Ciberjornalismo: A visão de João Canavilhas para 2025

 

jcanavilhasffb

João Canavilhas. Foto retirada da página pessoal do Facebook de João Canavilhas

João Canavilhas esteve esta manhã presente no pólo de Ciências da Comunicação da Universidade do Porto para uma conferência das III Jornadas ObCiber.

João Canavilhas, professor na Universidade da Beira Interior, esteve no pólo de Ciências da Comunicação (CC) para um exercício complicado, falar do futuro do jornalismo.

Numa conferência com o nome: “O jornalismo em 2025: o que mudou na última década”, Canavilhas partilha a sua visão do que será o jornalismo daqui a dez anos tendo em conta as mudanças que tem ocorrido neste meio.

O professor da Universidade da Beira Interior (UBI) acredita que os dispositivos móveis, os chamados smartphones, como principal forma de acesso à Internet desde 2014 são o ponto de partida para o ciberjornalismo do futuro. A visão é que em 2025 estes dispositivos serão parte incorporada da sociedade que não conseguirá viver sem eles. As notí
cias serão personalizadas a cada pessoa com base nos seus gostos e interesses, e receberão de forma instantânea as informações que lhes interessam.

jcanavilhas2015IIIjobc

Início da conferência: “O jornalismo em 2025: o que mudou na última década”, o conferencista João Canavilhas à direita. Fotografia: Cristiana Oliveira

João Canavilhas terminou a conferência  com a ideia: “O nosso smartphone sabe mais sobre nós do que nós próprios.”.

Cristiana Oliveira