InvictaCon: Não há barreiras para os jogos de tabuleiro

A InvictaCon tem encontro marcado de sexta a domingo, na Universidade Portugalense. O 11º Encontro Nacional de Jogos de Tabuleiro e RPG do Porto só tem uma regra: desligar o wi-fi.

 

Sob a organização do Grupo de Boardgamers do Porto, a InvictaCon é um convívio nacional onde vão estar disponíveis mais de 300 jogos de tabuleiro dedicados a todas as idades.

Neste encontro, a entrada é gratuita, acessível a qualquer pessoa e sem necessidade de inscrição. Não saber jogar também não é uma barreira. A InvictaCon conta com a presença de uma equipa de voluntários que vai ensinar e auxiliar todos aqueles que queiram jogar ou aprender a fazê-lo. Podes também aprender a jogar alguns deles através dos vários vídeos tutoriais publicados no Youtube.

Neste evento vão-se realizar cinco torneios (Catan, Ticket to Ride: Europe, Star Realms, Kingdomino e Rei do Tóquio), cujo prémio é a oferta do próprio jogo, e dois “play to win”, com prémios a sortear pelos jogadores. Conta-se ainda com dois workshops. Nos torneios há que destacar a estreia do “Rei do Tóquio” um jogo cuja versão portuguesa foi recentemente lançada.

Segundo Ricardo Biscaia, os jogos de tabuleiro promovem “competências nas áreas da lógica, da estratégia e da análise crítica” e, por essa razão, são um alento “para as mais diversas áreas da nossa vida”.

Este tipo de jogos tem despertado cada vez maior interesse por todo o mundo. Prova disso, é o facto de a plataforma BGG – Board Game Geek – aproximar-se cada vez mais dos 100 mil jogos registados. Segundo a informação desse mesmo site, o jogo que está melhor classificado é o Pandemic Legacy: Season 1, lançado há dois anos.

Tatiana Lima