Autárquicas 2017: Luísa Salgueiro lidera as sondagens em Matosinhos

As eleições autárquicas do próximo domingo, dia 1 de outubro, vão ser disputadas por sete candidatos em Matosinhos. Luísa Salgueiro, candidata pelo PS, vai à frente nas sondagens e está perto de obter maioria absoluta, com 38% dos votos.

 

São sete os candidatos que disputam a presidência da Câmara Municipal de Matosinhos.  De acordo com uma sondagem realizada pela Universidade Católica Portuguesa para a RTP e Antena 1, a candidata do PS está à beira da maioria absoluta, 9 meses após a morte de Guilherme Pinto, antigo presidente da Câmara de Matosinhos. O autarca venceu as últimas eleições autárquicas, em 2013, nas quais se apresentou como independente contra António Parada, então líder da conselhia do PS e presidente da Junta de Freguesia de Matosinhos. Um dia após ter renunciado ao mandato, Guilherme Pinto anunciou o seu regresso ao PS, “em sinal de agradecimento” pelo apoio do partido, segundo declarações do ex-presidente da Câmara de Matosinhos ao Observador.

De acordo com a mesma sondagem, surge em segundo lugar o candidato independente Narciso Miranda com o movimento “Por Matosinhos”, após ter presidido a Câmara de Matosinhos pelo PS entre 1977 e 2005.

Já António Parada, pela primeira vez independente com o apoio do CDS-PP, regista 10% das intenções de voto para 1 de outubro. Em declarações à Lusa, o autarca de 51 anos diz mostrar-se confiante numa “vitória clara” nas eleições de domingo.

Jorge Magalhães, médico reformado de 63 anos, estreia-se no Partido Socialista, podendo eleger um vereador, caso alcance os 11% de votos previstos.

O CDU apresenta-se na corrida à presidência com o candidato José Pedro Rodrigues, licenciado em Comunicação Social pela Universidade do Minho. A sondagem da Universidade Católica atribui ao partido 8% dos votos.

O Bloco de Esquerda elegeu José Joaquim Ferreira dos Santos, fundador do partido, para candidato à presidência da Câmara. Ferreira dos Santos é deputado municipal em Matosinhos desde 2009 e pode obter 5% dos votos.

Já o partido Pessoas-Animais-Natureza, liderado por Filipe Cayolla, apresenta pela primeira vez uma candidatura à presidência da Câmara Municipal de Matosinhos, contando com uma estimativa de 2% dos votos, segundo a sondagem da Universidade Católica Portuguesa. De acordo com um comunicado emitido pelo partido, o seu programa passa nomeadamente por assegurar medidas de proteção ambiental, bem como “promover o bem-estar dos animais no Concelho”.

 

Carolina Azevedo