Braga: sondagem prevê continuidade da coligação

Com a corrida às autarquias a aproximar-se do fim, apresentamos hoje a situação em Braga.

Ricardo Rio, atual presidente da Câmara e o rosto da coligação de direita (PSD, CDS e PPM), recandidata-se. Em 2013 tornou-se o primeiro presidente da Câmara de direita em 37 anos.

Miguel Corais, economista e ex-administrador do Parque de Exposições de Braga, é estreante e a aposta do PS.

Carlos Almeida, vereador da Câmara pela CDU, é o candidato comunista.

Paula Nogueira estreia-se pelo BE, que em 2013 apoiou um movimento independente “Cidadania em Movimento”.

Armando Caldas é a cara do “Nós, cidadãos”, o único movimento independente na corrida. Nas Autárquicas de 2013, Armando Caldas foi o cabeça-de-lista do PS à Assembleia Municipal de Arcos de Valdevez.

Nos debates televisivos, a discussão centrou-se em temas como o desenvolvimento económico, os transportes públicos, programas culturais e gestão urbanística.

Um objeto de debate é o edifício da centenária fábrica de sabonetes Confiança, adquirida por 3,5M pelo executivo de Mesquita Machado em consenso político. O atual presidente diz que há possibilidade de, caso seja reeleito, o imóvel ser alienado. A oposição fala em traição “a todas as forças políticas que se reuniram em consenso” para a compra do imóvel.

Segundo uma sondagem da Eurosondagem para o Expresso, Ricardo Rio será reeleito com 50% dos votos, com a coligação a eleger seis ou sete vereadores. Em segundo lugar, vem Miguel Corais com 28% dos votos, menos 5% que Vítor Sousa em 2013. Carlos Almeida aumenta as intenções de voto na CDU em relação a 2013, com 10%. O Bloco de Esquerda recolhe 6% dos votos projetados, e o “Nós Cidadãos” de Armando Caldas consegue 1%.

João Pedro Fernandes