segundo lugar neste círculo eleitoral. Contudo, a disparidade entre os dois partidos não é tão evidente quanto na freguesia supracitada. Na verdade, a diferença percentual que os separa não chega a um ponto.

Há que mencionar que, apesar de este círculo eleitoral não ter eleito nenhum deputado do partido Chega, registou 2.600 votos a favor da extrema-direita e, em Macieira de Sarnes, apenas três desses votos.

Em Aveiro, o CDS conseguiu uma percentagem superior à do CDU e do PAN, posição contrária à que se verifica na freguesia de Macieira. A Iniciativa Liberal conseguiu cerca de 1% dos votos e os restantes partidos não conseguiram sequer alcançar essa percentagem. O Juntos Pelo Povo – JPP – foi o partido menos votado, registando somente 0,07%.

Aveiro enviou 16 deputados em sua representação à Assembleia da República. Sete deles são socialistas (Pedro Santos, Cláudia Santos, Carlos Brandão, Porfírio Silva, Susana Correia, Hugo Oliveira, Joana Pereira). Seis pertencem ao PSD (Ana Santos, António Topa, Helga Correia, Bruno Coimbra, Nuno Neves, Carla Madureira) e dois ao BE (Moisés Ferreira, Nelson Peralta). Por fim, o círculo eleitoral de Aveiro elegeu um deputado do CDS, João Almeida. Podemos apontar o facto de em 2015 Aveiro ter eleito deputados de apenas três grupos partidários – PSD, PS e BE.

 

Abstenção

No círculo eleitoral de Aveiro, cerca de metade do eleitorado não exerceu o seu direito ao voto (45,45%), acompanhando a tendência nacional. Em Macieira de Sarnes, porém, a abstenção foi mais reduzida, 38,29%.

A tendência do abstencionismo desde há quatro anos é ascendente. Tanto no distrito de Aveiro, como em Macieira de Sarnes, ou mesmo a nível nacional, a percentagem de eleitores que faltou às votações cresceu cerca de dois pontos percentuais.

 

Felícia Oliveira