Eleitos do PS Porto entregam pelouros nas Juntas de Freguesias

Eleitos do PS com cargos nas Juntas de Freguesia do Porto decidem entregar pelouros por “solidariedade” aos vereadores da Câmara.

Em comuicado, o PS justifica a decisão com um acordo pós-eleitoral com o movimento independente de Rui Moreira (Bonfim, Ramalde, Lordelo do Ouro/Massarelos, e Centro Histórico – União de Freguesias de Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória), como “um gesto de solidariedade de todos os eleitos”.

No dia 6 de Maio, o PS Porto anuncia Manuel Pizzarro como candidato socialista à Câmara do Porto um dia após o movimento de Rui Moreira mostrar ter apoio dos socialistas. No dia 8 de Maio, os vereadores socialistas da Câmara do Porto, Manuel Pizarro e Manuel Correia Fernades, devolveram os pelouros da Habitação e Ação, Social e Urbanismo.

Com isto, Rui Moreira passa a deter os pelouros da Habitação e Ação Social, da Cultura, da Proteção Civil e do Desporto e Lazer e Rui Loza, representante da autarquia na Porto Vivo – Sociedade de Reabilitação Urbana (SRU), fica com o Urbanismo.

O PS não deixa de assegurar que esta decisão “não coloca em causa a governabilidade. Desta forma, os eleitos do PS honram o mandato para o qual foram eleitos e que cumpriram diligentemente em coligação ao longo de quase quatro anos, respeitando o programa que apresentaram aos cidadãos do Porto”

O partido socialista também afirma que os eleitos do PS não pretendiam “condicionar ou usurpar a identidade de qualquer movimento” e que “Não precisamos de atacar nenhuma instituição democrática – como os partidos – para afirmar que connosco a cidade está mesmo em primeiro”.

 

Darcielle Costa,  Turma 5