Arquivo mensal: Maio 2015

Sociedade: “ilha” da Bela Vista vai ser reabilitada ainda este ano

A Câmara Municipal do Porto revelou que as obras de reabilitação da “ilha” da Bela Vista vão iniciar ainda este ano. A CMP espera assim incentivar outros proprietários a fazer o mesmo.
Esta nova medida, anunciada durante o dia de hoje, surgiu no contexto dos resultados do estudo realizado pela Domus Social sobre as “Ilhas” do Porto. Esta acção, que permitiu conhecer melhor esta realidade da cidade, indica que na cidade existem ainda 957 “ilhas” habitadas por mais de 10 mil pessoas.

Apesar de existirem quase mil ilhas na cidade a da Bela Vista, localizada na freguesia do Bonfim, foi a escolhida por ser considerada a mais representativa. Apesar disso esta conta com apenas 12 moradias habitadas.

Este já não é o primeiro programa para a melhoria destas habitações: os que ficaram mais conhecidos foram o “Plano de Melhoramentos para a Cidade do Porto”, realizado entre 1956/1966, e o “Projecto SAAL” (Serviço Ambulatório de Apoio Local) entre 1974/1976.

Untitled

 

Adriana Fangueiro

 

Porto: Há 957 “ilhas” na cidade do Porto

A Domus Social elaborou um estudo (parte 1, parte2), publicado hoje,  sobre as condições dos conjuntos habitacionais da cidade e a realidade socioeconómica dos seus moradores.

A Empresa de Habitação e Manutenção do Município do Porto (Domus Social), aferiu que mais de dez mil pessoas vivem no Porto em “ilhas“, muitas delas com más condições de vida.

As “ilhas” surgiram no Porto na segunda metade do século XIX como uma resposta ao grande crescimento populacional na época de industrialização da cidade.

A C.M.P. (Câmara Municial do Porto) vai começar este ano com a reabilitação de um dos conjuntos habitacionais, a Bela Vista.

Beatriz Carneiro

Porto: Mais de dez mil pessoas ainda habitam em “ilhas”

Um estudo apresentado hoje pela Domus Social revela que existem mais de dez mil pessoas a viver em 957 “ilhas” com condições precárias, na cidade do Porto.

O  estudo “Ilhas do Porto – Levantamento e Caracterização” foi divulgado na Câmara Municipal do Porto (CMP) e dá a conhecer as condições de habitabilidade das casas e a situação socioeconómica dos moradores.

A degradação sanitária, a falta de qualidade dos materiais das casas e a dificuldade de localização são alguns dos problemas apontados no estudo, que revela que 37% da população residente nas “ilhas” do Porto têm mais de 65 anos.

As informações divulgadas vão permitir criar uma estratégia mais adequada na intervenção nestes espaços.

Câmara Municipal do Porto anunciou que a reabilitação de uma das “ilhas” da Bela Vista terá início ainda este ano e servirá como exemplo que espera ver seguido por outros proprietários. Segundo Rui Moreira, presidente da CMP, “este é o desafio que agora lançamos à Cidade”.

O livro pode ser descarregado na Internet e permite também o acesso ao mapa completo das “ilhas” da cidade do Porto.

Catarina Peixoto

“Ilhas” do Porto em estudo

957 é o número total de “ilhas” na cidade – pelo menos, assim o conclui o estudo conduzido pela empresa municipal Domus Social, que gere os imóveis de habitação social do Município. O estudo apresentado hoje tem por objetivo dar a conhecer o fenómeno e indica-o como “realidade multissecular”.

O estudo urge o “desenvolvimento de estratégias e capacidades específicas de intervenção” e, em comunicado, a Câmara Municipal do Porto refere o desejo de definir uma estratégia para melhorar a situação.

De entre as conclusões retiradas, o estudo afirma que o número total de habitantes em “formas de habitação atípica” é cerca de dez mil e que Campanhã é a freguesia com mais ‘ilhas’ (243). Para além da avaliação quantitativa, faz avaliação qualitativa e locativa das mesmas.

“Levantamento e Caracterização das ‘Ilhas’ do Porto”, da autoria de Isabel Breda Vázquez e sob a coordenação de Paulo Conceição, encontra-se disponível online (Livro 1, Livro 2, Anexos).

Mafalda Rodrigues

Mais de 10 mil pessoas com dificuldades nas “Ilhas” do Porto

A Domus Social realizou hoje um estudo acerca das “Ilhas” do Porto, onde é possível conhecer uma realidade negativa bem como os problemas socioeconómicos enfrentados pelos seus moradores.

Foi desenvolvido um estudo pela Domus Social que consisitiu no levantamento e caraterização de uma realidade da cidade do Porto, que são as “Ilhas”.  No total das 957 “ilhas” de toda a cidade, o número de moradores supera as 10 mil pessoas. A isto acrescentam-se as más condições de habitabilidade subjacentes a estes locais.

A Câmara Municipal do Porto (CMP) pretende definir uma estratégia que altere a situação que se faz notar.

A reabilitação e requalificação necessárias serão já este ano iniciadas por parte da CMP. O primeiro local a sofrer as mudanças necessárias será a “ilha” Bela Vista.

Os planos visam gerir a ocupação e utilização dos edifícios, e manter em bom estado de uso as infra-estruturas pertencentes às “ilhas” , de forma a estarem disponíveis para as funções para as quais foram criadas.

O presidente da Câmara Municipal do Porto afirmou ainda que “Este é o desafio que agora lançamos à Cidade. Regenerar as Ilhas, diversificando as oportunidades de criação de habitação a custos aceitáveis e desenvolvendo novos usos, correspondendo aos tempos que vivemos”. Assim, Rui Moreira demonstra esperança na resolução do problema.

