Caso Sócrates: Biografia

Vida Pessoal

José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa nasceu na Covilhã a 6 de Setembro de 1957, mas foi registado no concelho de Alijó.

O jovem José Sócrates viveu toda a infância e adolescência na cidade da Covilhã com o seu pai, Fernando Pinto de Sousa, após o divórcio dos pais. Foi também na Covilhã que frequentou a Escola Secundária Frei Heitor Pinto.

Em 1993, dois anos depois, nasce o seu primeiro filho – José Miguel Fava Pinto de Sousa – e com outro intervalo de dois anos, surge o segundo – Eduardo Fava Pinto de Sousa. No entanto, José Sócrates divorciou-se de Sofia Fava no final dos anos 90.

O seu pai faleceu em julho de 2011, aos 80 anos de idade, vítima de uma hemorragia cerebral. Poucas semanas depois, o seu irmão faleceu, enquanto esperava por um transplante de pulmão compatível.

É, ainda, conhecido por ser um amante de jogging, tendo já participado em provas como a Meia Maratona de Lisboa.

 

Carreira

Iniciou a sua vida política como um dos fundadores da Juventude Social Democrata da Covilhã, cargo que abandonou quando se inscreveu, em 1975, no Instituto Superior de Engenharia de Coimbra. Quatro anos depois concluiu o bacharelato em Engenharia Civil, o que lhe conferiu o título profissional de engenheiro técnico civil. Durante cinco anos, esteve matriculado na Universidade Lusíada a estudar Direito, mas abandonou o curso.

Em 1981, decidiu deixar o PSD e filiou-se no PS. Dois anos depois tornou-se presidente  da concelhia socialista da Covilhã e presidente da federação distrital de Castelo Branco, cargo que manteve até 1995.

Ainda nos anos 80, trabalhava como Engenheiro Civil em diversos projetos privados. Nesta altura chegou a ser alvo de repreensões por parte da Câmara Municipal da Covilhã, sendo também ameaçado com sanções legais. Após se tornar deputado, assinou, pelo menos, 21 projetos quando, legalmente, estava impedido de o fazer.

A rampa de lançamento mostrou-se no no de 1991, ao ser designado porta-voz das questões ambientais e ao passar a integrar o Secretariado Nacional do Partido Socialista.

No ano letivo de 1994/95 ingressou no Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, onde completou o primeiro ano do curso de estudos superiores especializados em Engenharia Civil. Optou, entretanto, por se inscrever na Universidade Independente para aí concluir a licenciatura em Engenharia Civil, o que ocorreu em 1996

Ainda no ano de 1995, com a chegada ao poder de António Guterres, ocupou o cargo de Secretário de Estado Adjunto do Ministro do Ambiente, tornando-se Ministro Adjunto do Primeiro-Ministro, dois anos depois.

As eleições legislativas de 2002 deram a vitória ao PSD e Sócrates voltou a ocupar o seu lugar no Parlamente, ao mesmo tempo que se torna comentador político na RTP.

Em 2004, consagra-se Secretário-Geral do PS, com mais de 80% dos votos, derrotando Manuel Alegre e João Soares.

Nas eleições legislativas de 2005, Sócrates conduziu o PS a uma vitória expressiva com mais de 45% dos votos. Tornou-se, assim, Primeiro-Ministro de Portugal. Neste mesmo anos, foi-lhe atribuído, o diploma de MBA, referente à parte lectiva do mestrado que frequentou no ISCTE.

Em 2009, a proeza refez-se e José Sócrates foi reeleito Primeiro-Ministro. Foi durante este mandato que introduziu um plano tecnológico para tornar o país mais competitivo. Uma das faces mais visíveis deste programa foram os “Magalhães” – portáteis para crianças. Ainda durante o mandato, surgiram leis polémcas, como a despanlização do aborto e a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Em 2001, apresentou a sua demissão, sendo que se voltou a candidatar. No entanto, foi derrotado por Pedro Passos Coelho, atual Primeiro-Ministro.

Atualmente, vê-se envolvido num escândalo relacionado com fraude fiscal, branqueamento de capitais e corrupção. Encontra-se em prisão preventiva.

 

Funções Governamentais

26 de Outubro de 2009 a 21 de Junho de 2011 Primeiro-ministro do XVIII Governo Constitucional
12 de Março de 2005 a 26 de Outubro de 2009 Primeiro-ministro do XVII Governo Constitucional
23 de Janeiro de 2002 a 6 de Abril de 2002 Ministro do Equipamento Social do XIV Governo Constitucional
25 de Outubro de 1999 a 6 de Abril de 2002 Ministro do Ambiente e do Ordenamento do Território do XIV Governo Constitucional
25 de Novembro de 1997 a 25 de Outubro de 1999 Ministro-adjunto do Primeiro Ministro do XIII Governo Constitucional
30 de Outubro de 1995 a 25 de Novembro de 1997 Secretário de Estado Adjunto do Ministro do Ambiente