Legislativas 2019: PS mantém-se na frente e PSD vê a intenção de voto aumentar


Segundo a sondagem diária da Pitagórica para a TVI, TSF e Jornal de Notícias, o PS continua a liderar a intenção de voto, embora tenha sofrido uma ligeira descida, já o PSD mostra uma constante subida, aproximando-se do partido socialista.

O PSD (lista de candidatos) mantém a crescente subida desde que se deu início às sondagens diárias da Pitagórica para a TVI. No sentido contrário está o PS (lista de candidatos), que diminuiu 1,6 pontos percentuais (de 37,6%, desceu para 36%) nos últimos dois dias.

Mesmo com a descida, se as eleições se realizassem esta terça-feira o vencedor seria o partido de António Costa, com 36% dos votos (32,31% nas legislativas de 2015). Em segundo lugar ficaria o partido de Rui Rio, com 28,5% dos votos (36,86% nas legislativas de 2015), uma diferença de 7,5 pontos percentuais relativamente ao PS.

Logo atrás do PSD, aparece nas sondagens da Pitagórica para a Tvi, o Bloco de Esquerda (lista de candidatos) com 10,5%  das intenções de voto dos portugueses (10,19% nas legislativas de 2015), que recuperou gradualmente desde a ligeira queda no dia 21 de setembro.

A CDU (lista de candidatos) ocupa a quarta posição nas intenções de voto, com 6,8% (8,25% nas legislativas de 2015).

O CDS-PP (lista de candidatos) volta a cair nas intenções de voto, dos 4,7% de segunda-feira, baixou para 4,4% (0,14% nas legislativas de 2015), estando agora mais próximo do PAN, que  a subir nas intenções de voto e ocupa o sexto lugar, com 3,7% (1,39% nas legislativas de 2015).

Quanto à exposição mediática, é Rui Rio, secretário-geral do PSD, que usufrui de melhor reputação com 14,3% de opiniões favoráveis. António Costa (PS) conta com uma opinião negativa por parte dos eleitores, com 9,8 pontos percentuais negativos. Já a líder do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, é a única à exceção de Rio, que aponta para uma exposição mediática positiva, com 2,3%. Jerónimo de Sousa (CDU) não gera opiniões negativas nem positivas, no momento.  Com a pior avaliação está André Silva, deputado do PAN, com 29,2% negativos. Ainda a baixo dos zero pontos percentuais está Assunção Cristas, pelo CDS, com 7,4% negativos.

Ficha técnica da sondagem 

Entre os dias 20 e 23 de setembro de 2019, a Pitagórica recolheu diariamente para a TVI, JN e TSF uma sub-amostra de 150 entrevistas representativa do eleitorado português, tendo em conta os critérios de idade, género e região. O resultado dos quatro dias implica uma amostra de 600 indivíduos que para um grau de confiança ed 95,5% corresponde a uma margem de erro máxima de aproximadamente 4,07%. O processo de seleção foi realizado através de geração aleatória de números de telemóvel mantendo a proporção dos três principais operadores identificados pelo relatório da ANACOM. As entrevistas são recolhidas através de entrevista telefónica (CATI – Computer Assisted Telephone Interviewing). 

Telma Brochado