O plano de estudo para a requalificação das “ilhas” foi dividido no Livro (parte 1), no qual se faz uma abordagem mais teórica ao problema em causa, e no Livro (parte 2), onde são localizadas as zonas com maiores problemas habitacionais. Além disto, é possível a análise de mais dados relativos a esta problemática nos Anexos do Domus Social.

Filipe Balreira

 

Habitação: “Ilha” da Bela Vista vai ser reabilitada este ano

A Câmara Municipal do Porto (CMP) revelou hoje que a reabilitação da “ilha” da Bela Vista vai começar ainda em 2015. A autarquia espera que a iniciativa seja replicada pelos outros proprietários.

O projeto associa-se ao estudo “Ilhas” do Porto – Levantamento e Caracterização. Apresentado pela Domus Social à CMP, o documento analisa as condições de vida dos moradores das “ilhas” portuenses. Sob coordenação de Isabel Breda Vázquez e Paulo Conceição, são quantificadas 957 “ilhas”, habitadas por mais de 10 mil pessoas. “Muitas vezes em muito más condições”, de acordo com a investigação realizada pela empresa que gere o parque habitacional do concelho do Porto.

As “ilhas” são conjuntos de habitações que serviam a população operária. Rui Moreira e Manuel Pizarro acreditam na contribuição dos cidadãos portuenses. “Este é o desafio que agora lançamos à Cidade. Regenerar as Ilhas, diversificando as oportunidades de criação de habitação a custos aceitáveis e desenvolvendo novos usos, correspondendo aos tempos que vivemos. Não temos dúvidas de que podemos contar com o Porto”, referem o presidente e o vereador do Pelouro da Habitação e Ação Social da CMP no prefácio do estudo.

As duas partes da investigação podem ser descarregadas a partir do site oficial da CMP.

Ricardo Ferreira

Porto: Estudo sobre as “ilhas”

A Domus Social apresentou um estudo sobre as “Ilhas” que permite caracterizar todas as 957 “ilhas” presentes no Porto.

A empresa responsável pela Habitação e Manutenção do Município do Porto realizou um levantamento sobre as “ilhas” do Porto, em que é dado a conhecer todas as caracteristicas desta realidade.

O estudo concluí que no Porto há ainda 957 “ilhas” e que estas são a casa de mais de 10 mil pessoas. É possivel verificar também as condições precárias em que muitos moradores vivem.

Com a publicação do estudo, a Câmara Municipal do Porto pode, agora, definir uma estratégia para melhorar essa situação, e ainda este ano, esta pretende começar a reabilitação de uma das suas “ilhas”, a Bela Vista.

O estudo está disponivel no site da Domus Social.

Juliana Leça

 

Porto: Revelado estudo sobre “ilhas”

A Domus Social promoveu um levantamento sobre as “ilhas” do Porto, que dá a conhecer a realidade socioeconómica dos seus moradores e as condições de habitabilidade das suas casas.

Este estudo apurou que existem mais de 900 “ilhas” na cidade do Porto onde vivem cerca de 10 mil pessoas, muitas delas em situações de precariedade.

O estudo foi desenvolvido pelo Instituto Superior da FEUP e visa localizar estas zonas de habitação. Deste modo é possível dar a conhecer as condições de vida dos habitantes destes “bairros operários” e também o seu número.

Este projeto teve o apoio da Câmara Municipal do Porto que, ainda este ano, vai proceder à reabilitação de uma das “ilhas”, a Bela Vista. Assim, é dado um incentivo a proprietários privados no âmbito do melhoramento das condições de habitabilidade.

 

Mariana Ferreira

Porto: mais de 10 mil pessoas moram em “Ilhas”

A Domus Social, entidade que gere os imóveis de habitação social do Município, apresentou hoje um estudo que mostra que no Porto existem 957 “ilhas”, onde moram mais de 10 mil pessoas.
Depois de ter realizado um levantamento sobre as “Ilhas” na Cidade do Porto, a entidade analisou as condições das casas e a situação socioeconómica dos moradores que nelas habitam. A Domus Social acabou por concluiur que no Porto há ainda 957 “ilhas” e lá moram mais de 10 mil pessoas, algumas em más condições.
Apesar das “ilhas” no Porto serem uma “realidade multissecular”, – como assumem Rui Moreira (Presidente da Câmara do Porto) e Manuel Pizarro (Vereador do Pelouro da Habitação e Ação Social) no documento “Ilhas do Porto: Levantamento e Caraterização” – a CMP pode, depois deste estudo, definir uma estratégia para melhorar a sua situação. A “ilha” da Bela Vista vai ser a primeira a ser reabilitada, já este ano.
O website da Domus Social permite localizar e identificar a existência de “ilhas” que ainda não estejam assinaladas.
Diana Barros

Porto: Estudo sobre as “Ilhas”

A Câmara Municipal do Porto partilhou hoje um estudo elaborado pela Domus Social, Empresa de Habitação e Manutenção do Município do Porto, sobre as “Ilhas” da cidade.

Esse trabalho tem como objetivo conhecer melhor a realidade das “Ilhas” , as suas condições de habitação e a situação socioeconómica dos moradores. Nesse âmbito, a Camara Municipal do Porto este ano vai começar a reabilitação da “Ilha” Bela Vista.

“Ilha” é o nome que se utliza para identificar um tipo de bairro que surgiu na cidade do Porto. Caraterizaram-se por um conjunto de casas pequenas, sem muitas condições e com número excessivo de moradores.

Ainda existem 957 “Ilhas”, onde moram mais de 10 mil pessoas.

Se quiser localizar e/ou identificar a existência de uma “ilha” poderá fazê-lo no site oficial da Domus Social, onde também se encontra disponível o livro do estudo realizado (Parte 1Parte 2Anexos).

Joana Rodrigues Soares