Legislativas 2019: PAN ficou à frente do CDS em Águas Santas (Porto)

O PS foi o partido mais votado em Águas Santas (Porto) com 36,84%. O Bloco atingiu os 13% e o PAN conseguiu chegar aos 4,9%, mais do dobro do CDS (2,17%).

Os socialistas venceram, em Águas Santas, com uma diferença de quase 10 pontos percentuais (pp) face ao PSD (27,03%), um desempenho muito diferente em relação às legislativas de 2015, em que o PS derrotou, apenas por oito décimas, a coligação PSD/CDS.

Os Bloquistas tiveram 13,08%, quase 4pp acima do registado em termos globais (9,67%). Apesar disso, teve uma quebra de 1,5pp em comparação com 2015. A CDU manteve o quarto lugar (5,43%), mas caiu mais de 2pp (7,79%).

O grande derrotado da noite é o CDS, que viu o PAN marcar o dobro da sua percentagem. A diferença para os resultados de 2015 é abismal, porque nessa ocasião concorreu coligado com o PSD.

Relativamente aos partidos que conseguiram entrar no parlamento, o Iniciativa liberal foi o mais votado com 1,25%, o Livre duplicou a votação de 2015 e chegou a 1,11%.  O Chega obteve apenas 0,76%.

A abstenção foi mais baixa do que no resto do país, com 39,78%.

 

Círculo Eleitoral do Porto

No que toca aos resultados do Circulo Eleitoral do Porto, o PS venceu com 36,65%, mais 5pp que os sociais-democratas. Desta forma, os socialistas elegem 17 deputados (mais três do que em 2015) e o PSD obteve 15 deputados, menos dois do que a coligação Portugal à Frente, em 2015.

O BE registou 10,12% dos votos, insuficiente para evitar a perda de um deputado e, portanto, a eleição de apenas quatro. Os comunistas também perderam um deputado, só conseguindo dois mandatos.

O PAN tem mais um motivo para sorrir: elegeu pela primeira vez um deputado no Porto. Iniciativa Liberal, Livre e Chega tinham a expectativa de conquistar deputados neste circulo, mas não tiveram sucesso.

O perfil dos deputados eleitos por este Círculo Eleitoral pode ser consultado aqui 

Rui Vieira Cunha