Legislativas 2019: Maioria absoluta para o PSD em Rates (Porto)

O PS foi o partido mais votado a nível nacional nas eleições do passado domingo, mas em Rates ficou em segundo lugar. Na freguesia do círculo eleitoral do Porto, a cor laranja volta a reinar e atinge 51% dos votos.

Os resultados das legislativas deste ano, divulgados pelo portal online das legislativas e pela TVI24, mostram uma evidente inclinação para a direita na freguesia de Rates. O PSD conseguiu 676 votos entre os 1311 votantes, conquistando a maioria absoluta (51,56%). O PS, ao contrário dos resultados nacionais, ficou atrás do partido de Rui Rio, com apenas 307 votos (23,42%), menos de metade que o rival.

O CDS-PP vê um resultado mais positivo nesta freguesia, contrariando a derrota em contexto nacional. Com 9,92% dos votos, equivalente a 130 apoiantes, o partido mantém a popularidade e ocupa o terceiro lugar no pódio das eleições.

Em quarto e quinto lugar encontram-se o Bloco de Esquerda com 66 votos (5,03%) e o PAN com 25 votos (1,91%).

Entre os partidos que se estreiam no Parlamento, nenhum ultrapassou a fasquia do 1%. Na corrida dos pequenos, o Livre ficou à frente com 0,53% (7 votos), seguido pela Iniciativa Liberal, com 0,31% (4 votos) e, por fim, o CHEGA, com 0,23% (3 votos).

Relativamente aos resultados de 2015, a tendência de voto não se alterou muito. Há quatro anos, a coligação do PSD com o CDS-PP venceu em Rates, com uma incontornável percentagem de 69,68%. O PS ficou em segundo lugar, à semelhança deste ano, porém com uma percentagem menor: em 2015, conseguiu apenas 194 votos (14,14%).

O número de votos para o BE permaneceu idêntico entre 2015 (67 votos) e 2019 (66 votos). Apesar disso, a percentagem de voto aumentou de 4,88% para 5,03%.

Regista-se também um aumento nos votos no PAN e no Livre nas legislativas deste ano. Em 2015, o PAN obteve 12 votos (0,87%) e o Livre, o único pequeno partido que já existia à data, conseguiu apenas 2 votos (0,15%).

O número de votos nulos e brancos baixou relativamente às legislativas de 2015. Esta queda não se verificou na abstenção, que aumentou de 38,56% para 40,73%, registados este ano.

Os votos da freguesia de Rates ajudaram à eleição, no círculo eleitoral do Porto, de 17 mandatos do PS, 15 do PSD e 4 do BE. Foram entregues ainda 2 mandatos ao PCP-PEV, 1 mandato ao PAN e 1 mandato ao CDS-PP.

Ana Craveiro Faria